“Big Brother VIP” – Crónica VIP [3ª Edição]


"Big Brother VIP"

O espaço de opinião sobre o “Big Brother VIP”

Entrámos na terceira semana e já muita coisa se passou na casa mais vigiada do país. Esta semana a Sandra e a Margarida contam com a opinião do Ricardo Abel na Crónica VIP.

Margarida Costa

Três semanas e tantas mudanças. Principalmente em algumas opiniões.

Antes de ir à opiniões sobre o jogo e os concorrentes, quero deixar um apontamento sobre um aspeto mais técnico. Pela primeira vez as nomeações foram no confessionário e ainda bem. As nomeações frente a frente têm piada, mas quando o jogo está mais feito. A produção errou ao fazer esse esquema na primeira semana. A partir do mês e meio de jogo, quando os ódios e as amizades começam a estar a 100%, é que tem piada fazer as nomeações na sala.

Esta semana três pessoas desceram consideravelmente no meu top. Uma delas foi a Carolina. Tinha boas expectativas sobre ela. Pensei que desse mais e melhor à casa e ao grupo. A verdade é que começou bem, mas depois tropeçou e caiu escadas a baixo. A semana começou com a zanga dela com o Flávio e a Marta. Posso dizer que, depois de perceber o porquê da questão, fiquei do lado destes dois. Ao que parece, durante a madrugada, a Carolina e a Liliana foram comer e falar para a cama, quando já todos estavam a dormir. No outro dia, de manhã, o Flávio e a Marta queixaram-se. Ora, foi o motivo que faltava para a Carolina iniciar uma guerra com alguém. Desculpou o Camarinha e, por isso, tinha de arranjar alguém para atacar. Atacou as pessoas que lhe fizeram frente: Marta e Flávio.
E esta história vai dar à outra desilusão: a Liliana. Juntaram-se as duas, a primeira, esperta que é, percebeu que a segunda é um pouco mais oca (ao contrário do que apregoa) e decidiu usá-la. Passaram a semana a chamar tudo e mais alguma coisa ao Flávio e à Marta. Até o Calado percebeu, e comentou com a Carla, que a Carolina estava a usar a Liliana. A Liliana gosta de dizer que não é pita e burra, mas a verdade é que tem tido reações e ações que demonstram que ela é tudo isso. Há coisas nela que acho forçadas, sem dúvida. Não percebi a escandaleira toda por causa do Calado. Posso perceber que eles se dessem bem, mas o motivo para aquilo foi demasiado forçado! Se ela fez isto por uma mudança de casa, nem quero imaginar quando ele for nomeado ou sair. A verdade é que, e concordo com o Flávio, ela tem atitudes incompreensivelmente opostas. Ou está cheia de ternura e simpatia, ou dá-lhe aqueles acessos de parvoíce. Ela até pode ter tido uma vida difícil, não duvido. Mas o papel de coitadinha não lhe assenta nada bem. Não condiz com ela, por mais que ela pareça esforçar-se por isso. Comparámo-la à Cátia, mas a verdade é que não tem nada a ver.
A terceira desilusão foi o Edmundo. Não estava nada à espera que ele fosse assim tão intriguista e falso.

Felizmente a minha favorita, a Marta, continua no primeiro lugar do top. E a Kelly está a subir de semana para semana. Haja um ponto positivo.

Podia falar aqui, mais ainda, do grupo das cobras (os D’Envenenar), mas acho que está tudo dito no comentário da Sandra. É um grupo mau, mesquinha e horrível. São pessoas ressabiadas. Eu concordo que se jogue, desde que seja jogo limpo. A Raquel encontra sempre forma de dizer mal da Kelly, qualquer dia a brasileira não pode respirar que, para a Raquel, ela se está a fazer a todos os homens.

Quanto à Gala de Domingo… Sempre foi mais mexida, com as surpresas de Dia da Mãe. Não percebi porque é que não deixaram a Kelly falar com a mãe. Se a Teresa falou, porque não deixa a filha também? A minha aposta, sobre quem sairia, recaíam sobre Zezé ou Carolina. São me surpreendi e até nem desgostei da saída dela.

Top +
* Kelly
* Marta eleita Capitã
* Saída da Carolina

Top –
* Grupo D’Envenenar
* Liliana
* Falsidade na casa.

Nomeações: Eu ía nomear a Raquel, mas já que ela está imune… Joka e Edmundo, a ver se ao ninho de cobrar diminui.


Sandra Rodrigues

Pandilha ou D’envenenar, dois nomes para definir o mesmo grupo: Joca, Zézé Camarinha, Raquel Henriques, Edmundo Vieira e Carla Baía. Não gosto de nenhum. No início gostava da Carla e dei o benefício da dúvida ao Edmundo mas, agora, nem um nem outro.

A Raquel parece ter mesmo um feitiozinho difícil, andava toda ressabiada por causa do seu passado com o Francisco Macau e não perdia uma oportunidade para o espicaçar. Agora anda muito próxima do Edmundo, ele até lhe acha alguma piada, a Teresa Guilherme até já tinha feito referência a isso, mas da parte dela parece-me um pouco forçado.

Ontem, este grupinho esteve perto de perder um dos seus elementos e foi por pouco. Muito pouco. Espero que, ao menos, tenha servido para lhes abrir os olhos já que julgavam que o Zézé era o mais forte de todos e, afinal, foi o 2º mais votado com uma percentagem mínima de diferença para o 1º, a Carolina Salgado.

Na primeira gala, fiquei muito surpreendida com a sua postura e passou a ser das minhas favoritas. Depois disso, veio a descer um pouco no meu ranking mas continuava a gostar dela. Tive pena que ela tenha saído mas, se tivesse saído na semana passada, teria tido muito mais pena porque nessa altura gostava mais dela do que aquilo que gostava neste momento. Ela disse que esteve doente e que, por isso, andou mais apagada. Verdade ou mentira, não sei, mas o certo é que o estado de apatia e a falta de animação, que até tinha quando dividiu os concorrentes com o Flávio na gala de estreia, foi-lhe fatal.

A semana passada tinha-me queixado que não havia cadeiras quentes quando eu achava que era necessário para apimentar o jogo. Esta semana ainda que não sendo a mesma coisa, houve um desafio que gostei particularmente, aquele em que tinham de eleger o mais e o menos de diversas categorias. Acho que este tipo de jogos deve existir para que possam ser frontais uns com uns outros e para que mexa com o jogo. Aí, a Liliana e o Flávio tiveram uma pequena discussão e devo dizer que o Flávio tem sido uma desilusão para mim. Na primeira semana e, no barracão, era um concorrente animado, fazia as tarefas e foi uma boa surpresa. Passou para a casa, teve maior contacto com o Camarinha e descambou. Concordo quando dizem que é dos maiores jogadores da casa e a mim parece-me que ele quer ser bem visto por todos e se vai juntando àqueles que julga serem os mais carismáticos e que têm maior impacto junto do público. Balança consoante os ventos e, geralmente, essa postura nunca dá bom resultado neste tipo de programas. Achei aquilo de ter chamado bipolar à Liliana muito forte e desnecessário mas ela respondeu-lhe bem.

Quanto aos mais discretos e que, por vezes, têm pouca relevância em galas e diários, tenho opiniões diferentes. A Nucha, que ontem sobreviveu a mais uma nomeação, já me começa a aborrecer um bocadinho. Acho que não faz nada no jogo e, cada vez mais, começa a passar despercebida. Ela estar ou não estar, é igual. O Calado, que por vezes faz demasiado jus ao nome, fala pouco mas quando fala, demonstra inteligência e muito bom senso, gosto da postura dele. A Sara Santos, também pouco vejo e isso dificulta que tome uma posição mas gostei dela ter ficado separada da Marta para as ver individualmente visto que elas são muito amigas cá fora e assim talvez seja mais fácil criar laços com pessoas diferentes ao não estarem sempre juntas mas tenho pena do grupo em que a Sara está.

Quanto à Marta, não sei se será justo encaixá-la neste grupo pois acho que ela até aparece com regularidade nos diários mas é muito esquecida nas galas e eu nem percebo porquê visto que ela já demonstrou que não deixa muitas coisas por dizer, tem opinião própria e não é influenciável. Acho que daria um bom confessionário e não percebo porque apostam sempre nos mesmos do costume.

Quanto aos grupos, confesso que tenho pena da Sara e do Calado, que continuam misturados com as pessoas de quem menos gosto mas fiquei feliz pelo Francisco que reencontrou o 1º grupo que, claramente, o faz mais feliz! À semelhança da presença da Kelly no barracão, que também me agrada muito pois acho que a companhia das pessoas da casa, que tão mal já falaram dela pelas costas, lhe ia prejudicar o jogo e estou a gostar bastante da prestação dela, espero que continue assim.

Top +
* Mais desafios no programa
* Nomeações com mais ritmo
* Liliana Queiroz

Top –
* Manipulações do grupo da Casa Principal
* Nucha
* Flávio Furtado

Nomeações: Camarinha e Joca


Ricardo Abel

Concorda com a expulsão da Carolina? Mais ou menos. Preferia o Camarinha, mas a expulsão da Carolina também me agrada. Mostrou uma personalidade fraca ao acusar a Marta apenas porque ela foi quem teve a coragem de lhe fazer frente.

Pior momento da semana: As conversas em que os D’Envenenar destilam veneno, principalmente sobre a Kelly. Chega a ser ridículo, pegam no pormenor mais insignificante para criticarem.

Surpresa da semana: o Calado. Está a aguentar-se muito bem no meio das víboras.

Se pudesse nomear, quais seriam as suas duas nomeações: Zezé Camarinha e Joka.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close