“Ouro Verde”: Resumo dos próximos episódios

Resumo dos próximos episódios de “Ouro Verde”: 

Episódio 104 (de 8 a 14 de maio)

Henrique diz a Vera que a mãe dele morreu e não quer que Vera fale nela. Bia tira Henrique da sala, assim como Nenem, que chega com o café e fica espantada ao ver Vera. Jorge pergunta a Vera o que ela está ali a fazer e Vera, mostrando o papel que Miguel lhe deu, diz que veio buscar o filho.

Na cozinha da fazenda, Bia tenta acalmar Henrique que está muito agitado com a conversa de Vera e Nenem diz que vai pôr a mesa para eles comerem qualquer coisa, mas Aparecida diz a Nenem para se sentar e Bia concorda, fazendo com que Nenem se sente, ainda que contrariada.

Vera acusa Jorge de ter feito tudo de propósito, mas Jorge nega que sabia que Henrique era o seu filho e diz a Vera que ela perdeu todos os direitos quando o deu para adoção, ao que ela responde que ele nem queria a criança. Jorge diz que uma coisa é o que se diz, outra o que se sente, e acusa-a de o ter privado de ter contacto com o filho, mas Vera diz-lhe que o grande mentiroso é ele, pois já sabe que o seu verdadeiro nome é Zé Maria Magalhães.

Joaquim arruma as suas coisas no gabinete da PJ e Lúcio diz-lhe que ele não há de ficar muito tempo, pois vai encarregar-se de tratar dele pessoalmente e Joaquim provoca-o, quando entra um funcionário a dizer que libertaram Miguel. Lúcio corre a ver as notícias na Internet, assim como Joaquim. Lúcio liga a Brito, que lhe diz que pagaram a caução de quatro milhões de Miguel.

Lemos entra no gabinete de Gonçalo no jornal, que fica desagradado, perguntando-lhe como é que o jornal sabe sempre tudo sobre Miguel e até parece defendê-lo, provocando o antigo subordinado sobre o novo patrão, ao levantar a hipótese de ser um testa de ferro de Miguel e de Gonçalo ser um capacho deles, o que o deixa incomodado.

Rita está na sala quando Miguel desce ainda em pijama e ela diz que o deixou dormir até mais tarde, revelando que Otelo esteve ali para o ver, mas Miguel diz que não o quer ver nem pintado e que ele não perde pela demora, ainda que tenha que contar, antes de mais, ao mundo inteiro a sua versão dos factos, no que Rita concorda.

No banco, Otelo diz a Mónica que é um risco ter Miguel por perto, mas Mónica não quer entrar em paranoia, quando entra Tomás a dizer que vai visitar o pai à hora de almoço e pergunta-lhe se quer ir com ele. Mónica recusa e pede ao filho que avise Miguel que está atenta aos movimentos dele. Tomás sai e Otelo diz que ela faz bem em não mostrar medo, pois, como conhece Miguel, a esta hora já está a preparar o contra-ataque.

Lúcio diz a Joaquim que ele deve estar contente com a libertação de Miguel, já que sempre o protegeu, mas Joaquim diz que sempre fez tudo para descobrir os crimes do banco e que o facto de Jorge ser Zé Maria os pode ajudar no caso do rapto da filha de Miguel, pois há de arranjar maneira de mostrar ao colega que o Monforte foi o responsável por tudo.

Vera diz a Jorge que, ao contrário dele, é autêntica e não manipula ninguém, mas Jorge diz-lhe que ela nem imagina o que ele passou e pede-lhe que o escute com calma, podendo, em seguida, tirar as conclusões que quiser.

Na cozinha do restaurante, Judite fica a saber da libertação de Miguel e liga a Vera para lhe contar a notícia, mas ela não atende.

Na cozinha da fazenda, Jorge diz que Vera está mais calma mas que tem que continuar a conversa com ela, pedindo que preparem qualquer coisa para ela comer. Jorge sussurra a Bia para que António continue escondido e Henrique pergunta a Jorge quando é que a bruxa má vai embora, mas Jorge diz que ela não é tão má como parece, cometendo apenas erros como toda a gente, mas é com os erros que as pessoas aprendem a ser melhores e a diferenciar o bem do mal.

Jorge entra no alpendre, trazendo comida para Vera, e começa a contar-lhe a sua verdadeira história.

Lúcio continua a discutir com Joaquim, a dizer que a justiça não há de falhar nem para ele, pois há de arranjar provas de todas as porcarias em que está metido, e Joaquim pergunta-lhe se está a tentar dar cabo da vida dele e de Judite, mas Lúcio pede-lhe que deixe a irmã fora daquela história e afirma que foi Joaquim quem deu cabo de si ao meter-se nas cenas em que se meteu.

Na gafieira, Hadja está deprimido a despedir-se do local e Valdemar dá-lhe força, mas Hadja diz que não é mais o mesmo e pergunta ao amigo se ele acha que Jéssica pode ter planeado tudo. Valdemar fica surpreendido, mas Hadja diz que só ela ficou a ganhar com tudo e que o mais certo até é ter um amante, levando Valdemar a dizer que a teoria dele faz sentido e questionando quem poderá ser o tipo.

Na fazenda, Bia diz a Nenem que tem medo que Vera leve Henrique e que o melhor é ele desaparecer com António e irem os dois para a cabana por um tempo, enquanto ela ali estiver. Nenem diz que Aparecida vai com eles e as duas vão tratar de tudo.

Miguel está furioso com as notícias na televisão e Rita manda-o ter calma, quando aparece Tomás para visitar o pai. Rita deixa-os a sós e Miguel conta que foi Rita quem pagou a caução, perguntando a Tomás se Otelo está mesmo a viver com Mónica e o filho confirma, acrescentando que não lhe disse nada para não o magoar, mas que está a fazer tudo como o pai mandou para conquistar a confiança da mãe e que até um negro gay contratou para o banco para mostrar que está mudado, acabando os dois a rir com ar jocoso desta situação.

No banco, Paula está a falar com uma cliente do seu próprio negócio e, quando desliga, Edy (o funcionário negro e gay que Tomás contratou) diz a Paula que quer contratar os serviços dela, pois quer que ela lhe arranje um bom casamento como arranjou para Joana. Paula franze o nariz e diz que vai ser difícil arranjar um ricalhaço que goste de gajos, mas Edy diz-lhe que isso é o que não falta por aí.

Cátia chega atrasada à gafieira para o ensaio e Valdemar, apesar de a olhar com desejo, dá-lhe uma desanda, mas Cátia pede desculpas e vai falar com Hadja, desafiando-o para sair e conseguindo que ele prometa almoçar com ela, indo ensaiar de seguida, sob o olhar devorador de Valdemar, o que faz com que Hadja sorria no meio de toda a sua depressão.

Vera e Jorge continuam a conversar e ele diz-lhe que reencontrou Bia por acaso num protesto ambiental e que nunca quis ter filhos, porque estava focado na sua vingança, mas que não vale a pena estarem a fazer planos porque o universo se encarrega de colocar tudo no lugar. Vera diz que, enquanto não for julgado, Miguel é inocente e Jorge diz-lhe para ela acreditar no que quiser, mas ele não quer saber mais de vinganças pois vai é viver a sua vida.

Amanda fica surpreendida ao ver José chegar ao banco, que lhe diz estar farto de estar em casa e acrescenta que está na hora da lua-de-mel de ambos assim como da festa que lhe prometeu, sendo aquela a altura ideal, já que até agora o filho dela está cá, deixando Amanda muito aflita.

Jorge diz a Vera que, se ela lhe tivesse contado sobre o filho, talvez tivesse repensado a sua vida, mas Vera diz que estão a especular, pois ele nunca esqueceu Bia e a história deles os dois nunca iria resultar, voltando ao assunto Henrique e deixando-o tenso quando lhe pergunta o que tenciona fazer agora que encontrou o filho dos dois.

No restaurante de Vera, Cátia e Hadja almoçam, com ele a dizer que ela tem razão acerca de Jéssica, mas que lhe vai dar luta e mostrar que consegue ter sucesso sem a ex-mulher, agradecendo a Cátia o apoio dos últimos meses, já que é a única amiga que tem sem ser da família.

Na cozinha do restaurante, Judite está surpreendida com a visita de Joaquim, a quem conta que Vera foi ao Brasil atrás do filho, que o rapaz se chama Henrique e que o pai da criança é Jorge Monforte, acrescentado para o marido que não faz ideia como a criança chegou à fazenda Ouro Verde.

Hadja continua a almoçar com Cátia, a quem pede desculpas por tê-la usado no Brasil, já que olhava para as mulheres como se fossem gado à exceção de Jéssica, e Cátia confessa ainda estar apaixonada por ele e os dois beijam-se.

Na cozinha da fazenda, Bia explica a Henrique que ele vai com António, Aparecida e Edson, mas tem que se portar bem, que ela vai ter com eles logo que trate dumas coisas, e Henrique promete fazer como ela quer.

Jorge diz a Vera que vai ficar com o filho, pois ela perdeu todos os direitos quando o entregou para adoção, mas Vera descontrola-se e diz que não lhe vão roubar o filho, seguindo para o interior da casa a gritar por Henrique com Jorge atrás dela.

Vera entra na sala aos gritos, a querer saber onde está Henrique, com Jorge a pedir-lhe que pare com aquilo, mas ela ignora-o e segue para o corredor.

Vera abre e fecha portas do corredor, sempre a chamar por Henrique.

Bia diz a Jorge que escondeu Henrique, quando Vera entra e os acusa de ter planeado tudo. Jorge ainda lhe diz que Henrique corre perigo em Lisboa, mas Vera não ouve ninguém e Jorge diz-lhe que ele e Bia pretendem adotar Henrique. Vera acusa Bia de lhe querer roubar o filho dela, mas que não vai deixar. Jadson aparece e Jorge ordena-lhe que leve Vera para fora da Ouro Verde, e ela sai arrastada, jurando que que irão arrepender por tudo.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close