“7 Maravilhas de Portugal – Aldeias” é o novo projeto RTP


7 Maravilhas de Portugal

“7 Maravilhas de Portugal – Aldeias”, RTP

O lançamento oficial das 7 maravilhas de Portugal – Aldeias, foi acolhido na aldeia histórica do Piódão.

O lançamento oficial das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias teve lugar na Aldeia Histórica do Piódão. A RTP volta a ser a televisão oficial, com Catarina Furtado e José Carlos Malato são os rostos do projeto.

«A força dos nossos projetos reside na capacidade de divulgação e de produção para um público generalizado, que nos acompanha cá dentro e lá fora. Este fenómeno de comunicação acontece graças à RTP, ao envolvimento que tanto a Informação como a programação têm dado ao projeto. A RTP é um parceiro essencial no sucesso da marca  7 Maravilhas. Desde 2009 que estamos juntos e neste nosso regresso orgulhamo-nos de ter ao nosso lado o canal público de televisão», explica Luís Segadães, presidente das 7 Maravilhas.

Daniel Deusdado apresentou a RTP como Televisão Oficial das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias e a maior operação televisiva de sempre associada ao projeto. «O conteúdo 7 Maravilhas será emitido na RTP, com 7 Galas aos domingos à noite, numa valorização de noites de programação diferenciadora. Permitindo desta forma promover o país fantástico que temos junto de milhões de telespetadores em todo o mundo», revela o diretor de Programas da RTP.

O lançamento do projeto foi acolhido pelo Município de Arganil, na Aldeia Histórica do Piódão, a qual já se candidatou em várias categorias nesta eleição. Ricardo Pereira Alves, Presidente da Câmara Municipal de Arganil, referiu durante a conferência de imprensa que «o lançamento de um projeto desta relevância a nível nacional não podia deixar de ser num local tão emblemático como é o Piódão. Temos 10 aldeias candidatas nesta eleição e vamos aproveitar a plataforma de promoção das 7 Maravilhas para dar a conhecer o melhor de Arganil».

A presidir a cerimónia de lançamento esteve o ministro-adjunto, Eduardo Cabrita, que dá o seu apoio institucional à eleição das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, reconhecendo o potencial de promoção da identidade nacional e da coesão territorial.

«Este é um casamento feliz entre a aposta do Governo na coesão territorial e uma iniciativa que pretende valorizar as nossas aldeias. É isso que estamos a fazer também com o Programa Nacional para a Coesão Territorial, que aprovámos recentemente e que olha para o chamado ‘interior’ de Portugal como um espaço de oportunidades. O Governo associa-se, por isso, com muita satisfação a este projeto. Ambos olhamos para as aldeias como terras de oportunidades, com fatores de competitividade para a fixação de pessoas e para a criação de emprego, e não de uma forma fatalista ou assistencialista», refere Eduardo Cabrita, ministro-adjunto durante a conferência de imprensa.

O evento contou ainda com a presença de Filipe Silva, do Turismo de Portugal, reforçando o apoio institucional ao projeto tanto deste organismo como da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

«As 7 Maravilhas vêm colocar as aldeias de Portugal no mapa e contribuir para a divulgação e promoção da oferta diversificada que Portugal tem para oferecer. Este programa é um instrumento decisivo para a dinamização turística dos destinos menos conhecidos  e, por isso, decisivo para a promoção do turismo sustentável em que Portugal é cada vez mais uma referência», refere Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo à margem da conferência.

A organização do projeto e a RTP pretendem realizar uma Gala em cada uma das 7 regiões do país, Galas temáticas dedicadas a cada uma das 7 categorias e à própria região que a acolhe.

A grande novidade do projeto reside no método de votação, que vai ser inteiramente por chamada telefónica. As 49 aldeias pré-finalistas são reveladas a 7 de abril e a partir daí tem início o período de campanha por parte dos promotores das candidaturas, pois cada categoria só está à votação durante uma semana a partir de 1 de julho.

A primeira Gala tem lugar a 9 de julho, em região ainda a definir, e as restantes realizam-se sempre ao domingo à noite, até 20 de agosto. Na semana anterior a cada Gala está em votação a categoria correspondente.

Nestas 7 Galas intermédias são apuradas as 2 finalistas de cada categoria, chegando a 20 de agosto a um total de 14 finalistas. A votação termina durante a própria Gala. Estas 14 finalistas vão estar em votação pública durante duas semanas, até à Gala Final da Declaração Oficial das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias a 3 de setembro de 2017.

Sobre as 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias

As candidatas a 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias são organizadas em 7 categorias e as 7 vencedoras serão apuradas pelo maior número de votos, uma por categoria, não podendo ser eleitas mais do que três aldeias por região.

As categorias são: Aldeias-Monumento, Aldeias de Mar, Aldeias Ribeirinhas, Aldeias Rurais, Aldeias Remotas, Aldeias Autênticas e Aldeias em Áreas Protegidas. Qualquer aldeia pode candidatar-se em múltiplas categorias.

As candidaturas decorrem até 7 de março de 2017 e devem respeitar o presente regulamento. São colocadas online no endereço oficial, através do formulário devidamente preenchido. Qualquer entidade pública, privada ou indivíduo pode nomear aldeias como candidatas.

Todo o processo de eleição das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias será auditado pela empresa internacional de auditores PwC.

Este projeto conta com o apoio institucional do Gabinete do ministro-adjunto, do ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, da Secretária de Estado do Turismo, do Turismo de Portugal, da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, Federação Minha Terra, e Associação Portugal Genial.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close