“Onde Está Elisa?”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 49 (19 a 25 de novembro)

Carlos olha para a fotografia de Elisa em Colares e de seguida pega numa das fotocópias do caderno de poemas de Elisa e lê um poema.  Elisa está adormecida nos braços de Bruno que está acordado.

Bruno sai da cama com cuidado para não acordar Elisa, calça galochas e sai. Bruno tranca a casa com vários cadeados e segue para a floresta.  Bruno chega ao pé do seu carro, calça os seus sapatos e coloca as galochas dentro de um saco escondidas atrás de um arbusto.

Carlos pousa o poema e olha para a fotografia de Elisa, em Colares. Pergunta para quem é que Elisa terá escrito aquele poema e dispõe lado a lado as fotografias de Rui, Zé Pedro, Bruno e Inácio.  Bruno entra no atelier, que está praticamente às escuras, tira os sapatos e o casaco e deita-se no sofá. Rui pergunta por Francisca a Sofia, entretanto recebe chamada de Zé Pedro e este diz-lhe que já colocou alguém a vigiar Francisca.

Francisca pára o carro junto à casa do Carlos, toca a campainha e aguarda que abram. Detetive observa e tira fotografias a Francisca.  Francisca conta a Carlos a conversa que teve com Matilde.

Carlos pede a Francisca que de futuro lhe ligue para se encontrarem noutro sítio, uma vez que ele e a sua equipa estão sob investigação. Francisca concorda que devam ter mais cuidado.

Júlio informa Tiago que Zé Lenka e Furio são suspeitos de estarem ligados ao tráfico de mulheres e a outros negócios obscuros e que podem estar envolvidos no rapto de Elisa. Tiago diz a Júlio que está na hora de ele se sentar com Carlos e analisarem as ligações do caso Vânia com o caso Elisa.

No café Cagliari, Alexandra toma o pequeno-almoço enquanto conversa com Ana. Olívia chega e fica constrangida ao ver Alexandra e Ana juntas.  Júlio informa Carlos que Zé Lenka e Furio são sócios da discoteca onde esteve Elisa e Carlos pede-lhe para voltarem a falar quando ele tiver mais informações.

Olívia pergunta a Alexandra se ela tem alguma coisa com Ana e diz-lhe que quer ser feliz com ela e vai contar a verdade a Inácio.

Sebastião diz a Inácio que quer mesmo sair de casa e ir viver sozinho e pergunta se o pai o apoia. Inácio diz para ele aguardar mais um pouco, porque as coisas entre ele e Olívia não estão bem e pode acontecer ele sair de casa e assim Sebastião iria viver com ele. Sebastião pergunta se a mãe tem um caso com Alexandra.

Alexandra e Olívia entram em casa, sedentas uma da outra, beijando-se e tirando a roupa, caem aos beijos no sofá.  Sofia diz a Francisca que Rui de manhã perguntou por ela, entretanto Rui entra com as filhas e pergunta à mulher onde esteve e Francisca não lhe responde.

Olívia chega a casa e Sebastião e Inácio estão a almoçar. Olívia diz que se atrasou porque esteve a conversar com Alexandra e perceberam que não valia a pena estarem chateadas por causa da exposição.

Sebastião diz que vai a casa de Gonçalo e Olívia sente que algo se passa.  Procurador está reunido com Raquel e Carlos e diz-lhes que com o inquérito concluiu que não há nada a apontar à investigação e que vai informar Rui.

Carlos dá conhecimento ao Procurador, que Rui está a subornar Raquel. Constança repreende Rui por ele estar a subornar Raquel e diz-lhe também que se não despedir Zé Pedro terá que escolher entre ela e ele.  Olívia confessa a Inácio que está apaixonada por Alexandra e Inácio fica incrédulo e sai para a rua.  Rui diz que não vai despedir nenhum dos dois e Constança apresenta a sua carta de demissão.

Constança insulta Zé Pedro e diz-lhe que a culpa é toda dele.  Rui informa Zé Pedro que Constança se despediu e Zé Pedro informa o amigo que Francisca esteve na casa de Carlos durante a manhã e Rui examina as fotos furioso. Carlos, Tiago e Procurador falam da investigação do caso Elisa.

Constança está triste e conta a Bruno que se despediu. Bruno fica animado. Bruno beija-a e começa a acariciá-la e Constança corresponde. Sebastião chega para trabalhar e encontra o pai bêbado e Inácio diz-lhe que o melhor é arranjarem uma casa para os dois.

Bruno e Constança acabaram de fazer amor e Bruno diz que tem que sair para tratar de uns assuntos e que vai dormir em casa.  Olívia está a fazer as suas malas e ouve barulho da porta de entrada.

Inácio está muito bêbado, chega a casa amparado por Sebastião. Inácio diz ao filho que quer conversar com Olivia e ela vinca que vai embora. Sebastião está furioso e diz à mãe para não voltar. Elena e Faustino estão a fechar o estabelecimento. Yuri entra com o dinheiro para pagar a Zé Lenka e Furio que, entretanto, entram na casa de Strip. Rui pede a Francisca para voltar a dormir no quarto deles, mas Francisca diz que prefere dormir no quarto de Elisa, pois o casamento deles está no fim.

Constança janta com os filhos e informa-os que já resolveu os problemas com Bruno e que o pai vai voltar para casa. Matilde sorri e Gonçalo desconfia. Bruno segue de carro pela serra de Sintra ao som da música.  Bruno pára o carro no sítio do costume, sai do carro e vai pegar nas galochas que tem escondidas no arbusto e troca de sapatos.

Bruno leva consigo sacos de uma loja de ferragens, numa mão, e os sapatos, na outra, e aproxima-se da porta da casa.  Bruno entra na casa e volta a trancar a porta. Surge Elisa que lhe pede suplicante para ir para casa. Bruno suspira e abraça Elisa, que chora. Vemos o saco que Bruno trazia consigo com correntes de ferro e grilhões.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close