Conheça as personagens de “O Beijo do Escorpião” [com fotos]

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Maria Santos – Mikaela Lupu

É uma rapariga inteligente e muito emocional. Adora o pai e tem uma relação conflituosa com a mãe. Gosta de estudar e anda no mesmo estabelecimento de ensino que André e Duarte. Preocupa-se com a situação financeira da família e isso torna-a ansiosa. Maria não quer ser como a mãe.

É ambiciosa e quer fazer um curso superior e ter uma carreira de advogada. Por isso, dedica-se aos estudos e partilha com André as melhores notas na escola. Sempre teve um fraquinho por ele, mas André insiste em serem apenas amigos. Maria é quem vai sofrer mais com a partida do pai para o estrangeiro. São verdadeiros amigos, cúmplices e ela acabará por culpar a mãe por ter deixado o pai sair de casa.

Quando perceber que a mãe está a envolver-se com outro homem a princípio não vai aceitar. Mas depois de perceber que o casamento dos pais acabou será muito mais compreensiva com ela que o irmão, Frederico.

Os irmãos gostam um do outro e são amigos, embora Maria ache que ele é demasiado imaturo e que dá demasiado valor ao desporto e às atividades físicas. Maria ainda é virgem e gostava que André fosse a sua primeira vez.

Marta Ventura – Madalena Brandão

Sempre foi uma pessoa insegura e insatisfeita. Nunca se deu com o pai e tinha medo dele. Sempre lhe disse que não valia a pena ela estudar. Mas isso era a vida que a mãe tivera e Marta queria fugir dela a sete pés. Apesar das limitações financeiras familiares, das constantes discussões e crises motivadas pelo alcoolismo do pai, foi conseguindo singrar na escola.

Graças a Manuel, conseguiu arranjar o dinheiro suficiente para ir estudar para a Escola Superior de Educação de Évora, onde tirou o curso e começou a trabalhar. Também foi em Évora que conheceu o marido, Artur. Sempre foi uma pessoa instável e com dificuldades nos relacionamentos.

Artur foi a primeira pessoa que lhe deu alguma estabilidade emocional e por isso ela entregou-se a ele. Tiveram uma menina, Beatriz, que Marta adora e com quem tem uma relação de cumplicidade muito forte. Há dois anos, Artur perdeu o emprego e a relação entrou em crise. Marta acabou por descobrir que Artur a traía com uma amiga do casal.

Pediu o divórcio e Artur saiu de casa. Há seis meses, Artur emigrou para Moçambique e deixou de pagar a pensão de alimentos de Beatriz. Este ano, Marta foi colocada na região de Lisboa, num horário temporário, a substituir uma colega de licença de maternidade.

Incapaz de pagar as despesas acabou por perder a casa. A única alternativa é procurar ajuda junto de Manuel e rumar a Lisboa. Marta é uma mulher em crise. Tem uma autoestima baixa, e parece ter fechado o coração para as paixões. O seu mundo é Beatriz e é por ela que continua a lutar.

Martim Ramos – Francisco Magallhães

É uma criança feliz e muito irrequieta, que começa a denotar sintomas de hiperatividade. O diagnóstico é feito pelo médico e os problemas na escola começam. O uso de fármacos, em vez de ajudar parece piorar a situação.

Martim começa a mostrar sinais de perturbações alimentares e até de uma certa violência. Sem saberem o que fazer, os pais recorrem a um psicólogo que adianta a hipótese de Martim poder sofrer de uma doença rara e sem cura ¿ a síndroma de Prader Willie.

A doença de Martim fará com que o mundo perfeito dos pais desmorone. Mas ele também será um lutador, mantendo sempre um sorriso nos lábios, mesmo nas alturas de maior crise.

Miguel Macieira – Duarte Gomes

É irmão de Fernando e sempre foi um irresponsável e um mulherengo. Apesar do irmão querer que ele se juntasse ao negócio da família, Miguel optou pela carreira de piloto comercial. Na verdade, queria fugir à responsabilidade de ter de seguir o irmão. Escolheu a «Lusojet Airways» por ser uma companhia de luxo e permitir uma ascensão de carreira rápida e estável.

Rapidamente chegou ao cargo de comandante, até porque mantém uma relação próxima com o dono da companhia e partilha com ele o «vício» das mulheres. Fácil a fazer amizades, tem muito sucesso entre as mulheres e coleciona namoradas um pouco por todo o mundo.

É muito mais conservador do que o irmão e muito mais hipócrita. Vive uma vida sem compromisso. Quando está num «stop over» entra numa espiral de festa que termina invariavelmente em enormes bebedeiras e encontros escaldantes. Não se compromete com nada, e raramente assume a responsabilidade pelos seus atos. Vive para se divertir.

É completamente homofóbico. Acha que os gays deviam ter todos apoio psiquiátrico. As suas posturas entram diretamente em choque com Paulo, o seu melhor amigo e copiloto. Quando descobrir que ele é gay, a revelação vai abalá-lo profundamente.