Hugo Andrade descarta ficção brasileira e aposta em produção africana

Hugo Andrade

Hugo Andrade vai manter a aposta na ficção em português à hora de almoço, que agora é ocupada por “Windeck: O Preço da Ambição” e “Éramos Seis”.

O homem forte da programação da RTP1 quer deixar de lado a ficção brasileira e apostar em trama importadas de países africanos de língua oficial portuguesa.

«Vamos estar atentos À produção dos países lusófonos, como Angola e Moçambique, para aquele horário», diz à Correio TV, afirmando que «As novelas brasileiras já não têm a minha preferência.»

Esta medida deve-se a “Windek: O Preço da Ambição” que para Hugo Andrade «tem registado boas audiências.»

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close