"

Canal História estreia em exclusivo “O Mistério Das Pirâmides”

O Mistério Das Pirâmides

“O Mistério Das Pirâmides”, Canal História

O Canal História vai estrear em exclusivo a série documental “O Mistério Das Pirâmides”.

Descubra ao longo de três episódios duplos, os tesouros escondidos, as técnicas revolucionárias de construção e a evolução das fascinantes Pirâmides egípcias, graças às últimas tecnologias disponíveis.

A Pirâmide dos Degraus de Djoser, a misteriosa Pirâmide Inclinada e a vizinha Pirâmide Vermelha, as mais conhecidas, mas não menos misteriosas três pirâmides de Gizé, a espetacular pirâmide de Meidum, a Esfinge e o pouco conhecido local de Abu Rawash são exploradas de uma perspetiva completamente nova.

A construção das pirâmides egípcias continua a ser um mistério não resolvido. Ainda há inúmeras pirâmides escondidas e vestígios soterrados para descobrir.

O Canal História estreia em exclusivo “O Mistério das Pirâmides”, Uma serie documental que faz parte da programação especial do 20º Aniversário do canal, com emissão de episódios duplos, nos dias 8, 15 e 22 de junho, pelas 22h15, que mostra as escavações arqueológicas egípcias do Cairo a Meidum filmadas pela primeira vez por um drone para revelar os seus tesouros escondidos.

Atualmente, os egiptólogos e os arqueólogos desenvolveram uma nova ferramenta que utiliza imagens aéreas e de satélite para fornecer valiosas pistas sobre a posição, construção e evolução destas edificações.

Nove delas são exploradas de uma perspetiva completamente nova: a fascinante Pirâmide dos Degraus de Djoser, a misteriosa Pirâmide Inclinada e a vizinha Pirâmide Vermelha, as mais conhecidas, mas não menos misteriosas três pirâmides de Gizé, a espetacular pirâmide de Meidum, a Esfinge e o pouco conhecido local de Abu Rawash.

Episódios:

Sacará, a Primeira Pirâmide

No coração de Sacará, a maior necrópole funerária do Egito construída por volta de 2600 a.C., encontra-se a pirâmide do faraó Zoser. Rodeada de muralhas cobertas de hieroglíficos, que constituem um valiosíssimo livro dos mortos, esta pirâmide de forma inusual é a primeira e a mais complexa de todos. Debaixo dela, estendem-se quilómetros de galerias secretas que, passados dois séculos, cientistas e egiptólogos conseguiram reconstruir e conhecer os seus mistérios, graças às últimas tecnologias disponíveis.

Quéops e o Túmulo dos Segredos

A pirâmide de Quéops é a única das sete maravilhas do mundo que ainda é possível ver no seu estado original. Com 146 metros de altura, 230 metros de largura e quase 2,5 milhões de blocos de pedra, entre eles alguns de granito com 63 toneladas de peso, Quéops bate todos os recordes. Como conseguiram os construtores levar a cabo este projeto colossal em que investiram, pelo menos, 25 anos? Hoje em dia, os egiptólogos e arqueólogos têm uma nova ferramenta à disposição: a arqueologia 2.0 que utiliza imagens aéreas e de satélite para decifrar as alterações do solo, as zonas invisíveis e resolver os mistérios desta obra titânica.

Meidum e o Mistério da Pirâmide Falsa

Meidum é a pirâmide menos conhecida do Egito, embora seja a mais misteriosa. Assemelha-se à torre de um castelo e constitui parte de um dos maiores complexos funerários do mundo. Graças ao uso excecional da arqueologia 2.0 e dos drones, os cientistas conseguem penetrar no coração deste monumento para decifrar as etapas da sua titânica construção e as técnicas revolucionárias da época que lhe permitiram resistir ao passar do tempo.

Dahchur e o Incrível Descobrimento

Na necrópole de Dahchur, a 40 km a sul do Cairo, duas pirâmides rivalizam na beleza. Além disso, foram as primeiras pirâmides verdadeiras a serem construídas e são fundamentais para compreender a evolução destes monumentos.

No sul, encontra-se a pirâmide acoplada, com a sua estranha inclinação. No norte, a pirâmide vermelha, que se julga ter sido a primeira a ser construída. Ambas são obras de Seneferu, fundador da quarta dinastia dos faraós, pai do famoso Quéops e o maior construtor do Antigo Egito.

Estes dois monumentos revolucionários acabaram por servir de modelo aos faraós que os sucederam.

Guizé, os Últimos Segredos

A pirâmide do faraó Quéops no Egito captara toda a atenção do mundo. No entanto, mesmo ao lado, na meseta de Gizé, outras obras-primas arquitetónicas desafiam a lei do tempo: a Esfinge um leão com cabeça humana e as pirâmides dos faraós Quéfren e Miquerinos. No caso destas duas, que nada tem a ver com Queóps, o mistério que as envolve é notório. Como foi erguido este gigantesco complexo funerário? Porque estão alinhadas as duas maiores pirâmides do mundo? Que segredos podem revelar a exploração destes monumentos?

Abu Roach e a Pirâmide Perdida

Enterrada durante muito tempo, por vezes, é preciso tomar caminhos pouco explorados para descobrir um dos maiores segredos das dinastias faraónicas. Trata-se de uma pirâmide perfeita que serviu de túmulo ao faraó Djedefré e que esconde no seu interior um pouco mais de 20 metros de profundidade e uma vasta paisagem que se precipita até ao coração do monumento. A pirâmide de Djedefré em Abu Rawash continua a ser uma peça fundamental para saber quais eram os segredos dos arquitetos egípcios. Para os especialistas, este monumento com apenas 12 metros de altura é algo excecional: parece “estripado”, em construção, como se o tempo tivesse parado. Trata-se de um tesouro que é possível admirar de todos os ângulos…

 

 

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close