[Estreia] “Avaliação Contínua”, a nova rubrica do Zapping

Estreia hoje no Zapping a nova rubrica: Avaliação Contínua. Os temas do momento são avaliados por um painel semanalmente alterável, formado por quem mais discute televisão: Os membros do fórum Zapping. São eles que todas as semanas, em regime de rotatividade dão notas às temáticas que todos comentam nas revistas, sites e fóruns da especialidade.

Esta semana os temas são:

  • Caso Nuno Santos/RTP – Aprovado com uma média de 11
  • Cristina Ferreira – Aprovado com uma média de 14.3
  • Festival Eurovisão 2013 sem Portugal – Aprovado com uma média de 15.3
  • Natal SIC – Aprovado com uma média de 14
  • Natal TVI – Aprovado com uma média de 15.3

Quanto às notas pessoais, das quais foram obtidas as médias, Inês S., Samuel Rocha e Ruben Martins concordam nalgumas temáticas, mas são completamente díspares noutras. Pormenorizadamente, veja o que cada um pensa dos temas que fizeram notícia esta semana.

Inês S.

Caso Nuno Santos/RTP, Nota 10

A nota podia ser negativa, mas há um lado positivo nesta história que não deve ser esquecido. Nuno Santos está fora da RTP1. É! Tendo em conta que o canal também é meu e tendo em conta a fraca produtividade do senhor na estação, a coisa até nem foi má. O problema está no resto. O resto que só vem confirmar aquilo que sempre se soube: a estação pública é um antro de politiquices que dá jeito a qualquer governo. Não me apetece falar muito sobre o assunto. Não me apetece falar muito sobre o estado da nossa Nação. A revolta é grande demais para o pouco espaço que tenho.

Prestação de Cristina Ferreira N’ “A Tarde é Sua”, Nota 12

Não sou pessoa de dar grande alarido a números (exceto no dinheiro e no euromilhões), mas acho que seria óbvio que Cristina Ferreira mantivesse as tardes lideres e até conseguisse arranjar mais um idoso com falta.

O fator sexy tem de servir para alguma coisa, não é verdade? Não aprecio estes programas, mas acredito que contra uma choradeira semanal de “Portugal no Coração”, promovida pela vinda de uma criança, e um “Boa Tarde” snobe, as tardes da TVI liderassem.

Festival Eurovisão 2013 sem Portugal, Nota 20

Podia ser um bocadinho coerente e portuguesa sofrida e não dar um vinte, mas neste caso apetece-me ser a professora que ignora o erro ortográfico no próprio nome do aluno e segue caminho. Adorei a notícia. Acho que já a esperava há tanto tempo quanto o regresso de D. Sebastião. Assim sendo, durmo mais descansada por saber que deixamos de participar num programa só porque sim, que deixamos de pagar viagens e lanchinhos só porque sim, que tiramos uns anos de folga (assim espero) para pensar o que queremos realmente, deixando finalmente o mofo continuar trancado no armário. Não éramos importantes no elenco do ESC, portanto, parem com os choradinhos e pensem dois segundos nos mais que contras que o Festival nos tem dado há anos!

Natal SIC, Nota 14

Ando totalmente baralhada com estas escolhas cinematográficas. Houve trocas e baldrocas nas estações e, por isso mesmo, este natal, vai ser igual aos outros no que toca a TV: zapping entre os canais que tenho!

Para mim, nunca existe um canal que tenha um leque de filmes excecional, pois já se sabe que há sempre uma faixa etária predileta para cada estação e eu estou dividida anatomicamente por faixas etárias.

Na SIC a aposta vai para o normal: filmes de animação. Este ano creio que não há nenhum que seja descaradamente o filme protagonista da quadra festiva, por isso vai ser engraçado ver a disputa cinematográfica geral.

Natal TVI Nota, 14

Vou dar a mesma nota que dei na SIC, porque mesmo achando que o Natal da estação de Queluz, em termos cinematográficos, seja pior este ano, com filmes miseráveis, considero que todas as estações tentam agarrar-se demasiado ao espírito bondoso e caridoso das pessoas, aliando-se à ingenuidade das criancinhas.

São totalmente iguais SIC e TVI, dai a nota ser a mesma. Também não vejo nenhum filme protagonista na estação e creio que, para continuar com a tradição, há um filmito que vai ser promovido mas nunca irá passar na nossa TV. Tradição, amores. Superem isso. Depois se queremos falar nos natais dos hospitais ou das festas, é melhor não falar! Talvez isso seja o grande peso negativo da minha nota para ambas as estações. Foleirice, pimbalhada, Leopoldinha, Popota e clã Carreira. Não há dúvidas, o espetáculo faz parte de dezembro, mas é sempre muito peganhento, azeiteiro e um enche chouriços tremendo. Acho que a maioria podia continuar a ser feita, já que toda a gente merece ter um Natal digno, mas inovar faz bem às estações. Pena elas não pensarem o mesmo!

Samuel Rocha

 Caso Nuno Santos/RTP, Nota 13

Saíram ou não da redação da RTP, as imagens da greve geral de 14 de novembro? Esta é a grande questão, uma questão que já deu pano para mangas e que teve como consequência extrema a demissão de Nuno Santos do cargo que ocupava na RTP1.

Não é correto responder-se à mesma pergunta com um tom afirmativo exagerado, até porque ainda não há certeza alguma. A demissão foi apenas a solução mais viável para alguém que, segundo o mesmo, está a ser injustamente acusado de algo sobre o qual não teve, possivelmente, influência. Resta saber se o caso se prolongará e se terá mais consequências no seio da redação da estação pública.

Prestação de Cristina Ferreira N’ “A Tarde é Sua”, Nota 18

No que toca a apresentadoras portuguesas, a Cristina está, a meu ver, entre as três melhores. A vivacidade e a coesão destacam-na de tantas outras, mais ou menos experientes. O “A Tarde É Sua”, do pouco que vi, tornou-se mais interessante, apesar do conteúdo ser o mesmo. Não deixo de notar o fraco programa que é. No entanto, há que fazer ver que o apresentador conta muito no cômputo geral. Não quer isto dizer que a Fátima esteja mal no seu papel, porque não está, mas a Cristina trouxe algo que só ela tem, uma alegria que se faz ver. E isso, como é óbvio, teve consequências positivas nas audiências do programa.

Festival Eurovisão 2013 sem Portugal, Nota 11

Muitos pensam que é melhor assim. Bom, apesar dos diferentes pontos de vista, acho triste não participarmos, mesmo sabendo que começam a tornar-se repetitivas as más pontuações que Portugal obtém, muito por conta da escolha da música que nos representa.

Creio que a RTP não tem estofo para o ESC, não tanto pelo poderio financeiro, mas mais pelos métodos que tem utilizado para escolher as músicas portuguesas para o Festival da Canção. É verdade que a Eurovisão já não cola tantos portugueses ao televisor como noutros tempos, mas penso que é um orgulho ver o nosso país participar num evento deste tamanho.

Natal SIC, Nota 15

Não sendo um perito em cinema, apenas posso dar uma opinião superficial em relação às apostas das generalistas. Parece-me que a SIC não fugiu muito ao tipo de filmes que costuma exibir. ‘Harry Potter’ pode ser o que mais sucesso terá, mas a ver vamos se as apostas da TVI terão uma palavra a dizer.

Natal TVI, Nota 14

Há que destacar a parceria com a DreamWorks Animation. A exclusividade da SIC acabou e a estação de Queluz de Baixo tem assim um maior leque de escolhas para a época natalícia.

A TVI poderá dar luta à principal rival com ‘As Crónicas de Nárnia 3’, ‘Iron Man 2’ ou ‘Shrek Para Sempre’. Contudo, os números poderão surpreender.

Ruben Martins

Caso Nuno Santos/RTP, Nota 10

A RTP atravessa uma crise a vários níveis e a intervenção do governo, como explicado por Nuno Santos, vem dar mais um abanão à estação. Uma polémica que vem em má altura, quando, para além da situação da privatização, as audiências demonstram uma RTP1 fraca a nível de programação. Relativamente à cedência de imagens, não vejo o porquê de não se poder entregar as mesmas à PSP.

Prestação de Cristina Ferreira N’ “A Tarde é Sua”, Nota 13

É impossível dizer que Cristina Ferreira é melhor do que Fátima Lopes ou vice-versa, porque ambas apresentam um estilo muito diferente e é isso que faz com que, na TVI, exista um leque de apresentadores tão versátil. No entanto, “A Tarde é Sua” há muito que exige grandes mudanças, sendo incompreensível que ainda seja uma continuação de “As Tardes da Júlia”, com o mesmo formato, e apenas com mudanças no nome, na apresentadora e em meras cores de cenário.

Cristina tem sem dúvida uma proximidade com o público muito maior e a seu estilo de comunicadora dão uma dinâmica mais apelativa ao formato. A subida foi obviamente natural, porque o estilo calmo e sóbrio de Fátima Lopes (que merecia muito melhor) dão uma má ligação com o conteúdo do programa, pouco rico e dado a histórias aborrecidas.

Festival Eurovisão 2013 sem Portugal, Nota 15

O ESC já há muito tempo que deixou de atrair os portugueses e as audiências falam por si. Uma vez que os representantes portugueses deixam um pouco a desejar nas suas atuações. Todos esperam que Portugal tenha uma boa pontuação, mas o final é quase sempre o mesmo. Apesar de alguns revelarem talento vocal, isso não chega para fazer um brilharete frente aos reis e habituais vencedores do festival. Já para não falar da vergonhosa seleção dos Homens da Luta há dois anos. Numa altura em que se efetuam cortes, deixou então de ser importante para a programação do canal e um sinónimo de um bom investimento.

Natal SIC, Nota 13

Este ano o Natal da SIC peca por ter perdido os filmes da Dreamworks para a concorrente TVI, apresentando assim menos animações e poucas estrelas de cinema. Até aqui, a estação de Carnaxide ganhava a véspera de Natal especialmente graças ao horário nobre, mas esta liderança é posta em causa quando se perde “Shrek” para o canal do lado…

Natal TVI, Nota 18

Uma grande e muito boa lista de variados filmes e o regresso da marcante gala de natal fazem desta uma óptima época do quarto canal.

A TVI era mais conhecida por ter os melhores filmes de ação, mas este ano as animações estão bem presentes.” Shrek Para Sempre”, “Como Treinares o Teu Dragão” ou “Gru, o Maldisposto”, apresentam-se como excelentes apostas para miúdos e graúdos. Um leque de cinema bem variado e para toda a família. A gala de Natal chega numa boa altura, em que o canal já precisava de reunir a família TVI e dar um show como antigamente.

 

 

 

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close