“Mar Salgado”: Resumo de 22 a 28 de setembro

Mar Salgado Capa

Resumo dos episódios de “Mar Salgado” de 22 a 28 de setembro

Anterior1 de 6Seguinte

7º Episódio

Leonor fica destroçada quando Emília confirma que o bebé que foi deixado na igreja no mesmo dia em que o filho lhe foi tirado, acabou por morrer. A assistente social reconhece que está a infringir as regras, mas assume que a história de Leonor a leva a dar-lhe pormenores que devia ocultar. A bióloga agradece a ajuda que Emília lhe deu e vai embora a tentar conter as lágrimas que está à beira de soltar.

Antónia leva as netas para o colégio e Kika lembra que nesse dia, ela e Carlota vão ter a primeira aula de percussão. A avó diz que depois quer saber se gostaram e Patrícia assegura que o curso que a Fundação Queirós vai patrocinar é um excelente projecto. Patrícia ainda fica para trás, à procura da sua carteira e acaba por se cruzar com André, que também se prepara para ir trabalhar. O cunhado fala ao telefone com Nuno e pede-lhe que entreviste Leonor, já que procura uma mergulhadora para trabalhar consigo no centro de mergulho. Patrícia fica incomodada com o que ouve mas disfarça o seu desagrado, perante André.

Já na praia, Leonor chora finalmente a certeza de ter perdido um dos seus filhos. Diogo vai ter com ela, depois de a ter avistado da varanda do hotel onde estão hospedados e tenta confortá-la. Leonor diz que vai pedir explicações a Gonçalo e que não vai desistir da sua luta, pois apesar de ter quase a certeza de que o filho morreu, ainda tem uma filha que a obriga a descobrir toda a verdade.

Mateus volta a chegar atrasado à empresa e encontra André furioso com a situação. Desta vez, os pedidos de desculpa não adiantam e André despede o amigo sem contemplações.

Filipe comunica a Henrique que decidiu aceitar a oferta de trabalho que ele lhe fez e o pai exulta, dizendo que ele finalmente tomou uma decisão acertada. Laurinda também se mostra satisfeita e diz a Sara que podem levar as suas coisas, pois vai tratar de arranjar-lhes o quarto. Filipe faz questão de dizer que só vai trabalhar com o pai até ter as dívidas pagas e a vida equilibrada, vincando que foi Sara a convencê-lo a aceitar a proposta dele.

Entretanto, Madalena passa por eles e diz a Laurinda que vai sair, deixando a mãe curiosa, pois não revela para onde nem com quem.

Tina está a atender uma freguesa e Bento aproxima-se dela para lhe perguntar se a mãe nunca pensou em refazer a vida. A vendedeira percebe-lhe as intenções e trata logo de dizer que Cremilde é uma viúva à moda antiga que vai correr com ele logo que se aproxime com o fito de a seduzir. Joni chega entretanto e diz a Bento que espalhe o gelo pelo peixe que tem na banca mas o empregado queixa-se de que não tem luvas e vai queimar as mãos. Joni fica irritado mas acaba por ficar mais bem disposto, ao pregar uma partida a Tina. Ela está distraída a atender a dona Vanda e ele coloca gelo dentro dos sacos de peixe da cliente. Esta fica a pensar que a vendedeira está a enganá-la no peso e faz um escândalo, forçando Tina a fazer-lhe um desconto. Joni e Bento divertem-se com a situação, enquanto ela ameaça atirar-lhe com uma solha à cara.

A pretexto de marcar uma sessão de mergulho para uns clientes do hotel, Patrícia vai ter com Nuno e esforça-se por denegrir a imagem de Leonor, disfarçando saber que ele está a pensar contratá-la. Começa por contar que ela e o irmão foram expulsos do hotel por se suspeitar que roubara, outros hóspedes, embora acrescente de seguida que não acredita que a amiga seja capaz de tal coisa. Depois de espalha o seu veneno, Patrícia vai embora, ciente de que Nuno vai pensar duas vezes antes de contratar Leonor, até porque já estava mal impressionado com ela, pois colocou em risco a própria vida para regressar a Portugal.

Leonor vai à fábrica de conservas para falar com Gonçalo e reencontra-se com Júlia que fica radiante por poder abraçá-la. Idalina conta que já viu Gonçalo e calcula que deve estar no escritório.

Nesse momento, Gonçalo conversa com Amélia. A irmã conta que decidiu viajar com Martim e Carlota, pois está necessitada de arejar as ideias e sempre se afasta, numa altura em que a mãe biológica de Carlota decidiu começar à procura dela. Gonçalo aprova a ideia, mas fica enervado quando Natália entra no gabinete e anuncia que Leonor está lá fora e lhe quer falar. Irritado, ordena à secretária que diga que ele não está e que dê ordens para não a deixar entrar de novo na fábrica. Amélia estranha a reacção do irmão e este é obrigado a revelar que Leonor é a mãe biológica de Carlota, deixando a irmã em choque. Perante a histeria de Amélia, Gonçalo quase lhe ordena que fique calada, pois foi o que fez quando ele lhe arranjou a filha que tanto desejava.

Enquanto espera por Leonor, Diogo avista Sílvia e acena-lhe timidamente. Ela vai ter com ele e Diogo pede desculpas atabalhoadas por lhe ter tocado quando tentava ajudar a limpar a bebida que lhe derramou em cima, durante a festa de Messias. Sílvia não facilita a vida de Diogo e ainda o deixa mais aflito ao dizer que se voltar a tocar-lhe no que não deve, ficará sem mãozinhas.

Leonor deixa a fábrica, despede-se de Sílvia e convida o irmão para irem ver uma casa que a imobiliária lhe indicou. Diogo não se mostra entusiasmado mas garante que só regressará ao Dubai quando ela for com ele.

Depois de visitarem a casa, Leonor e Diogo concordam que não é ali que querem viver. Ela continua obcecada em conversar com Gonçalo e em pedir-lhe responsabilidades caso confirme que o bebé que morreu na igreja era o filho de ambos. Diogo sugere-lhe que contrate um detective que a ajude a investigar mas Leonor prefere não o fazer.

No auditório do colégio, Carlota convida Kika a irem conhecer outros jovens que vão participar nas aulas de percussão. A prima recusa misturas com os mais humildes e Carlota avança sozinha.

Nesse momento, Hugo conversa com Pedro e critica-o por não se declarar a Elsa, ao mesmo tempo que vai tocando num dos tambores que vão ser utilizados na aula. Pedro justifica que aguarda um sinal de que Elsa está interessada nele, para avançar. Nem de propósito, ela aparece nesse instante e adverte Hugo por continuar a bater no tambor. Hugo envergonha Pedro e diz que o instrumento tocou sozinho porque ele é um totó. Carlota aproxima-se e apresenta-se, colocando-se à disposição deles para o que precisarem. Hugo aproveita logo para cair nas suas boas graças.

Leonor vai ter com Patrícia ao hotel para lhe pedir o contacto de Gonçalo, pois precisa de falar com ele. Patrícia finge-se simpática e depois de Leonor recusar dizer que assunto tem para falar com ele, dá-lhe o número do marido, adiantando que ele deve estar em reuniões e que não deverá ser fácil atender a chamada. Leonor muda de assunto e revela que já sabe que ela não respondeu às suas cartas porque não quis. Patrícia desculpa-se e apresenta os motivos que teve, fingindo que quer recuperar a grande amizade que tiveram. Depois de Leonor se ir embora, Patrícia envia uma mensagem a avisar Gonçalo de que ela lhe vai telefonar.

Isso acontece precisamente quando Gonçalo está a conversar com a mãe, que lhe pede para ajudar num projecto que a Fundação da família está a iniciar. Gonçalo recebe a chamada de Leonor mas desliga, garantindo a Antónia que vai colaborar em tudo o que puder.

Nuno está aflito a fornecer o equipamento de mergulho a um grupo recém-formado. Leonor percebe que um dos mergulhadores está em dificuldades para colocar o seu equipamento e ajuda-o com grande competência. Nuno fica muito bem impressionado e decide que vai considerar o currículo dela, embora ressalvando que não gostou de a ver a colocar a própria vida em risco quando decidiu viajar para Portugal sem respeitar a descompressão que deve ser feita depois de cada mergulho. Leonor afiança que isso não voltará a acontecer e aproveita para reafirmar que está inocente das acusações de roubo no Hotel das Salinas. Nuno aceita as explicações e promete avaliar com justiça a sua candidatura como instrutora de mergulho.

Vitória e Messias preparam o restaurante de petiscos para a inauguração. Ele diz que tem vontade de comprar um presente para Rute que tem sido muito simpática. A irmã avisa-o de que ela só se interessou por ele depois de saber que tinha ganho muito dinheiro por ter estado preso injustamente. Messias garante que não é ingénuo mas a irmã fica preocupada, temendo que Rute se aproveite dele.

Xavier está de saída para o mar e oferece um colar a Júlia, pedindo desculpa pela sova que lhe deu, jurando que se descontrolou e que isso nunca mais vai acontecer. Júlia perdoa o marido mas Elsa não fica satisfeita, pois sabe que o pai não vai mudar.

Tina conta à mãe o que Joni lhe fez no mercado e a forma como manchou a sua imagem de vendedora ao fazer crer a uma cliente que ela estava a enganá-la. Cremilde também fica indignada mas a sua irritação ainda aumenta mais quando a filha lhe revela que Bento foi mostrar-se interessado nela. Cremilde vocifera que tem muito respeito pela memória do falecido marido e que não quer nada com homens, muito menos com Bento.

Leonor vai ter com André ao centro informático e ele não esconde o interesse que tem nela, recordando os tempos de infância que viveram.

Madalena vai a casa de Sebastião para lhe entregar o bloco que ele tinha deixado esquecido na esplanada. O escritor recebe-a com grande charme e educação e convida-a para que fique a jantar consigo, como forma de agradecimento. Madalena não resiste ao fascínio que sente por ele e aceita ficar.

Gonçalo explica a Patrícia que não atendeu o telefonema de Leonor porque estava a falar com a mãe e confessa que já está a ficar farto dela. Quando Antónia se aproxima, Gonçalo disfarça a sua irritação e assim que Carlota chega com Kika e Amélia, depois da aula de percussão, desafia a sobrinha para irem dar uma volta de mota. Carlota vai para a garagem toda animada e Kika resmunga. O pai diz que lhe ensina a andar de mota logo que ela queira e consegue aplacar-lhe o ciúme. Amélia é que não gosta nada da ideia do irmão e insiste que não gosta daqueles passeios. Apesar disso, permite à filha que vá andar um pouco. Quando entram na sala, ficam estarrecidos ao encontrarem Leonor à conversa com André. Ela levanta-se sorridente e pergunta a Gonçalo se a viajem a Matosinhos correu bem. (conclusão)

Anterior1 de 6Seguinte
Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close