“Jardins Proibidos”: Resumo de 6 a 12 de julho

Anterior1 de 5Seguinte

A TVI já disponibilizou o resumo da novela “Jardins Proibidos” da semana de 6 a 12 de julho.

Episódio 232

Manuel dá entrada no hospital Boa Esperança e manda calar Bárbara, quando esta apela para ele ter calma. Bárbara fica na sala de espera, preocupada a aguardar notícias.

Célia chega ao hospital e encontra Bárbara. Repreende-a por não a ter avisado que vinha para Lisboa. Bárbara começa a chorar, admitindo andar cheia de problemas e que Manuel está em risco de vida por o seu coração estar fraco.

No bloco, Eduardo e Rui preparam-se para operar Manuel, assentindo que vão ter um duro trabalho para o salvar, por ele ter o coração em muito mau estado.

Mónica acaba de tomar banho e começa a secar o cabelo. Fica aborrecida por ficar sem eletricidade. Ouve um estalo e a eletricidade volta, começa novamente e secar o cabelo e a luz falha de novo. Ouve a porta da rua a fechar-se e sai melindrada do quarto. Mónica vai até à sala e não vê ninguém.

Miguel vai até ao hospital, onde estão Célia e Bárbara ansiosas pelo desfecho da operação de Manuel. Célia fica incomodada por Bárbara expressar a Miguel, que Manuel é como um pai para si.

Na escola de Boxe, Simão fica surpreso por Carlota aparecer por ali a chorar, com a jovem a admitir não aguentar mais a pressão de Carmo e insinuar que nunca pode contar com o apoio dele.

Célia questiona-se porque Manuel terá decidido ser operado em Lisboa, na esperança de ter sido para se reaproximar dela, mas Bárbara contraria essa ideia, dizendo-lhe que ele só o fez para a contrariar.

Carlota continua a contar que Carmo lhe faz a vida negra, por ter inveja da relação deles. Pede desculpa a Simão e diz-lhe que está a pensar reorganizar a sua vida no norte, com Simão a dizer-lhe que pode ficar temporariamente na Quinta. Carlota sorri vitoriosa.

Lena entra em casa e vinca a Marta que todos os crimes foram orquestrados por Rosa. Lena fraqueja doente, enquanto se lastima de todos a terem abandonado.

Leonor está no restaurante de Jú e pensa no que fazer agora que descobriu que Tomás é um assassino. Jú repara e admite a Leonor estar cansada dos problemas da Quinta das Torres, recordando de como ela e Simão eram mais felizes antes de se mudarem para lá.

Alfonso abraça Mónica, por esta lhe contar que a luz foi a baixo e por ter sentido uma vez mais não estar sozinha em casa. Alfonso minimiza e diz-lhe que não pode deixar que Tomás lhe assombre a vida.

Célia pensa, preocupada, que nunca se vai perdoar se o pai morrer na operação, agora que ele a perdoou. Miguel diz-lhe que é Manuel quem lhe deve um pedido de desculpas por a ter expulsado de casa quando engravidou.

Eduardo e Rui continuam a operar Manuel, estando o seu coração em pior estado do que eles pensavam.

Na casa dos Ávila, Jú e Xavier abraçam Vasco ainda espantados por ele estar vivo. Teresa vai para o quarto, avisando-os que vai preparar Clarinha para a notícia. Vasco diz a Simão que irá ficar-lhe eternamente grato por o ter ajudado.

Lena admite a Marta que amava incondicionalmente Rosa, estando desiludida por ela a ter usado para os seus propósitos. Lena expressa que não tem ninguém que goste dela, pedindo a Marta que não a deixe sozinha.

Jacinta fica em choque, quando Leonor lhe conta que a Quinta que produzia vinho, do qual Carmo era dona, abriu falência.

Bárbara abraça Eduardo quando este diz que Manuel está livre de perigo. Célia comenta com Miguel sempre ter achado Barbara estranha, mas o seu irmão adorava-a, contando que Manuel também está sempre a implicar com ela. Célia estranha por Bárbara lhe pedir para ser a primeira a visitar Manuel.

Inês tira foto em soutien para enviar para Rafa. Rafa que acaba de arrumar o restaurante, sorri ao receber a foto que Inês lhe enviou. Leonor troça divertida com o ar apaixonado dele.

Teresa conta a medo a Clarinha que Vasco está vivo, ficando aliviada pela filha pedir-lhe apenas para ver o pai.

Anterior1 de 5Seguinte
Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close