Luis Esparteiro acusado de «gastar mal o dinheiro» da TVI


Luís Esparteiro

Foi no passado dia 07 de janeiro, terça-feira que a TVI anunciaram a saída de Luís Esparteiro da Plural onde despenhava o cargo de Diretor de Conteúdos da empresa que produz as novelas da estação de Queluz.

O comunicado enviado para as redacções justificasse que ‘O pressuposto era de que, no período de um ano, se procedesse a uma adaptação da extrutura de conteúdos de ficção da Plural (…). Findo (…) a Administração da Plural e o próprio Luís Esparteiro entenderam estarem cumpridos os objectivos (…)’, fontes revelam à revista TV Guia que a sua saída se deve ao mal estar causado pelo ator na empresa.

«Ele era ríspido, autoritário, só lidava com os amigos e tornou o ambiente insuportável para os atores. Todos levaram por tabela», conta fonte próxima do processo à revista da Cofina: «Havia muita gente com medo de não lhe agradar e ir para a rua. Ou era como ele queria e com os amigos, ou então…»

Luís Esparteiro é também acusado de ter «gastar mal o dinheiro» da TVI, o que não agradou à direcção da estação: «Ele deixou atrizes, como a Fernanda Serrano, a Helena Isabel e a Bárbara Norton de Matos, mais de um ano penduradas sem trabalhar. A TVI não gostou», afirma um ator: «Foi um culminar de coisas.»

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close