“Jardins Proibidos”: Saiba como vai ser o final de Lena

Jardins Proibidos

O final de “Jardins Proibidos” só chega em setembro, mas muitas são as pistas dadas na imprensa.

Segundo a revista Ana, depois de muitas maldades, Lena vai ter um final feliz, ao vencer o cancro e ao ser absolvida em tribunal pela morte da amante.

Quando Rosa se prepara para matar Teresa, Lena grita-lhe para que termine com toda aquela loucura, mas a vilã, num ato desesperado, aponta-lhe a arma e as duas acabam por envolver-se numa luta. De repente, ouve-se um tiro e a advogada retira de cima de si a ex-companheira, que acaba por morrer.

Nesse instante, Eduardo chega com a Polícia para salvar os reféns e, após deparar-se com tal cenário, a prima de Marta é algemada e levada para a prisão, por suspeita da autoria de rapto e homicídio da ex-amante. Contudo, quando o caso chega a tribunal, a advogada consegue provar que agiu em legítima defesa, tendo ainda salvado a vida de Teresa e dos filhos. Assim, acaba por ser absolvida do crime de homicídio.

No entanto, o seu pesadelo não termina aqui, pois, apesar de ser ilibada de todas as acusações, terá ainda de enfrentar um inimigo que poderá tirar-lhe a vida.

Determinada a vencer o cancro que lhe foi diagnosticado, ela dirige-se ao hospital para discutir com Marta as possibilidades de tratamento. Ao chegar ao gabinete, ela conversa com a médica e, mais tarde, quando se dirige para a saída, acaba por desmaiar e é socorrida por Bruno, que a coloca numa maca e lhe faz exames. Ao ver que os valores estão completamente alterados, ele inicia imediatamente o tratamento.

Mais tarde, o médico vai ter com Teresa conta que salvou a vida de Lena, que está com leucemia e se tinha recusado a fazer quimioterapia. Ao sentir que não lhe resta outra alternativa, a advogada sujeita-se às recomendações médicas e acaba por ter um final feliz, quando é informada que está livre do cancro.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
  • Joana

    O Manuel Arouca já nem está envolvido no projeto, só tem o nome no genérico porque enfim, senão já tinha dado à sola, aliás, já o tiraram, a ele e ao Domingos Arouca da parte do “escrita por:”

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close