“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

33º Episódio

Nelson procura Diana na escola de circo mas chama-lhe Benedita. Declara que ela foi acusada de ofensas corporais, falsificação de documentos, de fraude e de homicídio e leva-a detida.

Jacinta já tem o relatório médico e mostra a Nestor. A biópsia deu negativo, o que a deixa muito aliviada.

Na clínica, depois de tratar uma paciente, João liga a Diana para saber se está tudo bem. Esta assegura que está tudo bem e agradece a preocupação dele. António pergunta por Rui mas Diana não o viu.

Em casa de Deolinda, Rui arranja uma infiltração no quarto de Clara. Fica encantado quando Deolinda lhe tira a camisa porque está suja. Raimundo interrompe e tenta impingir mais trabalho lá em casa mas Rui recusa. Depois dele ir embora, Raimundo revela à mulher que não confia nas boas intenções de Rui.

Cecília chega com alguns agentes da polícia à casa de Giacomo. Os polícias aproximam-se da porta da casa, cheios de esperança de encontrar Leonor.

Leonor está num sítio escuro que não se percebe onde é. Está amordaçada e amarrada e chora em pânico.

Os polícias entram na casa e Cecília não se contém e vai também atrás deles. Luís e Vera seguem-na.

Leonor ouve passos a virem e tenta gritar por socorro mas não consegue. Tenta soltar-se das cordas mas acaba por se magoar ainda mais.

Ao entrar na sala da casa, Cecília encontra um dos polícias a falar com uma senhora idosa. Ainda tem esperança que a filha esteja ali.

Um dos raptores tira Leonor de uma carrinha e leva-a para dentro de uma cela onde estão outras raparigas também sequestradas. Leonor está cada vez mais em pânico.

Já na rua, Cecília e Luís estão derrotados porque não encontraram a filha. A senhora idosa afirma que já vive naquela casa há dez anos, o que põe de parte qualquer hipótese de ligação daquele lugar à rede de tráfico humano.

Vera aproxima-se de Luís que sofre em silêncio. Este culpa-se do desaparecimento da filha e Vera apoia-o, reforçando que não podem desistir de encontrar Leonor.

Vitória conta a Júlia que viu Marta à porta da rádio e está perturbada com isso. Por mais que queira nunca conseguirá esquecer-se do que fez mas Júlia acha que ela fez o que deveria ser feito.

Adelaide informa os filhos que há alguém interessado em comprar a quinta do falecido marido. Carmo discorda de imediato pois tem lá as poucas memórias que tem do pai. Adelaide fica impaciente e João promete que vai tentar convencer a irmã a vender. De seguida, Adelaide pede a João para falarem a sós e confronta o filho com tudo o que André lhe contou sobre Diana. João aconselha a mãe a não confiar em tudo o que lhe dizem e garante que não há segredos entre ele e Diana.

Francisca continua chateada com André por este ter bebido álcool. Decide que vai trabalhar para não ter de ser ele a pagar a dívida sozinho.

Nelson procura Diana na escola de circo mas chama-lhe Benedita. Declara que ela foi acusada de ofensas corporais, falsificação de documentos, de fraude e de homicídio e leva-a detida. António fica incrédulo e acha tudo um disparate. Diana afirma que não matou ninguém mas Nelson leva-a detid, terá também de explicar porque razão anda com gás pimenta na mala.

Gustavo conta a Margarida e a Marta que tem um caso novo, a pedido de João. Marta recusa a sugestão da mãe para ir dar uma volta. Margarida quer que a filha comece a reagir mas Marta sente-se sem força para lutar.

André comenta com Francisca que Diana já deve estar a ser interrogada pela polícia. Da agressão e da identidade falsa não se vai livrar. Zé Maria interrompe para dizer aos pais que vai fazer um trabalho para o professor Miguel e os pais ficam contentes.

Nelson informa Diana que vai ficar detida essa noite e que só, no dia seguinte, ouvirá o juiz. Diana percebe que André a acusou de matar a filha e esclarece que só a entregou para adoção. Está furiosa com o ex-namorado.

Em Portofino, Vera conversa com Luís que está de rastos. Este partilha com a cunhada que, antes da tragédia de Leonor desaparecer, Cecília lhe pediu o divórcio. Luís sente-se culpado por deixado a filha ir para Génova.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close