[Raio Z] Entrevista a Carlos Costa: “Tenho perfeita noção que jamais irei vencer o The Voice Portugal.”


Carlos Costa é madeirense e um dos concorrentes mais mediáticos de talent-shows em Portugal. Participou no Ídolos em 2009 e, neste momento, é um dos participantes do The Voice Portugal. Carlos editou o seu primeiro disco, “Raio de Sol”, em 2013.
Hoje, ao seu estilo mais irreverente submete-se a mais um Raio Z.

Zapping: Aos 22 anos, quem é o Carlos Costa?
Carlos Costa: O Carlos é apenas um jovem que sonha superar-se a cada desafio. Dar o meu melhor e tentar mudar ideologias são alguns dos meus objectivos.

Z: Tem conhecimento das críticas do público a seu respeito? Como reage às opiniões negativas?
CC: Tenho ideia que não podemos agradar a gregos e a troianos. Também sei que há muita gente que gosta de se “esconder” atrás de um teclado e opinar sobre tudo e todos sem conhecimento justo. Não ligo a isso.

Z: É verdade que foi sondado pelo compositor de “Euphoria” para gravar um tema?
CC: Tivemos uma conversa sobre um tema para Portugal. Não chegamos a grandes conclusões. Talvez um dia. Para já o festival RTP não é muito animador para ambos.

Z: Estaria disposto a aceitar esse convite, caso Thomas G:son lhe propusesse algo em concreto?
CC: Quem sabe… Talvez possamos pensar nisso… Mas depende de muita coisa.

Z: Acha que a RTP estaria disposta a mudar de postura, em relação às músicas cantadas numa língua estrangeira, no que respeita ao Festival da Canção?
CC: Acho que a RTP não quer vencer e sabe que quem cantar em português vê as possibilidades reduzidas. Assim sendo… Acho que vão continuar a recusar o inglês com a justificação de que querem levar a nossa língua além-fronteiras. Afinal, é uma desculpa plausível.

Z: Portugal necessita de compositores estrangeiros para ser bem representado na Eurovisão?
CC: Discordo totalmente, Portugal necessita de compositores que conheçam o certame e estejam dispostos a vencer. Estrangeiros ou não, isso é relativo.

Z: Na sua opinião, o que falta a Portugal para ganhar a Eurovisão?
CC: Investimento, uma boa canção e uma boa promoção.

Z: Acha que Portugal foi bem representado pela Suzy na Eurovisão?
CC: Adorei o trabalho desempenhado pela Suzy. Surpreendeu. Não era um tema vencedor mas foi sem dúvida uma lufada de ar fresco.

Z: Estaria disposto a voltar participar no Festival da Canção?
CC: Eu adoraria, por Portugal, mas é complicado… Os lóbis não facilitam. E a experiência de 2012 serviu de lição.

Z: O seu primeiro disco, “Raio de Sol”, foi um sonho tornado realidade?
CC: Claro que sim, adoro o meu “primeiro menino” e foi um sonho tornado real. Acho que aprendi muito com ele.

Z: O que mudou na sua vida depois de Ídolos?
CC: Tudo mudou depois de 2009, a minha vida pessoal e profissional sofreram muitas mutações e alterações. Depois do Ídolos, nada foi como era, tornou-se ainda melhor.

Z: O que tem achado até agora, da sua participação no The Voice Portugal?
CC: Tem sido tão giro, o formato é espectacular e já me ambientei. Acho que agora é só mostrar evolução.

Z: O Mickael Carreira foi o único a virar a cadeira. Estava à espera que os outros mentores também virassem a cadeira?
CC: Sinceramente, não fui para ali a pensar muito nisso. Ele virou e fiquei feliz com isso.

Z: Acredita que pode vencer o The Voice?
CC: Tenho perfeita noção que jamais irei vencer. Vou dar o meu melhor para chegar o mais longe que consiga, mas não vou vencer.

Z: Vamos ouvir falar, num futuro próximo, de um novo projecto da sua autoria?
CC: Claro que sim, para além do The Voice, tenho o meu segundo álbum em carteira.

Z: Perguntas Rápidas:
Vicio… ginásio.
Livro/filme/música/série favoritos… The Kitchen Boy/Elizabeth/Stay/Game of Thrones.
Na TV não dispenso… o The Voice Portugal.
A pessoa que mais admiro… é a minha mãe (parece cliché mas é verdade).
Não vivo sem… compras.
Um dia corre bem quando… estou com quem amo.

Z: A sua vida dava uma novela? Porquê?
CC: Dava várias novelas… Porquê? Só com uma novela iriam a perceber…

Entrevista de Nuno Costa
Revisão de Margarida Costa

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close