"

RTP2 estreia “Dialogues des Carmélites”

RTP2

A 17 de julho de 1794, no auge do Reinado do Terror encabeçado por Robespierre, 16 carmelitas, condenadas por crimes contra o povo francês, são executadas na Place de la Revolution, em Paris.

A ópera de Poulenc, baseada no peça homónima de George Bernanos, é composta por pequenas cenas – ou diálogos – que denunciam, a cada nota e palavra, uma profunda e inquietante análise sobre o martírio e sobre o terror. A cena final, quando as vozes se vão interrompendo entre si à medida que a guilhotina faz o seu trabalho é, dramática e musicalmente, uma das mais comoventes de todo o repertório lírico. Numa irónica e inesperada mudança, Robespierre seria, 10 dias depois, entregue à mesma guilhotina que supliciou as carmelitas.

“Dialogues des Carmélites”, cântico de fé, coragem e redenção foi, de imediato, reconhecida como obra prima da ópera do século XX.

Luís Miguel Cintra encenou e o Teatro da Cornucópia coproduziu com o Teatro Nacional de São Carlos esta obra, com direção musical de João Paulo Santos e com cenografia e figurinos de Cristina Reis.

A estreia está prevista para sábado, 14 de maio, às 22H35 na RTP2.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close