Filipe Duarte conta porque aceitou “Belmonte”


TVI

Adverso ao formato novela, Filipe Duarte apenas tinha experimentado este género uma vez, na SIC, com “Fúria de Viver”.

De corpo e alma na nova aposta da TVI, o ator conta que aceitou fazer “Belmonte” por causa da «variante económica, como é óbvio, das condições e do projeto em si».

Filipe Duarte compara ainda a novelada TVI a “Equador” devido à conjuntura. À Notícias TV o João Belmonte da aposta de primetime de Queluz de Baixo conta que «como o “Equador” calhou numa viragem, numa necessidade de se fazer alguma coisa diferente, e esta foi também a aposta que surgiu agora. Dentro do género [novela] ia ser uma coisa um bocadinho diferente. E realmente está a ser», conta.

«Fator importante, mas não decisivo» foi o salário acordado e o facto de não haver séries na televisão, género de que é apreciador enquanto profissional.

O mais complicado é «o ritmo a que são gravadas as cenas, o tempo que isso demora, são 9 meses. O mais difícil é manter a frescura, a alegria, a vontade de vir trabalhar como no primeiro dia».

O facto de “Belmonte” ser protagonizada por 5 homens é positivo para o ator, que no entanto acha que também há mulheres a terem protagonismo nesta novela. «Ouvi dizer que é uma novela para mulheres. Não concordo, acho que é uma novela para toda a gente».

Entre “Equador” e “Belmonte” Filipe Duarte recebeu vários convites da SIC e TVI para regressar às novelas, mas recusou todos. Pode agora ser ser visto todas as noites na antena de Queluz de Baixo.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close