Meo e Zon podem revelar audiências televisivas para validar GfK


GfK

A ZON e o MEO podem apresentar uma proposta conjunta para divulgarem as audiências dos canais que agregam nos seus pacotes, adianta o Correio da Manhã.

A sugestão partiu do diretor da CMTV, Octávio Ribeiro e para responsável «faz todo o sentido», pois «seria uma validação extra dos dados da GfK», confirma ao jornal António Casanova, vice-presidente da Associação Portuguesa de Anunciantes e presidente da CAEM.

Contactados, Meo e Zon recusam responder se estariam dispostos a divulgar os valores de que dispõem. No entanto, o diário apurou que a empresa de Rodrigo Costa pronunciar-se-ia se a matéria fosse levada a reunião da CAEM.

António Casanova explica ainda que a Zon e o Meo produzem informação de audiência, mas para uso comercial esta precisaria dos valores da GfK, como «dados sociais, cortes etários e geográficos». Os números dos operadores «são coincidentes», diz ainda, «mas não se podem usar diretamente para fazer programação». Porém, o responsável não tem dúvida de que esta informação dá «conforto, para saber que o painel está a produzir bem». O presidente da CAEM considera também que os operadores podem fornecer os dados: «podem é não querer disponibilizar, porque os tratam como segredo comercial».

Entretanto, a RTP e a TVI ficaram de entregar à CAEM «uma lista de pontos que querem ver verificados no painel da GfK». A empresa que mede as audiências, diz Casanova, «está disposta a aceitar qualquer decisão que a CAEM tome a partir da análise ao pedido dos canais».

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close