Apesar da crise, a Media Capital não prevê despedir funcionários

Apesar da crise, a Media Capital não prevê despedir funcionários

Miguel Gil, administrador da Media Capital, dona da TVI, afirmou à edição de hoje do Correio da Manhã que «logicamente temos de nos adaptar às situações. Se o mercado perdeu 40% do seu valor nos últimos quatro anos, ninguém pode ficar indiferente». O responsável, porém, «não prevê despedimentos», apesar da crise instalada

A Media Capital obteve um lucro de 5,4 milhões de euros entre Janeiro e Setembro, deste ano. Foram menos 40% (3,6 milhões de euros) do que no mesmo período de 2011.

O administrador defende que os desafios tecnológicos vão ser cruciais para o futuro da empresa. «Temos de encontrar formas diferentes de contactar com públicos novos e de angariar receitas. Temos de estar atentos às formas mais inovadoras e de confirmar modelos de negócio», afirmou ao CM.

Depois de um franco crescimento, a empresa tem estado a despedir desde 2009. Já em 2010, foram dispensados cerca de 70 profissionais do grupo e em 2011, não foi diferente, com a saída de alguns trabalhadores da Plural, produtora da ficção da TVI.

No corrente ano, foram despedidos 30 profissionais da M80 e Star FM (rádios do grupo) e estão a ser negociadas reduções salariais de 10% nos vencimentos dos atores com contrato de exclusividade, um vínculo que o grupo pretende extinguir conforme forem terminando.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close