“Amar Depois de Amar”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 5 (17 a 23 de junho)

Raquel olha incomodada para as bagagens de Sara, e ela argumenta que decidiu sair de Londres por saber que ela precisa de ajuda com os filhos, agora que Gonçalo não está presente.

Raquel fica ainda mais incrédula com a irmã a contar-lhe que se casou e já enviuvou, tendo aproveitado a boleia de um homem que conheceu para chegar ali.

Augusto chega com António a uma casa isolada no campo, que está a ser guardada por Guardas Nacionais Republicanos. Miguel espera-os, dizendo que ainda não o deixaram falar com Marina.

Augusto atende a chamada do filho, que quer saber novidades de Marina, dizendo-lhe que ele e Catarina têm de esperar mais um pouco.

Ângelo também chega à casa, e consegue permissão para passar, após mostrar a sua identificação de procurador ao guarda. Vê-se uma mulher que aparenta ser Marina sentada num colchão no chão.

Romana, a dona da casa, barra a passagem a Ângelo, e diz-lhe que chamou ali a televisão e mais ninguém. Na porta do casebre, António avisa Augusto que não vai ser fácil ver Marina e Augusto, irritado, tenta forçar a entrada na casa quando se ouve um tiro provindo do interior.

Augusto aproveita a distração dos guardas para correr aflito para dentro da casa e depara-se com uma policia alvejada no chão a dizer que a mulher fugiu pelas traseiras. Regressamos ao passado.

Augusto observa embevecido Marina a dar uns passos de tango e fica desagradado por ela dizer que está a pensar voltar a dar aulas e, por isso vai ficar com menos tempo para a família.

Entretanto, repara na dedicatória do cd, com Marina a disfarçar rapidamente que foi o seu primeiro professor de tango que lhe ofereceu. Gonçalo sorri embevecido a ouvir a mensagem que Marina lhe enviou com a música do cd que lhe ofereceu. Raquel surpreende-o, vendo enciumada que foi Marina quem lhe enviou aquela mensagem. Augusto tenta envolver-se com Marina, que o repele.

Marina fica aflita por receber chamada de Raquel, que acaba por ligar para o telefone de Augusto por ela não atender. Marina ouve intrigada Raquel a dizer-lhe que foi ela que comprou o cd para lhe oferecer e conta-lhe ter uma proposta para lhe fazer sobre as aulas de tango.

Augusto fica surpreendido por ver Marina a chegar com Nicolau e Frederico, dizendo que eles arranjaram problemas na escola. Gonçalo chega e sorri embevecido por ver Marina, e dá autorização a Augusto para que meta Frederico a trabalhar com Nicolau como castigo por terem arranjado novamente sarilhos.

Nicolau e Frederico resolvem fazer uma pausa no trabalho, com Quim Zé a avisar Nicolau que o pai dele não vai gostar de saber que ele está ali sem fazer nada.

Os rapazes entornam sem querer leite no cimento, estragando a mistura. Quim Zé empurra Nicolau e Frederico para fora da cozinha, mas estes sorriem bem-dispostos por se livrarem do trabalho.

Alice manda-os fazer menos barulho, afastando-se irritada por Nicolau lhe mandar mais um piropo provocador.

Marina olha indecisa para Raquel a dizer-lhe que já tratou de lhe arranjar um estúdio para ela poder dar aulas de tango, insistindo que ela não pode desperdiçar o seu talento.

Catarina insiste com a mãe para aceitar a ajuda de Raquel e voltar a dar aulas de tango, não achando justo que ela ponha os seus sonhos de parte, por causa da família. Marina liga a Gonçalo e conta que aceitou a proposta de Raquel e vai começar a dar aulas de tango.

Sorri ao entrar no jogo com Gonçalo, assentindo que se encontrem antes de começar a dar aulas. Quim Zé conta a Augusto que Frederico foi o principal culpado de Nicolau ter-se escapado ao castigo.

Raquel chega e conta satisfeita que Marina aceitou a sua ajuda para voltar a dar aulas de tango. Augusto fica desagradado, mas Raquel argumenta que vai ser bom Marina ganhar algum dinheiro para a casa. Voltamos ao presente.

Frederico entra em casa e conta a Raquel e Sara que Marina apareceu. Ligam a televisão e Raquel vê a reportagem que noticia que Marina está num posto da GNR sob suspeita de ter fugido do local do acidente de viação que vitimou Gonçalo.

Augusto discute com o chefe do posto e exige ver a mulher, mas Figueiredo limita-se a dizer que Marina não está ali e tem ordens para não dizer onde ela está.

Ângelo entra no posto e vinca que acabou de acusar Marina de ter tentado matar Gonçalo, deixando todos atónitos. Repórter relata que Marina alvejou uma GNR e Nicolau não aguenta mais que digam mal da mãe e tira o som da televisão.

Laura vê atenta as notícias e liga a Miguel pedindo-lhe que lhe ligue mal saiba novidades sobre Marina. Miguel conta a Augusto que Ângelo acusou Marina de ter atraído Gonçalo para uma estrada secundária para o roubar.

Augusto frisa a Miguel que mesmo que Marina o tenha feito, não é nenhuma criminosa, e só fugiu por vergonha.

Matilde ordena a André que colabore em tudo o que Ângelo necessitar para conseguirem culpabilizar Marina pelo acidente de Gonçalo.

Figueiredo, acossado por António e Ângelo, acaba por dar ordens para que tragam Marina. André vai a casa dos Macedo e fica surpresa por ser Sara que lhe abre a porta em toalha de banho.

Sara pede a André que lhe conte tudo sobre essa história a envolver os Oliveira e os Macedo. Laura pesquisa no computador notícias sobre Marina e recebe mensagem de Miguel a avisá-la que vão trazer Marina.

Alice visita o pai e conta que Mariana está viva. Nesse instante, Gonçalo abre os olhos e ela sobressalta-se. Alice aparece no corredor e diz a Raquel que o pai acordou e abraçam-se felizes.

Augusto liga ao filho e promete-lhe voltar a ligar mal saiba novidades. Vê-se uma silhueta de mulher a surgir na porta de um vidro fosco.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close