Endemol e Shine vão fundir-se


Endemol-Core-Shine

O mercado televisivo prepara-se para ver a fusão entre duas produtoras bem posicionadas em Portugal. A Endemol, responsável por formatos como o “Dança com as Estrelas” e o “Secret Story: Casa dos Segredos” e a “Shine” produtora do “The Voice Kids”, “Vale Tudo”,”Peso Pesado” e “MasterChef Portugal” vão juntar-se e tornar-se uma só.

«Achamos que temos a oportunidade de criar algo que poderia ser o líder em termos de escala, que pode ser uma plataforma mais alargada, uma tela mais ampla, se se quiser… Consideramos que a fusão Shine/Endemol e Core Media pode vir a ser uma oportunidade muito atraente», referiu James Murdoch, COO da 21st Century Fox – empresa que acordou com a detentora da Endemol, a Apollo, um processo de fusão na semana passada na conferência inaugural em Cannes, avança o Diário de Noticias.

O responsável ressalvou, no entanto, que «não se pode exagerar nas sinergias. É preciso deixar que as pessoas prossigam com o seu espetáculo, que possam gerir a sua loja da maneira como quiserem. E se se pretende criar uma plataforma que reúna os melhores profissionais no mundo para o fazer… é preciso ter a certeza que não se está a exagerar na engenharia de larga escala. Mas em termos de distribuição e de atitude comercial no mundo, acreditamos que há benefícios».

Segundo o DN, «até ao fim do ano não haverá mexidas nas produtoras multinacionais que têm filiais em Portugal». Porém em 2015, a fusão poderá já acontecer…

«Ainda não recebemos indicações sobre eventuais reestruturações, mas o processo da joint venture entre a Fox/Apollo (fundo de risco que detém a Endemol) ainda decorre», explica Lurdes Guerreiro, diretora-geral da Endemol Portugal.

Já a Shine Iberia, as respostas chegaram da fonte oficial da delegação espanhola da produtora, que sustentou que «esta é uma operação que decorre nos Estados Unidos e que está em estudo, não há uma posição clara sobre os resultados da operação». O mesmo porta-voz lembra que «não é possível, para já, qualquer comentário sobre o processo, os efeitos ou a eventual futura organização quer em Portugal quer em Espanha. É preciso esperar que a fusão seja aprovada».

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close