“Golpe de Sorte”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 3 (27 de maio a 2 de junho)

São dias de grande felicidade para a família Garcia e, em especial, para Maria do Céu: depois do chorudo prémio, agora a oportunidade de ir ao Programa da Cristina contar, em primeira mão, todas as incidências do grande golpe de sorte. Na coletividade todos viram o brilharete de Céu na televisão, especialmente Tino, que teve o privilégio de receber um beijo especial da famosa apresentadora. Até corou, o Tino Sanganha!

Os vilões Sílvia e Caio também estavam atentos ao programa, traçando um plano para apanhar a “presa” antes de ela voltar a Alvorinha. Fingindo-se passar por consultora de moda, Sílvia defende Céu numa loja em Lisboa de uma empregada mais atrevida e deixa-lhe um cartão para o caso de vir a precisar dos seus serviços. Telma, fascinada pela classe de Sílvia, pode ser peça-chave para que os vilões consigam entrar na vida dos Garcia.

Em Alvorinha, o alvoroço continua: se Horácio, entre a atenção às suas duas musas Rosanne e Amália, pretende aproveitar uma ajudinha de Céu para melhorar as condições da coletividade, a sua mãe Preciosa, desgostosa com a fortuna da filha de Lúcia e Natário, tem de procurar assistência médica para lidar com a frustração. O Doutor Carlos facilita alguns calmantes a Preciosa, ele que também está necessitado de se acalmar já que a sua mulher Teresa está entusiasmada com a cirurgia em Paris para poder voltar a ter visão. Afinal, neste bicudo dilema, Carlos quer ou não quer que a sua esposa volte a ver?

De regresso à vila, Céu assume a sua condição de euromilionária e compra o palacete que era do seu amigo, o velho Artur. Para o homenagear, prega ela mesma um quadro de Artur na parede, assim como outras tarefas domésticas que continua a fazer por não saber ser de outra forma. A filha Telma lá a convence a procurar empregada e a avó Lúcia concorda mas, sempre agarrada ao dinheiro, não quer ver os Garcia em desnecessários esbanjamentos. Bruno, o grande apoio de Céu, vê-se a braços com a gravidez de Jéssica mas há algo que o começa a inquietar no comportamento da namorada. Será que…?

Amália teve a notícia pela qual ansiava: o seu filho Xavier é finalmente um chef de cozinha! Uma óptima novidade que não lhe tira tempo para ser a fiel conselheira de Céu, apoiando a amiga em todas as decisões que ela toma, independentemente de Céu gastar muito ou pouco dinheiro. Afinal, o dinheiro é para se gastar… e Céu não esteve com meias medidas: comprado o palacete, os Garcia mudaram-se de armas e bagagens para lá, juntamente com uma panóplia de novas compras que vão encher e ornamentar o novo lar.

Para trás fica a velha casa, com Maria do Céu a olhar para ela uma última vez. A vida agora é outra e é tempo de dar a volta e seguir em frente. Mas o passado persegue-nos e José Luís toca à campainha do palacete para falar com Bruno sobre a gravidez de Jéssica. Céu, vendo o antigo amor tão perto, não perde a oportunidade de lhe lembrar que um Garcia honra os compromissos e assume as suas responsabilidades. Bruno assumirá o filho que está na barriga de Jéssica, ao contrário de outros, que, por cobardia, se deixam manipular pelas mães e desistem dos filhos…

Leonor não desiste do pai e da sua memória, gaste o que gastar. E muito tem Leonor posto nas mãos do Detetive na ânsia de encontrar o paradeiro de Sílvia e Caio, os responsáveis pela morte do seu pai e do envelhecimento precoce da sua mãe. Eugénia, desgastada pela dor, só pede à filha que viva e que se esqueça da vingança porque nada lhe trará o pai de volta. Só que, de repente, o Detetive ligou a anunciar novidades. Estará Leonor a segundos de saber onde pode encontrar Caio e Sílvia?

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close