‘Projeto Angola’ ganha nome provisório


Alexandra Lencastre e Rita Pereira

A nova aposta da TVI na área da ficção, que deve estrear em fevereiro de 2015, ganhou um novo título de trabalho.

Até aqui conhecida com ‘Projeto Angola’, a novela passou a ter a denominação de “Flor de Angola” e é com esse título que o elenco já trabalha.

“Flor de Angola” vai contar com Rita Pereira e Alexandra Lencastre, entre outros. A estreia deve ocorrer depois de terminado o Desafio Final da “Casa dos Segredos 5”.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • André Sousa

    Nome tão diferente!

  • Miguel

    “Flor de Angola”? E porque não “Jardins Angolanos”? Ou “Mar Angolano”? Ou talvez “Angola de Paixão”… e…. *inserir aqui mais nomes cliché de telenovelas*

    • Manú Silva

      * “Doida por Angola”, “Louca Angola”, “Angola Fina”, “Angola dos Amores”, “Angola do Mar” ou “Fala-me de Angola” exemplos de puro cliché!!

      • Miguel

        LOL “Fala-me de Angola”… até não me admirava que esse fosse uma possível escolha 😛

  • tiago

    E preciso melhorar a mente para a criação dos títulos das novelas, apesar de este ser só um nome provisório, muito mau.

  • India

    Sugestão de outro titulo … Marcas de Angola ou Sociedade

  • Faça Amor, Não Faça Guerra

    Desde que a história seja boa, o nome é o de menos. Além disso, este ainda é provisório, ao que parece. Apesar disso, gostei das sugestões da India.

  • Manú Silva

    Que tal “África Minha” ou “Luar de Angola”, qualquer coisa é melhor do que “flor de Angola”! É que a tvi ultimamente não tem dado nomes decentes às novelas, primeiro foi “Anjo Meu”, “Feitiço de Amor”, “Mulheres” ou “Mistura Fina”.

    • André Sousa

      A Mira já veio desmentir!

      • Miguel

        Sim ela desmentiu…

        Mas surpreenderia-me se o título fosse alguma coisa de jeito!

        Aposto que ainda vem aí alguma coisa chamada “Paixão Africana” haha

        • André Sousa

          Podia ser “Sangue Negro” ou “Luar Angolano”

  • Marta Clemente

    Credibilizava a ficção nacional que os nomes dos produtos passassem a ter uma ligação directa e identificável com o conteúdo.
    O nome até podia ser só “Angola”, sempre era melhor do que floreados desnecessários no nome.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close