“Jardins Proibidos”: Resumo de 29 de junho a 5 de julho

Anterior1 de 5Seguinte

A TVI já disponibilizou o resumo da novela “Jardins Proibidos” da semana de 29 de junho a 5 de julho.

Episódio 227

Na praia, Rui discursa na festa de homenagem que preparou para Carol, onde estão presentes, Alfonso, Mónica, Mariana, e outros amigos chegados de Carol. Rui diz, emocionado, que quer que aquela despedida seja encarada como uma festa, tal como Carol certamente desejaria. Ao longe está Tomás a aproximar-se do grupo.

Rui admite não ter superado a morte de Carol. Os irmãos Meneses ficam em choque ao verem Tomás a aproximar-se. Rui segue em direção a Tomás com um ar furioso.

Leonor continua no quarto de Tomás e reúne as fotos das mulheres assassinadas, e nem repara que com o seu nervosismo amachuca a foto de Carol. Guarda novamente as fotos no rodapé e recrimina-se por não ter percebido antes, quem é Tomás na realidade.

Na praia, todos se contêm a ouvir as provocações de Tomás, dizendo a Rui que também gostava muito de Carol e a Alfonso que ainda não esqueceu Mónica. Rui fica em choque por Tomás insinuar estar envolvido na morte de Carol.

Teresa diz em pânico a Simão, que Clarinha está a correr risco de vida, por precisar de tomar os seus medicamentos para o coração. Simão diz a Teresa que os raptores devem estar a voltar a ligar. Simão recebe chamada de Jacinta, e este disfarça à mãe dizendo que está tudo bem. Jacinta acaba por aceitar as justificações de Simão, com Jú a dizer-lhe que não quer saber onde ele passou a noite.

Marta pede a Lena para pensar nas pessoas que gostam dela, inclusive Rosa, para a ajudar a lutar contra a doença. Lena diz à prima que Rosa saiu de casa.

Tomás continua a espicaçar Rui, dizendo-lhe que tem boas memórias de Carol, Rui desprende-se de Alfonso e, furioso, agride Tomás. Mariana acaba por confessar a todos, que foi Tomás quem matou Carol. Todos se aproximam de Tomás e este acaba por se afastar, ao sentir o perigo.

Leonor recrimina-se por não ter acreditado em Mariana, quando a filha lhe contou que Tomás é o serial killer.

Teresa recebe uma chamada da raptora, que lhe diz que tem que lhe entregar 3 milhões de euros. A raptora liga de novo, avisando Teresa que os filhos dela morrem se ela tentar alguma coisa, deixando Simão furioso pela polícia não conseguir localizar a chamada.

Rosa está de sorriso triunfal, com Clarinha amarrada e amordaçada, enquanto Lourenço chora convulsivamente.

Teresa olha comovida para Simão a preparar-se para ir tratar do dinheiro da raptora.
Eduardo e Marta estão intrigados por Teresa não aparecer no hospital, e as suspeitas adensam-se por Bruno se limitar a dizer que não tem que dar justificações da vida de Teresa.

No restaurante, Inês e Rafa olham enternecidos para um casal apaixonado.

A festa de homenagem na praia já terminou com todos a pedir a Rui para minimizar o encontro com Tomás, por ter sido uma festa muito bonita.

Tomás entra em casa, com as marcas da agressão de Rui, seguindo para o quarto satisfeito. Leonor observa-o escondida e percebe agora a verdadeira demência do filho e sai porta fora.

Teresa reclama com o agente Eliseu, pela polícia não ter ainda uma pista do paradeiro da raptora. Teresa revela a Simão ter receio que a raptora descubra que a polícia está em sua casa, e que faça mal aos seus filhos. Simão tenta tranquilizá-la, dizendo-lhe que a raptora nada fará aos seus filhos enquanto não tiver o dinheiro em sua posse, pedindo-lhe que confie no trabalho da polícia.

Carlota admite a Carmo estar a delinear os últimos detalhes para sacarem dinheiro a Simão e que a mãe terá que se continuar a envolver com o diretor do hotel, até voltarem a ter dinheiro.

Inês fica em choque por Tiago lhe contar que Tomás é o assassino das Camélias. Tiago pede desculpa a Inês, por ter sido o próprio irmão a matar Amélia e diz-lhe que nunca a vai excluir da sua vida, por ser a sua melhor amiga.

Leonor chora à beira-rio, toldada de remorsos por ter protegido Tomás e tudo e de todos, quando afinal era o serial killer.

Chico pede a Cláudia para a acompanhar na ecografia, repisando que até prova em contrário, o bebé é deles e não de Marta. Cláudia pede-lhe que fale mais baixo, por não querer que Marta descubra. Chico afasta-se magoado.

Na suite do hotel, Carlota recebe uma massagem e diz à mãe ter tido uma ideia infalível para afastar Simão de Jú.

Simão exige ao Dr. Barros que lhe disponibilize a quantia que lhe está a pedir, avisando-o que dali a uma hora estará no banco à espera desse dinheiro.

Anterior1 de 5Seguinte
Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close