A ‘Opel da Azambuja’ no “Perdidos e Achados” desta semana

O “Perdidos e Achados” desta semana vai ao encontro de alguns antigos empregados da fábrica da Opel da Azambuja, seis anos depois do seu encerramento.

Recorde-se que a 21 de Dezembro de 2006, contra todas as expectativas, a General Motors da Azambuja fechou portas. Instalara-se na região havia 43 anos. Perderam-se cerca de 1200 postos de trabalho directos e 400 de trabalho indirecto. Gente de dez concelhos que, de um dia para outro, caiu no desemprego.

Os anos seguintes foram de busca para colmatar este percalço no caminho que, pensavam, terminaria apesar quando a reforma chegasse.

A economia regional ressentiu-se e o rumo foi diferente para todos.

Como seguiram com as suas vidas estes trabalhadores, depois do desemprego inesperado?

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close