Decisões de Luís Esparteiro estão a causar polémica na Plural


Diretor Plural

O consulado de Luís Esparteiro na Plural Entertainment, produtora de novelas da TVI, está a causar polémica segundo adianta o Correio da Manhã. O ator assumiu funções administrativas desde a saída de Carlos Benito, anunciada a 13 de março.

Com a produtora sem administrador-delegado, Luís Esparteiro, até aqui diretor de Conteúdos de Ficção, tem assumido as funções administrativas. Ainda assim, a sua escolha tem gerado controvérsia. Várias fontes da Plural ouvidas pelo diário da Cofina, que pediram anonimato, falam em «perseguições pessoais», «medo instalado» e num clima «a ferro e fogo».

«Estão a desmantelar a empresa com despedimentos em vários setores, e o facto de haver pouco trabalho é mais um pretexto para que isso aconteça», revelam alguns funcionários da empresa ao CM.

A intenção da produtora é chegar a acordo para a saída de mais de 50 funcionários, nomeadamente da área de produção técnica. Mas há, também, situações em que a Plural alega «extinção do posto de trabalho». Uma outra fonte ouvida pelo jornal refere que «profissionais de valor têm saído da produtora, nomeadamente para Angola, e a empresa não fez nada para o impedir».

No início de fevereiro, a estrutura diretiva da produtora sofreu várias alterações, com a saída da administradora Maria Ana Borges de Sousa e a nomeação de Luís Esparteiro e Carlos Benito, que anunciou a sua demissão do cargo de administrador-delegado um mês depois.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close