“Perdidos e Achados” recorda “A Canção de Lisboa”

A Canção de Lisboa

No próximo “Perdidos e Achados”, a SIC bebeu História na conversa com João Silva.

“A Canção de Lisboa” foi o primeiro filme sonoro português e aquele que marcou de forma indelével o percurso de João Silva.

Aos 17 anos entrou no mundo fantástico da imagem. Foi preso, por essa altura, por contestar o regime de Salazar. Quando deixou a cadeia nos Açores, dois anos depois, retomou o caminho profissional.Na casa dos 30 anos fez uma viagem a Angola em trabalho. O feitiço africano fez efeito e só regressou a Portugal em 1979.

A máquina de filmar, amiga que o acompanhou décadas a fio, foi vendida para sustentar a família. Rende-se a outra câmara: a fotográfica, ao serviço da CGTP.

Três fases de uma vida longa ao serviço da imagem. Trabalhou até bem perto dos 90 anos. Está quase a completar 97.

Uma reportagem de Fernanda de Oliveira Ribeiro, para ver amanhã no “Jornal da Noite”.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close