“Mar Salgado”: Resumo de 6 a 12 de outubro

Mar Salgado Capa

Resumo dos episódios de “Mar Salgado” de 6 a 12 de outubro

Anterior1 de 6Seguinte

19º Episódio

Leonor é agarrada por dois seguranças, enquanto tenta explicar à funcionária do centro de acolhimento que não quis roubar os processos das crianças adoptadas, mas apenas recolher pistas que a conduzam à sua filha desaparecida. A funcionária mostra-se implacável e pede que chamem a polícia. Emília aparece nesse momento e Leonor implora-lhe que explique a sua situação, pois tomou conhecimento dela da primeira vez que conversaram. Emília ainda se mostra compreensiva mas como a colega não transige, acaba por concordar que devem chamar as autoridades.

Frederico pergunta a Gonçalo porque é que esteve reunido com um advogado e não recorreu ao doutor Pinto, que há tantos anos trabalha para a família. O filho mente e garante que se tratou de uma questão menor já resolvida, na sequência da visita que a polícia lhe fez lá em casa. Gonçalo muda de assunto e informa que o veleiro já está arranjado e Frederico fica entusiasmado, pois está desejoso de organizar um passeio em família e até pensa em comprar um barco maior. Gonçalo chama o pai à razão com um sorriso e lembra que os tempos não estão de feição para tais investimentos. Frederico afirma que o dinheiro se arranja e conta que o novo projecto da Fundação Queirós recebeu um importante donativo. Gonçalo elogia-o, dizendo que ele continua a somar pontos.

Diogo comenta com Luís que, nos últimos tempos anda com um apetite fora do normal e com uma sede que não consegue saciar. André termina a chamada que está a fazer e conta a Diogo que Nuno acaba de o informar que Leonor ligou a avisar que está detida numa esquadra de polícia. Diogo fica aflito e começa a transpirar, aceitando a companhia de André para ir ter com a irmã.

Na esquadra, Leonor toma consciência de que pode estar em maus lençóis, depois de ter tentado fugir com os processos do centro de acolhimento de menores. Durante o interrogatório policial, o agente garante que não será fora da lei que conseguirá o que pretende. Tomás chega entretanto e assume a defesa de Leonor, assumindo que ela pode ter-se colocado numa situação complicada ao querer consultar registos confidenciais, com arrombamento e tentativa de agressão de uma funcionária. Leonor confessa o seu receio de vir a ser presa.

Entretanto, Patrícia informa Gonçalo de que o seu plano resultou em pleno e que no centro de acolhimento ninguém deixou Leonor consultar os processos de adopção. O marido comenta que o importante é que ela continue entretida à procura de uma miúda que não existe.

Leonor fica desolada ao saber que o juiz de instrução não tem tempo de a ouvir e que vai ter de passar uma noite numa cela até ser interrogada. Tomás garante que ela será ouvida pelo juiz de turno e que depois do interrogatório deverá ser posta em liberdade. Ela não fica tão confiante.

No mercado, Bento está imparável a vender peixe e deixa Cremilde e Tina de boca aberta. Joni também fica estupefacto por ver que o seu funcionário mudou como da noite para o dia, pois até se dispõe a ajudá-lo a arranjar o peixe para uma cliente. Cremilde começa a ficar aflita com a perspectiva de perder a aposta que fez com Bento e ter de jantar com ele.

Laurinda vai mais cedo para casa e encontra Mateus a jogar computador em vez de estar a trabalhar. A mãe repreende-o e avisa que se o pai o apanha a mandriar a conversa vai ser outra mas ele não liga ao que ela diz e continua a jogar.

Patrícia entrevista Sara que se candidata à vaga de animadora do hotel e no final acha que ela tem boas possibilidades de ficar com o lugar. A amiga promete dar o melhor de for recrutada.

André e Diogo conseguem falar com Leonor na esquadra e ficam incrédulos quando ela confessa que assaltou o centro de acolhimento para consultar os processos das crianças adoptadas, na esperança de descobrir uma pista da filha. Leonor conta que ainda conseguiu ler um dos processos e que descobriu uma rapariga com o nome de Vanessa, que pode ser a sua filha. André fica desconfortável, por saber que ela está atrás de uma pista falsa. Diogo, por seu lado, não esconde a ansiedade com a detenção da irmã e faz notar que está cheio de calor, calculando que seja dos nervos que apanhou por causa dela. Leonor tenta tranquilizá-lo e assegura que só vai ficar uma noite longe dele, pedindo-lhe que avise o mestre João. Diogo vai comprar água e Leonor aninha-se no peito de André, alimentando a possibilidade de conhecer a filha em breve.

Madalena fotografa o restaurante de Vitória antes da inauguração para o seu blogue e confessa que andou desaparecida porque tem novo namorado, o escritor Sebastião Cardoso. No entanto, reforça que ele já tem 50 anos e adivinha que os pais não vão gostar nada da ideia. Vitória insiste em conhecê-lo e a amiga diz que não deve ser fácil convencê-lo a sair de casa.

Sílvia comenta que lhe dá jeito que a festa no Muxama seja à borla, pois assim pode poupar algum dinheiro. Idalina conta que Vitória ficou zangada com o irmão por ter gasto tanto dinheiro sem a sua concordância. Rute aparece a protestar e Júlia pergunta quem é agora o alvo da sua fúria. Ela atira-se ao encarregado que não a autorizou a sair mais cedo para ir arranjar as unhas e o cabelo para a festa. Júlia diz que ninguém vai reparar, mas Rute responde que ela pensa assim porque não é a primeira-dama. Idalina dispara que ela também não é e volta a chamar-lhe interesseira por andar atrás do dinheiro de Messias e avisa-a de que o pai já o avisou que tem de para de gastar sem controlo. Rute fica preocupada.

Joni tem uma conversa com Bento e diz que não gosta que façam pouco de si, acusando-o de ter fingido não perceber do negócio do peixe, só para fugir ao trabalho. Ele contesta o que Joni diz e quer é saber se vendeu o dobro do peixe de Cremilde. A vitória é conseguida pelo dinheiro ganho mas não pelos quilos de peixe vendido. Bento dispõe-se a ganhar em todas as frentes, pois acredita que no final irá jantar com Cremilde. Tina provoca a mãe e faz notar como o amor muda as pessoas, deixando-a ainda mais irritada.

Patrícia é apanhada de surpresa quando Nuno lhe conta que Leonor foi presa e tenta saber pormenores mas ele confessa que também não conhece os motivos. Nuno está aborrecido com a situação e desabafa que começa a ter dúvidas sobre se fez bem em contratá-la.

Hugo tenta convidar Kika para a inauguração do Muxama mas ela responde com arrogância que só quer distancia dos sítios onde ele estiver. Pedro brinca com o amigo e diz que parece que ele foi corrido mas Hugo não dá parte fraca e responde que Kika é convencida e que na festa vão estar miúdas mais interessantes.

Catarina chega a casa e Tiago esconde o desenho que estava a fazer, assegurando que não é desta vez nem nunca que a vai deixar espreitar para o que desenha. Nuno entra nesse momento e confessa que teve um dia difícil, com muito trabalho e uma funcionária que decidiu faltar. Ao olhar para Tiago diz-lhe que ele está a dever-lhe uma visita ao centro de mergulho e o rapaz resmunga que bem pode esperar sentado. Catarina deita-lhe um olhar reprovador e o filho corrige o comportamento e agradece o convite.

Patrícia visita Leonor na esquadra e mostra-se pesarosa pelo facto de ela estar presa, colocando-se à disposição para lhe arranjar um advogado que a coloque em liberdade, bem como o que ela precisar enquanto estiver detida. Leonor agradece mas diz que já tem advogado e que no dia seguinte já estará em casa. Depois, acaba por contar que foi presa porque quis ver os registos do centro de acolhimento e Patrícia lembra que se tinha comprometido a ajudá-la e que ela perdeu a cabeça. Leonor acaba por confiar nela e conta que descobriu o registo de uma rapariga chamada Vanessa, que poderá ser a sua filha. O ar esperançado de Leonor contrasta com a preocupação de Patrícia.

André pede satisfações a Gonçalo por estar a fornecer pistas falsas a Leonor sobre o paradeiro da filha e fica muito irritado, porque o irmão ri com gosto da situação, afirmando que enquanto ela está presa, também se mantém afastada da família. André dispara que ele não conhece Leonor se pensa que ela vai desistir de encontrar a filha e Gonçalo perde o sorriso com essa possibilidade.

Frederico conta a Antónia que o veleiro já está arranjado e quando André entra na sala pede ao filho que dê uma volta com o barco, pois quer ter a certeza de que está em condições para fazer um passeio com toda a família. O filho disfarça a irritação que Gonçalo lhe provocou e acede ao pedido do pai. Antónia comenta que Amélia, Martim e Carlota estão a divertir-se muito em Praga e que já mandaram muitas fotografias dos locais que já visitaram. Kika fica enciumada com o entusiasmo dos avós.

Patrícia comenta com Gonçalo a prisão de Leonor e conta que ela conseguiu ver o registo de uma rapariga que se chama Vanessa, alimentando a esperança de que ela seja a sua filha. Gonçalo sugere que tentem encontrar a miúda, uma vez que se Leonor quer uma filha, devem dar-lhe uma. Patrícia fica perplexa com aquela ideia do marido. (conclusão)

Anterior1 de 6Seguinte
Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close