Jorge Corrula: «”Sol de Inverno” foi o melhor projeto em que participei»


Sol de Inverno

Jorge Corrula pode ser visto atualmente como Henrique em “Água de Mar” e esteve até ao passado domingo em “Sol de Inverno”,  a novela mais vista, em média, em 2014.

Para o ator, a trama da SIC foi a melhor novela onde trabalhou. «No universo das novelas, arrisco-me a dizer que foi o melhor projeto em que participei. Pela direção de atores, realização, elenco, texto, e o cuidado e ambição que a SIC colocou na novela. Digo isto com orgulho», revelou em entrevista à Correio TV.

Jorge Corrula aponta o fator qualidade para explicar o percurso da novela e a sua preferência por “Sol de Inverno” enquanto projeto: «Toda a equipa tinha o objetivo de fazer um projeto com qualidade. Ainda por cima tínhamos o exemplo dos formatos brasileiros que a SIC exibe e que estão, nesta altura, muito à nossa frente. Tínhamo-nos aproximado da ficção brasileira, mas agora eles deram um novo avanço e nós ficamos para trás. Eles estão próximos das séries americanas».

“Avenida Brasil”, considerada um dos maiores fenómenos de 2013 em termos de novela à escala mundial (é recordista de vendas) serviu de bitola na conceção artística da novela que a SIC terminou há 5 dias. «Dei por mim a ver “Avenida Brasil”. E o elenco de “Sol de Inverno” tinha presente aquele registo e ambicionava fazer o mesmo. Batalhámos por isso e, no começo, houve até algum frisson com as equipas técnicas, que acabaram por perceber que as cenas podiam crescer porque os brasileiros já nos tinham mostrado que era possível fazê-lo. Só que eles gravam cinco cenas por dia e nós 35…», apontou o Duarte da trama de Carnaxide.

À revista do Correio da Manhã o ator conta ainda como o elenco e equipa reagiram às audiências da história de Pedro Lopes: «”Sol de Inverno” surgiu quando rebentou a palavra crise e o público identificou-se muito com algumas personagens confrontadas com dificuldades económicas e que iam à luta e à procura de novas oportunidades. Mas o texto estava também muito bem escrito».

 

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close