“Prisioneira”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 20 (10 a 16 de junho)

O jipe de Júlio afasta-se e Lídia vomita. Fahad mostra a rapariga a Bashir e ele gosta do que vê, e refere que mais tarde trata daquele assunto, por ser o dia do casamento da irmã.

Júlio entra no quarto satisfeito com o negócio que fez e fica tenso ao ver Lídia sentada na

cama. Júlio fica contente com a surpresa da mulher e convida-a a ir consigo a um casamento muçulmano. Vítor passa por Glória no hostel e pisca-lhe o olho.

Glória tenta seduzir Tomé e propõe-lhe irem falar para um sítio mais recatado. Glória assente em desaparecer, mas antes pergunta a Tomé porque é que ele a odeia tanto.

Tomé agarra Glória e beija-a à força. Ela resiste ao início, mas depois deixa-se levar e começam a despedir-se enquanto se beijam.

Na casa Ibrahim tudo está preparado para o casamento e os convidados começam a chegar. Leila vai ter com Samira e tenta convence-la que Abdul-Salam ainda pode vir a revelar-se um homem bondoso e Samira dá a entender que o casamento pode não se realizar.

Beatriz continua nervosa por não conseguir falar com Tomé e deixa-lhe uma mensagem. Leila ouve e diz a Beatriz que se o namorado dela não a ama, ela não o pode prender e vai embora.

Constança chega e Beatriz comenta que uma mulher a fez pensar na sua relação com Tomé. Júlio deseja felicidades à família de Bashir, Fahad chega e diz algo a Bashir que o deixa apreensivo e sai.

Bashir chega a uma tenda onde está Abdul-Salam, sentado. Diogo chega a casa e diz não ter dúvidas de que Letícia está envolvida na rede terrorista e Margarida acha melhor ele afastar-se do caso.

Diogo sente-se perdido por ter decidido abandonar a investigação. Teresa conversa com Gustavo, tenta perceber se está tudo bem e pergunta pela filha dele.

Gustavo recorda o momento em que a filha morreu e faz um esforço para responder, e acaba por partir um copo e Teresa estranha o sucedido.

Glória chega a casa e conta a Fredy que encontrou Tomé e lhe disse que ia fazer o que ele queria. Tomé está bêbado junto à campa de Gonçalo e um funcionário frisa que não pode beber ali.

Glória não consegue dizer muita coisa e Fredy repara, mas ela disfarça e diz que está cansada. Sílvio confronta Glória com o facto de ter estado num quarto do hostel com Tomé e avisa-a que não vai deixar que ela brinque com os sentimentos do irmão. Os convidados estão todos em casa de Bashir e Leila não consegue tirar os olhos das filhas e Constança repara.

Constança vai ter com ela e lembra-se que a viu à porta da faculdade, mas não continuam a conversa porque chega Bashir e diz que já não vai haver casamento.

Letícia sorri e Lídia pergunta-lhe se teve alguma coisa a ver com aquilo. Bashir está furioso porque Abdul Salam cancelou o casamento, por Samira ser impura e começa a agredir a irmã e é Omar que o detém.

Omar ampara Samira e pede ao pai para tomar conta dela, até ela casar de novo, pois Bashir perdeu a cabeça e ia matando-a.

Samira olha para Letícia e agradece-lhe com uma troca de olhares. Omar deita Samira e examina-lhe as marcas da tareia que levou e ela agradece-lhe por a ter ajudado.

De regresso a Lisboa, Letícia revela feliz que não houve casamento, e Henrique percebe que aquilo tem dedo da mulher.

Chaves chega e informa Letícia que está detida para prestar declarações e Henrique diz que vai ligar a Mário para a defender.

Helena está destroçada por saber que Letícia pode estar relacionada com uma rede terrorista. Diogo põe a hipótese de Letícia ter criado uma caricatura para se distanciar de qualquer suspeita.

Margarida acha que tudo tem uma explicação e Letícia está provavelmente a ser instrumentalizada por alguém. Acácio fala com Elsa ao telefone, que lhe conta que Letícia foi detida para interrogatório, por suspeita de ligação ao atentado. Sílvio ouve e sorri com satisfação.

Letícia continua sem perceber porque foi detida e afirma que não conhece Al Husayni, nem se lembra do dia em que tiraram aquela foto.

Chaves esclarece Letícia e diz-lhe que é acusada de associação terrorista. Constança comenta com Beatriz que gostou da viagem e que se sentiu bem em Al Aradi, e que ficou a ver a civilização muçulmana com outros olhos. Graça diz ao marido estar convencida que Leonor vai fazer um bom trabalho e Mário comenta que Letícia foi acusada de associação terrorista.

James faz uma chamada para alguém e diz que houve uma detenção e precisam de um plano rápido. Letícia não aceita a acusação só porque foi fotografada junto de Al-Husayni e Chaves refere que há mais indícios e mostra o desenho da concha que Al-Husayni fez antes de morrer e uma foto de Letícia com Abdul Salam.

Graça e Lídia conversam sobre a detenção de Letícia, e ambas estão convencidas de que se trata de um engano. Constança e Beatriz comentam a detenção da mãe e Constança põe a hipótese da empresa da mãe estar realmente envolvida no ataque ao aeroporto e Beatriz acusa a irmão de ter endoidecido de vez.

Beatriz entra no hostel e pergunta por Tomé, mas nem precisa de resposta, pois vê-o a descer dos quartos abraçado a Glória e aos beijinhos.

Fábio conforta Constança em relação ao que aconteceu com a sua mãe e beijam-se e ela acha que se está a apaixonar. Beatriz entra em casa magoada e não consegue acreditar que Tomé a enganou com Glória e manda-o embora.

Sílvio conta a Fredy que apanharam Glória na cama com Tomé, e fica indignado por Fredy contar que sabe e que faz parte do plano deles para darem a volta a Tomé.

Teresa entra em casa e é surpreendida pela presença de Omar, que conta que o casamento acabou por não acontecer, porque o noivo descobriu umas coisas do passado de Samira.

Ela por sua vez diz que também não fez nada de especial e que aproveitou para ler o Corão. Lídia está indignada com a detenção de Letícia e recusa a boleia de Júlio e ele fica desconfiado.

Vítor está deitado na cama a fumar um charro, quando chega Lídia, que se atira a ele aos beijos e o despe com paixão e raiva. Lídia e Vítor estão em sexo tórrido quando aparece Júlio e os surpreende.

Júlio tinha esperança que aquilo não fosse verdade e diz a Lídia que não vê nem mais um cêntimo seu e Lídia mostra uma foto de Júlio a vender uma rapariga a um árabe.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close