RTP2: Nunca as audiências foram tão baixas em toda a história de medição


Audiências

RTP2 atinge pior fase de sempre desde que se medem audiências

Nunca a audiência da RTP 2 foi tão baixa desde que existe audimetria de televisão em Portugal. Entre o início do ano e a passada quinta-feira, 18 de abril, o segundo canal da estação pública somou 2,6% de share médio, indica um levantamento levado a cabo pelo jornal Correio da Manhã.

A queda não é de agora, já que a tendência se observa desde 2011, quando a estação obteve 4,5% de quota de mercado. No ano passado, a média caiu para 3,4%. Desde a entrada da GfK no mercado de audiências televisivas, em março de 2012, que a queda se verifica, embora os resultados anteriores fossem também baixos.

A perda de expressão da RTP 2 é ainda mais significativa quando comparada com os canais do cabo. Na semana de 8 a 14 de abril, por exemplo, ficou em sexto lugar entre todos os canais, com uma média de 2,1% de quota de mercado, atrás do Hollywood (2,2%) e na mesma posição da SIC Notícias (2,1%).

O segundo canal atravessa um processo de reestruturação, com a deslocação da sua produção para o Porto e alterações na grelha de programação. Estes números mereceram, esta semana, uma reação de Alberto da Ponte, presidente da RTP, que se manifestou «preocupado» com a descida das audiências da RTP 2.

«Temos de cumprir o serviço público, mas temos de nos preocupar com as audiências. Estamos perigosamente a aproximar-nos de uma posição irrelevante», disse, citado pelo Correio da Manhã. A grelha da RTP 2 vai custar, este ano, cerca de 22 milhões de euros.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • Filipe

    A culpa é de quem? dos portugueses então todos preferem ver a casa das putas ou merdas sem interese so porque tem uma gaja ou um jago descascado.. :\ e na RTP2 dá programas muito mais interessantes sobre o nosso mundo verdadeiro e não faxadas como esses programassinhos ! que vergonha..

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close