A equipa portuguesa de Rugby que fez história no “Perdidos e Achados”

O Regresso dos Lobos

Passou meia dúzia de anos desde que Portugal entrou para a história do rugby mundial ao apurar-se para a fase final de um Campeonato do Mundo. Foi a primeira vez que uma equipa 100 por cento amadora conseguiu um feito deste nível.

Fizeram história em 2007 e agora estão de novo a tentar a proeza de chegar ao Mundial de 2015. É a seleção nacional de rugby. A equipa amadora que comoveu o mundo há seis anos…

Um feito que foi realçado em todo o mundo. A comunicação social internacional acompanhou de perto a seleção portuguesa, todos queriam saber, basicamente, de que “massa” eram feitos estes jogadores. E como foi possível conseguirem apurar-se para a maior competição do mundo sendo amadores.

E a verdade, porém, é que os jogadores portugueses rapidamente foram “acolhidos” pelos adeptos do rugby, mas não só…

A imagem do hino nacional, no jogo de estreia frente à Escócia, ficará com certeza gravada por muitos e bons anos na memória dos portugueses. Esse é um dos momentos que recordamos na reportagem, mas procurámos sobretudo saber o que é feito deles. Dos jogadores, do treinador e das implicações que a presença no Mundial trouxe a todos.

São médicos, advogados, engenheiros, veterinários…todos têm uma vida para além do rugby. Mas todos vivem para o rugby.

De todos, há um que se destaca: Rui Cordeiro. Tinha 139 kg no Mundial de 2007 e era o jogador mais pesado de todos os que participaram no Campeonato do Mundo. Mas entrou para a história porque foi o primeiro jogador português a conseguir marcar um ensaio à Nova Zelândia. Os “All Blacks”, a melhor seleção do Mundo. Estiveram no caminho dos “Lobos” no Mundial e guardaram um momento único para todos estes jogadores que hoje em dia voltam a querer chegar onde só os melhores dos melhores estão.

Esta noite, para ver no “Perdidos e Achados”, ‘O Regresso dos Lobos,  uma reportagem de Nuno Figueiredo.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close