“Belmonte”: Resumo de 5 a 11 de maio

Resumo dos episódios de “Belmonte” de 5 a 11 de maio

Episódio 172

Perante Miguel, Gustavo continua a não acreditar que ele seja o único a ter escrito tal proposta. Contudo o Milheiro insiste na ideia de ser o único interessado na compra do parque e que está bem ciente do que lhe poderia vir a acontecer caso se unisse a um Belmonte para o comprar.

Paula acaba a peça que tem andado a escrever sobre a saga da família Belmonte. Entrega-a a Sónia e fá-la prometer não a mostrar a ninguém, nem mesmo a José. A atriz aceita e fica muito ansiosa para ler o guião que tem nas mãos.

Na estalagem, Henrique está muito animado. A decisão da atribuição ou não de uma estrela Michelin ao restaurante está para breve. Perante isso, ele tenta falar com a mulher e convencê-la a colocar a hipótese de irem morar para Lisboa dependente da atribuição ou não da estrela. Ela aceita, embora a contra gosto.

O Padre Artur está em pulgas para defrontar de novo a sua rival que se faz passar por Anjo Negro. Hugo acalma-o dizendo que se calhar não é boa ideia. Todavia, o padre não lhe dá ouvidos e tece uma tese assente na hipótese de o novo Anjo Negro ser Sílvia. Ou talvez uma das vítimas do tráfico de mulheres que veio para se vingar dos ingleses. O jornalista ouve sem saber se deve ou não respirar de alívio por ele não desconfiar de Nina.

Sofia tenta perceber, com a ajuda de Joana, se há algum registo da compra da viagem de João, contudo sem sucesso, pois nem nos extratos nem na agência de viagens encontram algo. Ao mesmo tempo, combina encontrar-se com Gustavo.

Já na adega, Gustavo fica surpreendido ao ver que Sofia comprou para lhe oferecer uns botões de punho muito sumptuosos. Contudo, ela chamou-o para lhe pedir ajudar, pois receia o que poderá andar João a fazer no Brasil. Gustavo diz ainda ter alguns contactos por lá e que vai ver o que poderá saber.

Miguel está apreensivo e com receio que Gustavo descubra o envolvimento de Pedro na compra do parque, pede à filha Julieta que adie o casamento.

Ela fica furiosa e sem perceber. Acaba por aceitar e concordar em se afastar da casa do pai até a compra estar oficializada.

Fernando vai ao café de Beatriz falar com a filha. Luísa contudo não gosta do que ouve. Para a jovem, aceitar o dinheiro do pai e deixar de trabalhar equivale a perder a independência. Ele insiste com a filha e ela promete pensar no assunto.

Lucas está preocupado com Hugo. O rapaz estranha as atitudes do amigo e decide ir falar com ele. No entanto, o jornalista tenta esquivar-se e foge para o café irritado para não ter que o aturar. Lucas insiste e vai atrás dele. Já no café obriga-o a confessar o que se passa. Ele conta-lhe metade da história e diz que o padre anda a arrastá-lo para uma caça ao novo Anjo Negro. Caça essa que ele não quer fazer. Lucas não se convence e diz que ele parece estrar com ciúmes do padre por um qualquer motivo escondido.

Em conversa com Sónia, Sofia mostra à rapariga que sabe mais do que revela habitualmente acerca dos investimentos na bolsa. Acabam a falar da empresa inglesa e com Sofia muito interessada por saber mais coisas acerca do grupo Nottingham.

Gustavo recebe um e-mail dos seus superiores dizendo que já leram a proposta de Miguel, encaminhada por ele, e que dentro em breve enviarão a Portugal um representante do grupo para discutir diretamente com este os pormenores do negócio.

Episódio 173

Miguel fica preocupado ao saber que vem alguém da Nottingham discutir consigo os negócios do grupo. Gustavo não lhe sabe dar mais informações e o Milheiro não esconde o nervosismo.

No café Figueira, Lucas continua a insistir com Hugo para que este lhe conte o que realmente se está a passar. O Belmonte confessa ao amigo que acha que Nina ainda vai ser a sua desgraça. O jornalista descredibiliza dizendo que se morrer por sua causa ao menos morre feliz. Os dois riem e decidem voltar para a redação.

No seu gabinete, Sónia explica a Sofia que investigar a fundo os movimentos e investimentos financeiros de uma empresa como a Nottingham é muito difícil e mais difícil ainda é descobrir quem está por trás disso tudo. Nesse momento chega Paula.

As amigas conversam sobre o conto da brasileira. Sónia diz que o adorou e o achou sobretudo excitante e entusiasmante. Paula fica feliz por saber que se mantém a vontade em fazer do seu conto uma peça de teatro.

Rosário chega a casa e vê mãe a brincar com uma arma de fogo. A rapariga fica fascinada e pede à mãe que lhe deixe pegar na arma. No entanto, Anabela recusa e Rosário fica contrariada.

Miguel regressa a casa e conta à mulher as novidades sobre a aquisição do parque cinegético. Anabela também não fica contente com as notícias e Rosário oferece-se então para fazer de agente dupla para que o pai e a mãe possam comunicar com Pedro enquanto os ingleses não derem uma resposta positiva. Miguel aceita e instrui a filha. Mas Rosário quer algo em troca: uma arma. Joaquim é surpreendido com a visita de Gustavo, que vem para lhe pedir um favor.

Anabela já não consegue conter a fúria de tão alucinada que está e prega um enorme estalo em Rosário, dizendo-lhe que, de uma vez por todas, vai obedecer ao seu pai. Depois de a rapariga sair, a ex-professora começa a alucinar e a atirar tudo ao chão e a partir objetos de casa.

Gustavo propõe a Joaquim depositar todo o grosso do seu dinheiro numa conta em nome de António. Conta essa na qual Joaquim teria poderes para movimentar. O empregado da pedreira ficaria com metade do lucro dos juros, que serão mais que suficientes para apostar na educação de António e, no caso de Gustavo morrer, todo o dinheiro ficaria para eles. Joaquim está atónito com a proposta, mas a verdade é que é algo bastante favorável para si.

Paula e Sónia jantam na estalagem. Num clima de cumplicidade a brasileira conta à amiga que Carlos insinuou que Sofia foi, em tempos, prostituta. A atriz fica chocada.

Gustavo faz um telefonema para o seu contacto no Brasil e pede-lhe que investigue João e que descubra o que este anda a fazer.

Rosário vai entregar o recado a Pedro e acaba por contar a Julieta que Anabela lhe bateu. Rosário chora e acusa a irmã de ser a culpada do estado em que a sua vida está, por tê-la abandonado.

Joaquim janta com o filho e António confessa ao pai que não quer ir passar o fim-de-semana com a mãe. Joaquim não sabe o que dizer.

Gustavo chega à estalagem e vê Beatriz a jantar sozinha. Oferece-lhe companhia e começa a elogiá-la. Depois propõe-lhe parceria num negócio.

À noite, antes de Luísa fechar o café, a rapariga e Joana delineiam algumas ideias para o programa televisivo.

Gustavo propõe a Beatriz uma sociedade no café. Esta desconfia e não parece interessada, alegando que as pessoas de Estremoz gostam do seu café como é. No entanto, quando o advogado lhe diz que pode ficar rica se aceitar a sua proposta, Beatriz pensa duas vezes.

Episódio 174

As raparigas estão cada vez mais entusiasmadas com o seu programa de televisão e combinam uma reunião para uns dias depois.

Já em casa dos Milheiro o clima é de grande tensão. Miguel discute com Anabela, mas esta, indiferente e alucinada, responde-lhe mal.

No Brasil, João mostra a fotografia de Carlos num hotel mas imediatamente é interpelado por dois mafiosos. Para obter alguma condescendência da sua parte, mostra-lhes uma série de notas e diz estar disposto a pagar. Os homens acalmam-se.

Artur vai até à redacção e é surpreendido pelo aparecimento de Nina. A rapariga apresenta-se como namorada de Hugo e troca uma pequena conversa com o prior.

A troco de dinheiro, o recepcionista do hotel brasileiro deixa João aceder aos dados de hóspedes antigos.

Com intuito de ajudar a irmã, Julieta confronta Miguel e Anabela e diz-lhes que devem pensar bem nos esquemas em que estão metidos pois podem prejudicar a família. Ambos acedem e a veterinária decide ficar a dormir em casa nessa noite.

Depois do Padre Artur sair, Hugo discute com Nina, fazendo-lhe uma cena de ciúmes. A rapariga fica saturada e decide ir-se embora.

Luísa está no café e serve Sónia e Paula. Nesse momento chega o dealer e a rapariga tenta fazer com que este se vá embora. No entanto o aparato é tal que Sónia percebe que se passa algo e confronta a rapariga. Sem sucesso, para seu desalento.

No final do jantar, Gustavo diz a Beatriz que no dia seguinte lhe apresentará uma proposta de negócio. A mulher diz que nesse momento não está em condições de falar de negócios. A ex-mulher de Joaquim contava que Gustavo passasse a noite consigo mas sai-lhe o tiro pela culatra.

Nas suas pesquisas, João encontra uma reserva em nome de Charles Lavoisier Beaumont, com um passaporte falso com a fotografia de Carlos. As datas da estadia coincidem com a data da morte de Emílio. João fica muito abalado.

Pedro e José estão na sala. Pedro recebe uma chama de Carlos, dizendo que já tem novidades sobre os desvios de dinheiro da empresa e pede para marcar uma reunião com urgência para a manhã seguinte. Mesmo sem João e com a presença de Mário, o advogado, e do inspector Oliveira. Os dois irmãos ficam surpreendidos e expectantes.

Paula e Sónia chegam a casa. Ao saber da notícia da reunião e ao ver a apreensão de José e Pedro, a brasileira decide ligar a João. No entanto, abalado com o que descobriu, o rapaz não atende.

Instantes depois, João liga para Sónia. Paula fica melindrada. Este pede-lhe que investigue pelos seus contactos as contas e os offshores que existem na Suíça em nome de Charles Lavoisier Beaumont, dando-lhe ainda um número de passaporte. As duas raparigas ficam intrigadas.

João fica a saber que Carlos marcou uma reunião do grupo e decide então adiantar a data da sua viagem. Depois de falar com a agência é interpelado por um mafioso que diz ter notícias interessantes para lhe dar a troco de uma pequena fortuna. João fica interessado e combinam encontrar-se mais tarde.

Nessa noite, em Lisboa, Carlos já dorme. Nina entra no seu apartamento, vestida de Anjo Negro, pronta a revistar tudo.

Episódio 175

No Brasil, João faz metade do pagamento a um homem para receber as informações que deseja. Este diz-lhe que Carlos esteve lá e que quis recrutá-lo para fazer um serviço de intimidação. No entanto este não aceitou, pois teria como missão matar o homem caso este não cedesse. Nesse momento o bandido percebe que o detetive de Gustavo está a tentar ouvir a conversa e intimida-o, mandando-o embora.

O detetive afasta-se e o mafioso confirma a João tudo o que este mais temia: esse homem, Carlos, queria matar o próprio pai e conseguiu fazê-lo. João fica muito abalado.

Em Lisboa é já noite e Nina inspeciona o apartamento de Carlos. Pensa que este não dá por si mas engana-se.

Na manhã seguinte, Flip emociona-se ao sentir o bebé de Filomena a dar pontapés.

Miguel chega à mesa do pequeno-almoço e pergunta por Anabela a Rosário e Julieta. Ambas lhe dizem que não sabem e todos ficam preocupados. Anabela acaba por aparecer. Chateada com as perguntas que lhe fazem, sai para os quartos e deixa a mala na sala. Rosário repara e fica alerta.

Henrique pede a Verónica que altere as configurações do site das estrelas Michelin para que conste o nome da estalagem no grupo das vencedoras. Apesar de receosa a rapariga aceita ajudar o patrão.

Depois do pequeno-almoço, Miguel sai para a reunião com um dos responsáveis da offshore. O Milheiro está nervoso e ao mesmo tempo preocupado com a mulher.

Rosário fica em casa a tomar conta da mãe e aproveita para lhe mexer na mala e tirar a arma.

Íris visita a família do moinho e aproveita a ocasião para fazer meditação com Flip. Com intuito de fazer uma proposta de parceria de negócio a Beatriz, Gustavo vai ao café para conhecer melhor o espaço. Todos ficam espantados ao vê-lo lá.

Na adega, já todos esperam por Carlos, ansiosos por saber o que este tem para dizer com tanta pressa. Quando chega, o Belmonte faz-se acompanhar de Tony que diz ser a chave que vai desvendar todos os mistérios por trás dos desvios de dinheiro do grupo.

Enquanto Carlos se prepara para contar a sua história, Rosário brinca com a arma de Anabela na redação, sem sequer sonhar que Isaak está atrás da porta de sua casa a espreitar a professora sem esta dar conta.

Episódio 176

Anabela vê Isaak. Procura a pistola dentro da sua bolsa, tentando manter a calma. Ao ver que esta não está lá, entra em pânico. O inglês não pensa duas vezes e mata-a sem dó nem piedade.

Quando chega a casa para ir buscar uns papéis, ao ver a mulher morta no chão, Miguel fica em pânico.

Já na adega, Tony e Carlos contam a sua história. Tony operava na sombra do antigo gestor financeiro do grupo, Francisco, e ajudou a fazer os desvios de dinheiro no passado, falsificando os documentos da empresa.

Em casa dos Milheiro, o aparato fica montado. Miguel desespera. Anabela e o GNR que guardava a casa estão mortos. Susana e Rebelo tentam acalmar os ânimos e Julieta, que acaba de chegar, abraça o pai. Rosário chega também a casa e, ao ver a mãe caída e morta, desmaia. Ao aperceber-se do que se está a passar, fica completamente transtornada.Toda esta preocupação aumenta quando a rapariga se lembra que deixou a mochila na cena do crime e que lá dentro está a arma que roubou à mãe.

Hugo está com Lucas na adega para ouvir a história de Carlos e Tony, para publicar no Aquém-Tejo Digital, Íris aproveita para beber um café na companhia do Padre Artur. Os dois conversam sobre Nina e sobre a sua relação com Hugo e com Estremoz.

Luísa vai a Lisboa à sessão fotográfica. Fica surpreendida quando percebe que a sessão é em lingerie e não sabe se deve fazê-la ou não.

A explicação de Tony quanto aos desvios vai continuando. No final do testemunho, o homem diz que só se pode ter passado uma de duas coisas: dado que o último grande desvio foi feito por Emílio, resta saber se foi feito de livre vontade ou forçado por Francisco.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close