José Alberto Carvalho conta como vai fazer a TVI24 chegar a líder


TVI24

José Alberto Carvalho falou recentemente dos resultados dos canais de Queluz de Baixo e do que quer para o futuro da TVI24.

À Notícias TV o diretor de Informação da TVI garante que a TVI24 só ascendeu por uma causa: «Ter ideias nas quais acreditamos, pelas quais nos batemos e que levamos convictamente até ao fim, custe o que custar».

Este facto vai ser crucial para alcançar um maior êxito, embora as dificuldades se tenham imposto. «Claro que tem sido difícil, mas se fosse fácil não era [um projeto] para mim nem para esta equipa. Sendo fácil qualquer pessoa pode fazê-lo, sendo difícil e conseguindo é porque temos o que é preciso».

Para José Alberto Carvalho é igualmente importante superar a SIC Notícias em audiências e manter a RTP Informação à distância porque «A TVI24 é distribuída em duas plataformas de cabo e IPTV, a Zon e a Meo, portanto o share que obtém no mercado de televisão por subscrição é importante na medida em que é através dessa conta que os nossos orçamentos são, em parte, estabelecidos. Depois, porque o objetivo de um canal de informação é ser influente, sobretudo no cabo».

A concorrência da TVI24 atribuiu os resultados ascendentes do canal aos direitos de transmissão para Portugal da Liga dos Campeões, que pertencem a Queluz de Baixo. O responsável acha «irónico que tentem desvalorizar os resultados da TVI24 dizendo que é por causa do futebol. Que me desculpem, mas todos os canais que são nossos concorrentes têm futebol. Têm até mais programas sobre futebol do que nós. Só não têm as imagens».

Mas o futebol não vai ser o único desporto a figurar na grelha da TVI24. A aposta no ciclismo também faz parte da opção estratégica: «O ciclismo é claramente uma área em que iremos investir mais. Estamos muito satisfeitos com a aposta que fizemos na Volta a Espanha em bicicleta, uma vez que não temos os direitos da Volta a Portugal e à França (…) Queremos mais competições. Estamos em negociações de direitos. Não tenho problema nenhum em admiti-lo, são direitos que estão disponíveis no mercado e quem oferecer a melhor proposta fica com eles. Sublinho: isto é feito num contexto de total dificuldade económica, de contração de mercado, de diminuição do investimento publicitário, com controlo de custos. Como já disse, estamos a gastar menos de metade do que a TVI24 já gastou no passado e com mais do dobro dos resultados. Isso deixa-me satisfeito? Deixa».

José Alberto Carvalho almejam a liderança, «mas sem metas. A meta, a minha meta, é sempre comigo próprio e é isso que procuro transmitir às minhas equipas: temos de ser melhores do que nós próprios. Há um dia em que ser melhor do que nós significa ser melhor do que os outros. Portanto, a estratégia dos outros é importante, sim, mas a nossa é mais. As nossas metas, os nossos desafios individuais e coletivos são muito mais importantes do que os dos outros».

Para chegar à liderança, há mais armas, como «Os comentadores, o debate político puro, o acompanhamento da atualidade, a velocidade de reação aos acontecimentos, a interação com o público, a presença em diversas plataformas… Não vamos reduzir isto ao ciclismo. É a aposta em tudo. Acredito que, apesar de pensarem o contrário, as pessoas precisam hoje mais do que nunca de jornalismo. Vivemos uma era de enganos e de algumas mentiras porque as pessoas se deixam enganar, porque não refletem o suficiente sobre o que as rodeia, estão anestesiadas pela overdose de informação que recebem, e confundem comentários no Facebook com informação séria e enquadrada. A aposta passa sempre por nos tornarmos mais relevantes para a vida dessas pessoas, por as fazer entender que precisam de nós».

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • dftmarques

    Falta tempo e alguma inovação. A SIC Notícias não foi criada ontem. Tem mais de 10 anos e é um canal bastante reconhecido por todos. É um canal que, por exemplo, está sempre em atualização. Vejam as sínteses que vão sendo transmitidas todas as horas, até de madrugada o fazem. Já vi algumas notícias em que naquele momento, apenas a SIC estava a transmitir em direto, devido a serem 2h ou 3h da manhã (já não me lembro).

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close