“Bem-vindos a Beirais” pode ser ‘esticada’ por vários meses… ou anos!

“Bem-vindos a Beirais” tem batido sucessivos recordes de audiência. Na última quarta-feira, por exemplo, chegou aos 8.6/17.1% (836.500 espectadores em média).

O sonho de Hugo Andrade, diretor de programas da RTP, é chegar à fasquia do milhão de espectadores por episódio. «Acreditamos que podemos chegar ao milhão de espectadores. Mas claro que isso não vai acontecer de hoje para amanhã. É algo gradual, como foi o crescimento na primeira temporada. E também não queremos ter picos de audiência e voltar a cair», referiu o responsável à Notícias TV.

Certo é que as gravações só estão marcadas até dezembro. Com o fim do ano chegaria também o fim da segunda temporada de “Bem-vindos a Beirais”. Com a audiências crescente, aumentam também as dúvidas.

A decisão ainda não está tomada e tanto pode acontecer haver um fim efetivo da novela/série, como uma terceira temporada. «Há vários cenários em cima da mesa, um deles é a continuidade da série, mas ainda estamos em avaliação», adianta Hugo Andrade.

Com o final das gravações de “Os Nossos Dias”, que estava preparada de raiz para durar anos, a surpresa surgiu à noite, numa produção que ia ter 80 episódios e terá, pelo menos, o dobro.

Ruy de Carvalho, António Machado, Alda Gomes, Guilherme Filipe e Ricardo Castro reforçaram o elenco fixo e a eles vão-se juntando várias participações pontuais.

Caso “Bem-vindos a Beirais” termine mesmo as gravações em dezembro, o diretor de programas da RTP pretende apostar numa novela/série com propriedades idênticas: «Já entendemos a linha que queremos para a nossa ficção de horário nobre: séries de episódios fechados para chegar a todas as pessoas», termina à NTV.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close