Crítica: Final de “Sol de Inverno”

Chegou ontem, Domingo à noite, a novela que durante 282 episódios acompanhou os serões dos telespectadores da SIC.

Banda Sonora

O mote inicial da novela era simples “Só o Amor Pode Vencer”, Laura e Sofia, duas amigas de longa data que trabalhavam na empresa de sapatos “Boheme” passaram a novela a esquematizar planos se aniquilarem uma a outra. Desde 16 de Setembro de 2013 que as protagonistas da novela queimaram colecções inteiras de sapatos, disputaram os próprios filhos, roubaram o homem uma a outra e mais uma infinidade de situações que Pedro Lopes, e a sua equipa, desenvolveram para manter durante um ano a novela no ar.

Quando começou, “Sol de Inverno” substitui-a a novela do ano “Dancin’Days”, e entusiasmou os portugueses que se agarram as histórias criadas pelo autor. Mas o que prometia tanto chegou a um ponto sem retorno. O  facto de esticar a novela tanto tempo fez com que ela não tivesse história ou que as histórias que podiam fazer algo pela novela já tivessem terminado. Vejamos: A Ana (Andreia Dinis) era uma psicopata que deixou o marido e o filho, que se auto-mutilava e depois de um acidente e de ficar na cadeira de rodas perdeu todo o encanto; Teresa (Inês Castel-Branco), uma pessoa saudável e enérgica, é apanhada de surpresa quando descobre que sofre de insuficiência renal (devido a uma infecção) mas tudo se resolveu e depois ela foi coleccionando romances; Manel (Rogério Samora) fazia parte, de início, do triângulo amoroso, juntamente com Laura e Sofia, mas acabou por perder esse estatuto, passando a maior parte do tempo com o filho em casa, na livraria do Mariano (Filipe Vargas) e a procura de emprego; Jacinto (Júlio César) e Lurdes (Maria Emília Correia) retratavam, na novela, os portugueses e as suas dificuldades actuais, mas a meio da novela Jacinto virou-se para o núcleo cómico e, a simpática Lurdes, virou a sua personalidade para ser uma mazinha na fábrica da Isabel (Ana Nave).

Mas nem tudo foi assim tão mal na novela. Cláudia Vieira (Andreia) demonstrou que é mais que a menina bonita e teve um papel em que esteve a altura. Também Luciana Abreu (Fatinha) demonstrou o seu talento e, durante muito tempo, foi ela que levou a novela ao colo, sem desmérito para as protagonistas, Rita Blanco e Maria João Luís que sempre estiveram impecáveis.

Mas o que interessa aqui é o episódio final, não é? Para mim no final ficou por mostrar tanta coisa. O que aconteceu a Dona Lé (Ana Padrão)? E o Jacinto? E a Andreia? E a Benedita? A Dona Lé continua com o palacete; o Jacinto não sei; a Andreia ia fugir para sempre do inspector; a Benedita ficou com a Boheme e depois de andar com um rapaz não lhe arranjavam alguém jeitoso para lhe cair nos braços? (Até se podia apaixonar pelo Horácio (Alexandre de Sousa).

Mais uma vez podia aqui falar de muito finais. Mas vamos ao importante: o final das protagonistas. Para mim fez todo o sentido. Fizeram as pazes, mas faltou algo. Talvez uma frase da Laura, que acabou presa, para pedir a Sofia para cuidasse dos seus filhos. Talvez a cena final poderia ser a Sofia a espera da Laura no dia da saída desta da cadeia. Aliás, e para terminar, onde é que a SIC enfiou o que aparecem em todas as novelas, o famoso “FIM”?

Noticias relacionadas

  • maria

    belo texto,so uma pergunta ,senao o um reparo!?
    Porque é que com belmonte que finalizou à duas semanas nao houve uma critica final?
    A vossa imparcialidade…

    • José Raposo

      Maria, é uma boa questão que tenho todo o gosto em responder, convidando-te a participar no nosso fórum. Esta crítica foi feita por alguém que seguia Sol de Inverno. Mas vem até ao nosso fórum e podes ser convidada para fazer uma crítica também.

  • zzzzzz

    Sinceramente na minha opinião penso que a SIC desde que começou com a promoção de Mar Salgado, desligou completamente de Sol de Inverno. O final apanhou muita gente de surpresa, não houve promoção nenhuma, e pronto… deu nisto! Realmente ficou tanto por dizer, e uma novela que começou tão forte não merecia acabar assim…

    Espero bem que Mar Salgado não siga o mesmo caminho!

    • Kaiser Kosta

      Não houve nenhuma promoção? Passava em todos os intervalos, mais do que uma vez. A novela acabou muito bem, impedindo que a CDS “voasse”.

  • Paulo Gonçalves

    Porque se calhar a novela não acaba por aqui…..

  • Kaiser Kosta

    Essa questão do fim é de somenos importância, para mim sobrevalorizada, que não afeta em nada o produto final.

  • Rita Cunha

    Não concordo muito com esta opinião, mas respeito-a. Gostei muito de Sol de Inverno e acho que há algumas injustiças aqui. Porém o texto está muito bom. Deviam fazer mais

  • André Sousa

    Bom texto. Parabéns ao José Raposo, que presumo não ser o ator :p

  • Fabio Sousa

    Concordo que houve personagens mal aproveitados nesta novela.A personagem da Ana Padrão,a Lé,tinha tudo para ser uma das melhores da novela.
    Qual foi a relevância da personagem da Diana Chaves,para alem de ser a dona do bar onde quase todas as personagens por lá passaram,estar sempre preocupada com os filhos e ter demorado a ficar com o homem que amava?
    Acho tambem que sol de inverno,de um modo geral,prometeu mais do que oferceu.
    Para mim a trama mais bem explorada acabou por ser a do casal gay.
    Acho que a novela devia ter terminado pouco depois da Laura ter morto o filho.
    Novelas com 1 ano de duração,a partir de certa altura,começam a cansar por muito boas que sejam as suas historias.
    Finalmente o que na minha opinião mais segurou a novela foi o elenco acima da media para uma telenovela portuguêsa.

  • Kaiser Kosta

    Eu gostaria de ter visto o resultado do julgamento e o reencontro. Como “falha” aponto o culto do corpo. Faltou mostrar mais os corpos nas cenas amorosas, não no sentido banal, mas como faz a Globo,

  • Manú Silva

    Achei uma bandalheira desmedida! Também acho que faria sentido elas reencontrarem-se quando a Laura saísse da prisão! Na minha opinião houve personagens que foram despachadas à pressa como o caso da Joana(Teresa Macedo), o João Maria (Pedro Granger), Rita (Sandra Barata Belo), Concha (Ana Marta Ferreira), Célia e Fábio (Cleia Almeida e João Baptista), o Luís(Marco Delgado) acho que o vilão que fez no Beijo do escorpião cabia muito bem na história do sol de inverno, arranjava um estratagema qualquer e ficava com a Boheme! A morte do Eduardo foi crucial na história e tinham de arranjar um motivo para o Diogo Morgado sair de cena por causa dos seus compromissos nos EUA. Achei que a história do casal Gay foi mal feita pela parte do Ângelo Rodrigues, não gostei do papel dele, muito sem graça, sem verdade, o Rui Neto fez muito bem, acho que sinceramente se tinha que haver alguém a morrer deveria ser o Simão. O casal gay do Beijo do Escorpião foi muito mais convincente e acima de tudo transmitem verdade do que o casal de Sol de Inverno. Odiei a personagem do João Ricardo, uma visita de vez enquanto não fazia mal, mas aturar aquele trambolho da personagem era um suplício, ele exagerou no sotaque e foi muito forçado. A personagem do Rogério Samora foi ridícula, andou ali a deriva! Primeiro separou-se da mulher psicopata que virou uma pessoa muito mais agradável do que antes, juntou-se a Sofia, depois a Laura, depois a Teresa e no fim voltou para ex-mulher que já estava comprometida! Voltas sem nexo mais valia ele ter feito um falcatrua qualquer e ía preso! Na minha opinião as personagens mais bem conseguidas foram sem dúvida as protagonistas Maria João Luís e Rita Blanco, o núcleo cómico a Fatinha e o Mariano foram muito bem conseguidos, a Joana Ribeiro para pouco experiência que tem, foi superior de muitas que estão lá como o caso da Diana Chaves. A Victória Guerra é uma das melhores actrizes da sua geração e estou desejoso de a ver em vilã. Só espero que o Mar Salgado não vá pelo mesmo caminho de despachar personagens e fazer tudo à pressa e que não seja tão longa!

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close