Pedido de devolução de ajudas de custo é a nova polémica na RTP

A polémica voltou à RTP depois da direcção-geral, comandada por Luís Marinho ter tomado mais uma decisão relativa a cortes na estação pública.

Segundo o Correio da Manhã, os profissionais da RTP que estiveram a cobrir o congresso do PS, que decorreu em Santa Maria da Feira no fim de semana passado, foram obrigados a devolver as ajudas de custo.

O mesmo jornal apurou que os jornalistas envolvidos na operação receberam, por e-mail, a informação de que, segundo instruções da direção-geral de conteúdos «as ajudas de custo que foram processadas devem ser anuladas, uma vez que houve catering».

Esta medida apanhou desprevenidos muitos dos profissionais, até porque «há quem nem sequer coma enquanto está a trabalhar», referiu ao Correio da Manhã fonte da RTP.

«Isto é ridículo. Admitimos que se corte nas despesas, mas os nossos colegas estavam a trabalhar. E nem sequer tiveram em conta o facto de poder haver quem faça uma dieta alimentar, por exemplo», alega outra fonte ao mesmo jornal.

Os profissionais estão também indignados com a forma como a empresa quis que devolvessem o valor depositado nas suas contas. «Disseram que iam descontar nos ordenados», revela uma terceira fonte, acrescentando que houve mesmo colegas que «se recusaram».

Questionado pelo CM, Paulo Ferreira, diretor de Informação da RTP, que disse que esta é «uma prática normal da empresa».

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close