Hora da renovação: GfK pode ficar até 2019… se baixar os preços

Audiências

Chegou a hora da renovação do contrato da empresa que mede as audiências televisivas em Portugal.

A GfK tem uma proposta da Comissão de Análise e Estudos de Meios (CAEM) para prolongar o seu contrato por mais dois anos, até 2019, mas para isso vai ter de reduzir o preço atualmente praticado.

Os pressupostos do novo contrato ainda estão numa fase inicial de conversações e  o Correio da Manhã avança que a empresa alemã estará disponível para baixar os valores.

Apesar de estarem a ser encetadas conversas com a GfK, as mesmas não invalidam que a CAEM abra, em 2015, um novo concurso de audiências de televisão. O objetivo é que «haja tempo para analisar as propostas».

O contrato atual entre a CAEM e a empresa medidora que substituiu debaixo de grande polémica a Marktest é válido até março de 2017.

A decisão de renovar com a GfK ou escolher outra entidade está dependente de uma difícil unanimidade entre os membros que integram a CAEM (anunciantes, agências de meios, e dos meios de comunicação social que incluem as 3 estações generalistas e as distribuidoras de televisão por cabo).

 

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close