Relançamento de “Jardins Proibidos” divide TVI. «As cenas de ‘picantes’ não são consensuais»


Jardins Proibidos

José Eduardo Moniz, pai da sequela de “Jardins Proibidos” foi convocado pela TVI para alterar a principal novela da noite da estação.

As audiências têm colocado a ficção na quarta posição do ranking de novelas (perde para “Mar Salgado”, “Amor à Vida” e, agora, “Império”) e as mudanças já foram requisitadas pela cúpula da quatro.

Sem mais nenhuma novela disponível para estrear nas próximas semanas, “Jardins Proibidos” é a única arma que a TVI tem no horário nobre, em termos de novelas, para barrar o primetime da SIC que é todo composto por ficção.

Fonte da Plural – produtora da novela – adiantou ao Zapping que uma das correntes em cima da mesa aponta para «mais ação e inclusão de cenas mais picantes», justificada com o facto da trama de Manuel Arouca já ter sido relegada para segunda linha em detrimento do diário da “Casa dos Segredos 5”.

«Havia alguns anticorpos a estas medidas, nomeadamente serem criadas cenas apimentadas. É uma velha fórmula de tentar fazer subir uma novela que esteja a correr mal, incluir cenas de sexo. O horário era um problema, mas já não é», adianta a mesma fonte.

No entanto a decisão não é consensual, pois há quem ache, dentro da cúpula da produtora, que esta novela nada tem a ver com possíveis cenas mais sensuais e que com esta mexida podem afastar o público que segue “Jardins Proibidos”.

Para além das cenas de maior sensualidade há um outro caminho a ser estudado: «A novela tem um hospital. Podem ser criadas histórias que comecem e acabem em menos tempo, trazer mais ação à novela e personagens que não fiquem muito tempo. Este era, de resto, a ideia-base desta sequela, mas foi abandonada», refere.

Certo é que neste momento já estão a ser tomadas medidas pois «na TVI ninguém admite perder nem que seja por uma décima para a ficção da concorrência e no caso de “Jardins Proibidos” está a ser demais».

Depois de uma primeira semana com uma média de 15/31%, “Jardins Proibidos” passou a enfrentar “Mar Salgado”. Atualmente a média da novela é de 12.6/27.2%.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • FRS

    Gosto bastante da 2ª ideia: a de criar historias pequenas relacionadas com o hospital, acho que traz acção e uma pessoa fica com vontade de seguir para ver os novos casos que vão aparecendo! Espero que se concretize!

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close