Herman José faz algumas ‘exigências’ para o seu novo talk show  

Herman Jose

«Em três horas de emissão diária não se pode ser muito diferente, o que nos pode distinguir nas tardes é a maneira de estar. Essa será condicionada pela minha personalidade e estilo», começa por dizer à Noticias TV, Herman José, o novo líder das novas tardes da RTP1 que arrancam em setembro.

Um piano de cauda, uma cozinha, muita conversa num estúdio inspirado no que se faz lá fora, sobretudo no plateau de Ellen DeGeneris foram algumas das características salvaguardadas pelo apresentador à RTP.

«Onde quis interferir foi em coisas muito técnicas e objetivas. É importante ter uma cozinha gira para cozinhar, ter um piano de cauda onde nos possamos sentar de vez em quando a fazer um bocadinho de música ter um layout de estúdio giro, na sequência de outras tendências que vemos lá fora», antecipa o responsável à mesma publicação, vincando: «estou mais preocupado em facilitar a vida do que estar a criar entraves com exigências, não me passa pela cabeça.»

Quando regressar às tardes da RTP1, Herman vai confrontar nas audiências a líder Fátima Lopes e o novo João Baião: «Não vou estar muito preocupado, isto não quer dizer que não seja importante ter os chamados mínimos olímpicos. O desinteresse pelos números é uma falácia porque se uma pessoa desaparece, então não está a trabalhar para ninguém. O que não existe é a obsessão da liderança, nem o papel do serviço público de televisão disputá-lo a todo o custo. Se ela vier porque sim, ótimo, mas não através da facilidade nem dos truques comerciais normais. A nossa obsessão é fazer muito bem», conta.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close