Plural despede 17 trabalhadores


Plural

Com cerca de 250 trabalhadores, a Plural, detida pela Media Capital, avançou com um processo de reestruturação, tendo em conta o atual enquadramento económico, depois de outras empresas do grupo terem sofrido cortes.

«É uma pequena reestruturação considerada necessária numa das empresas do grupo que ainda não tinha sofrido qualquer reestruturação», disse a mesma fonte, lembrando que tanto a TVI como as rádios ou a Farol «já tinham sofrido reestruturações necessárias num tempo, por todos, considerado excecional em função da conjuntura económica».

No caso da produção do mercado audiovisual, «estes ajustes ficam definitivamente marcados, a nível das produtoras, pela Lei do Cinema e a sua Regulamentação, que marginaram de forma significativa a atividade, neste caso específico da Plural», adiantou.

No grupo Media Capital, que emprega direta e indiretamente mais de 1.000 trabalhadores, «houve um especial cuidado por reduzir ao mínimo, no processo de reestruturação, o número de pessoas abrangidas», que no caso da Plural são 17.

«A Media Capital gostaria de não ter de recorrer a estas medidas, mas infelizmente todas os grupos de comunicação foram forçados a fazê-lo, em função da conjuntura económica e das medidas fiscais altamente penalizadoras», concluiu a mesma fonte.

Com Lusa

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close