“Prisioneira”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 149 (4 a 10 de novembro)

Américo diz a Glória que deixou Miguel à porta do hospital, mas que o cativeiro dela só termina quando Samuel a for buscar. Lisa diz que Miguel foi encontrado à porta do hospital inconsciente e que o estado de saúde da criança é reservado. Samuel lembra-se de Glória e dá a morada de Américo a Lisa e entra para dentro para ver o filho. Miguel desperta do estado de inconsciência e pergunta por Glória e Samuel feliz por ele ter acordado e estar bem, responde que a polícia vai resgatá-la. Sílvio, Fredy e Monique chegam a casa de Américo e Fredy esgueira-se para o interior sem esperar pela polícia.

Samuel diz a Miguel que sabe onde fica a casa do homem que o sequestrou e ele conta que não foi numa casa onde esteve em cativeiro. Sílvio está aflito por Fredy estar no interior da casa, quando se ouve uma violenta explosão vinda das traseiras. Américo diz a Glória que quando Samuel aparecer em sua casa para a resgatar, vai tudo pelos ares e Glória chora desesperada.

Murilo abre o computador para localizar o carro de Fredy, quando Telma recebe uma chamada de Sílvio que empalidece com o que ouve. Américo conta a Glória que Samuel acabou por se safar, já o mesmo não aconteceu a Frederico Cruz, nome que lhe deram quando telefonou para o hospital. Sílvio abre a porta a Telma que quer que ele lhe conte o que fazia Fredy naquela casa, e chega à conclusão que Fredy pode morrer por causa de Glória. O médico diz a Murilo que Fredy ainda se encontra no bloco operatório e o seu estado ainda é reservado.

Telma adianta-se a contar que Fredy foi vítima por engano, pois estava tudo preparado para Samuel explodir. Samuel chega com Monique para levarem Miguel para casa e é questionado por Murilo sobre as razões de ser alvo de homicídio. Chaves furioso por ter sido o último a saber o que se passou, insiste em culpar Gustavo, agora como cúmplice de Américo. Dário questiona-o sobre o porquê de estar tão empenhado em incriminar Gustavo e este fica nervoso. As crianças estão contentes por Miguel estar de volta a casa, quando chega Dário que pede a Samuel para que lhe conte tudo para tentar encontrar Glória.

Lídia conta a James que não foi Gustavo quem raptou Miguel, mas sim um psicopata que agora tem Glória em cativeiro e pergunta quem é que afinal matou Teresa, foi Gustavo ou foi ele. Samuel relata tudo, desde o acidente da mulher até ao cativeiro de Glória, e Dário anota tudo no seu bloco. Lídia argumenta com James que está claro que Gustavo não é, nem nunca foi culpado da morte da filha e até o verdadeiro culpado ser levado à justiça, ela não o quer ver. Miguel relata com pormenores a Dário tudo o que se lembra dos locais para onde o levaram e pede para ficar sozinho.

Monique diz a Samuel que ele não devia ter contado toda a verdade, pois o que ele fez foi justiça pelas próprias mãos por isso ela já tratou de arranjar um advogado. Glória pergunta por Fredy preocupada e na recusa de Américo em responder, argumenta para que ele pare com aquela vingança, e que tudo não passou de um infeliz acidente. O médico diz que Fredy já saiu do recobro e Telma segue atrás dele para o ver. Telma segura a mão de Fredy e este, febril e alienado, chama por Glória e verbaliza que vai dar cabo da mãe, por os ter separado todos aqueles anos e que vai pagar por tudo o que lhes fez, deixando Telma de olhos arregalados.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close