"

Saiba mais sobre a história de “Prisioneira”, a nova novela da TVI

Prisioneira

Prisioneira

“Prisioneira” é a nova novela da TVI. Escrita por Maria João Mira, responsável por “A Única Mulher” ou “A Herdeira”, “Prisioneira” conta a história de um médico muçulmano, revolucionário que luta por um mundo melhor. A aventura começa quando se apaixona loucamente por uma portuguesa e resgata-a de uma vida pouco fértil de amor. Contudo, este resgate torna-se num cativeiro que ninguém previa e num combate desigual pela guarda de uma criança.

Esta intriga, que decorre entre Lisboa e um país do Magrebe, é protagonizada por um amor que será afetado por um atentado terrorista. É neste triller emocionante que poderá ver Joana Ribeiro que dará vida a Teresa Cunha. Uma assistente de bordo que casa com um muçulmano e vai viver  no país do marido. Teresa verá o marido casar pela segunda vez com uma viúva rica. Mãe de um bebé, Teresa decide divorciar-se e voltar para Portugal, porém terá de deixar o filho.

Omar Maluf (Carloto Cotta), o médico muçulmano natural do país do Magrebe que, mais tarde obrigações familiares o obrigam a casar com Samira Ibrahim (interpretada por Vera Kolodzig). Embora este segundo casamento provoque uma rutura entre Teresa e Omar, a verdade é que nunca apaga a paixão.

Samira (Vera Kolodzig) é irmã de um emir e desde sempre foi apaixonada por Omar. Desta forma, vai tornar-se a maior inimiga de Teresa. Samira tem um pecado escondido no passado que é a sua maior fragilidade.

Quem se junta a este triângulo é Thiago Rodrigues, interpretado por Gustavo Tudela. É piloto de aviação e colega de Teresa. Uma tragédia recente destruiu-o emocionalmente mas esconde-a para não perder o trabalho com o qual sonhou a vida inteira. Está desde há muito apaixonado secretamente pela namorada do melhor amigo, Omar.

A “Prisioneira” conta ta,bém com Kelly Bailey que será Glória Cunha. Com apenas 16 anos o pai alugou-a a um homem que depois apareceu morto. A partir daí a regra tem sido o vale tudo. Vive de pequenos crimes com Fredy, o seu melhor amigo. Glória aproveita um atentado terrorista para dar um golpe que acaba por correr mal.

Fredy Cruz (Lourenço Ortigão) ainda era um miúdo quando foi despejado pela mãe. Conheceu Glória na casa de correção e tornaram-se inseparáveis. Tem uma oficina, mais ao menos legal mas tal como Glória, também vive de pequeno crimes até que um deles o coloca no centro do furacão.

No circulo dos amigos de Glória e Fredy está Tomé Andrade e Sousa. Tomé tem tudo o que pode querer mas vive assombrado pela perda do irmão num atentado terrorista. Mas o desgosto tem causas mais sinistra e Tomé é o alvo de uma golpada dos dois amigos. Contudo a vítima pode tornar-se no predador.

É caso para dizer que Tomé é um rapaz bem comportado até conhecer Fredy. E foi pelo rapaz de boas maneiras que Beatriz Drummond (Catarina Bonnach) se apaixona. A namorada de Tomé é filha adotiva de pais milionários. É uma adolescente feliz mas vê a vida a mudar quando a irmã desaparece e decide ir procura-la para um país de Magrebe.

Paulo Pires é Diogo Lacerda, um inspetor da unidade de contra terrorismo da PJ que investiga um atentado que ocorre em Lisboa. Divorciado e cioso da sua liberdade, Diogo vê a vida invadida por uma filha que desconhecia ter.

Carolina Atalaia (Margarida Corceiro) tem 16 anos e um dia bate à porta de casa de Diogo alegando ser sua filha, fruto de uma noite fugaz. A jovem vivia em Madrid com a mãe que a abandonou para fugir com um homem.

É aqui que encontramos a personagem de Benedida Pereira, a Monique Matias. Monique é assistente de bordo e colega de Teresa. Solteira e independente, afirma que não quer comprometer-se embora tenha uma paixão secreta por Diogo. Monique vai encontrar duas adversárias de peso e tem um calcanhar de Aquiles. Não é quem diz ser.

Para fechar este núcleo está a procuradora do MP, Margariga Lacerda, interpretada por Paula Lobo Antunes. Tem um perverso prazer em comandar as investigações em que  ex-marido, Diogo, está envolvido. O casamento entre ambos durou muito pouco porque, a ligação afetiva de dois workaholics esteve sempre destinada ao fracasso. Diogo parece ter seguido em frente mas Margarida nem por isso.

A estes atores juntam-se também Joana Seixas, que será Lídia Cunha. Lídia deixou para trás a degradação da toxicodependência e uma filha. Agora tem uma vida invejável e um marido perfeito. Contudo o regresso do seu amor de sempre pode complicar tudo. Porque a atração pelo abismo é forte demais.

Assim Lídia estará entre dois homens, Júlio Cunha e Vítor Cunha. José Wallenstein veste a pele de Júlio, um homem rico mas que não se conhece bem a fonte da sua fortuna. Amigo do seu amigo é também o marido ideal. Conquistou uma princesa e levou-a para o seu castelo que depressa revelará ser feito de cartas. Júlio fará de tudo para escapar de um passado que o marcou com ferro em brasa.

Já Vítor Cunha (Diogo Infante), é um ex presidiário e quer provar à sua ex-mulher Lídia, que ela é tão ou mais miserável do que ele, talvez porque nunca a tenha deixado de amar. A vida de Vítor é uma verdadeira descida aos infernos e à mais perversa pequenez humana. Vítor poderia vender a alma ao diabo, não o fosse ele próprio.

Sandra Faleiro também integra o elenco da novela dando vida à política de extrema direita, Graça Andrade de Sousa. Graça projeta a imagem da família ideal mesmo que esta esteja a desmoronar-se. Aproveita a morte do filho num atentado terrorista para ganhar simpatias. Mas a manipuladora mestre poderá estar a ser manipulada.

Vítor Hugo será Mário Andrade e Sousa, advogado e sócio da companhia aérea Lusowings. Só mantém o casamento porque é chantageado pela mulher, que sabe de um segredo do seu passado que prejudicou muita gente. Um deles é o irmão da rapariga por quem agora se apaixona obsessivamente.

Graciano Dias é James Maques Farrel, spin doctor famoso que elegeu vários políticos nos Estados Unidos da América e foi contratado para promover a campanha de Graça. Os dois mantêm uma relação secreta. Aliás, muita coisa na vida de James é secreta, a começar pelas ligações obscuras a organizações americanas.

Mas a este rol de advogados, falta ainda Leonor Teixeira (Sara Prata). Esta advogada que até agora só conseguiu servir cafés, tem uma oportunidade de emprego na Lusowings, a empresa do homem que, alegadamente, deixou o seu irmão incapacitado. Leonor apaixona-se por Mário e acredita na sua inocência.

Ângelo Torres será Henrique Drummond, um milionário angolano, dono da Lusowings. Tem tudo o que deseja menos filhos biológicos. Adora a mulher e as filhas gémeas adotivas (Beatriz e Constança) e era capaz de dar a vida por elas.

Catarina Bonnachi vai interpretar o papel das gémeas, Beatriz e Constança. Esta última é uma jovem educada e tem tudo o que uma rapariga pode desejar mas é bastante diferente da família. Não gosta do mundo em que vive. Deixa-se aliciar por promessas de Fábio, de uma vida mais cheia de significado e acaba presa numa rede de tráfico humano.

Ana Cristina Oliveira dará vida à personagem Letícia Drummond. Uma senhora que tem tanto que se aborrece, apimentando o ócio com vários excessos. Não podia ter filhos e comprou duas bebés gémeas num país do Magrebe. Uma delas (Constança) foge de casa aliciada por um movimento jihadista e, pela primeira vez na vida, Letícia Drummond descobre o que é ter um objetivo.

Sofia Aparício também faz parte do elenco e interpreta o papel de uma muçulmana convicta e progressista, numa família fundamentalista. Leila Maluf casou e teve duas filhas gémeas. Na hora em que estas nasceram, despediu-se delas, para lhes dar a liberdade que nunca teve. Mas o destino levará as filhas para bem perto de si.

Rita Ribeiro é mãe de Omar. Fátima Maluf é muçulmana fundamentalista. Acredita que a sociedade ocidental é a fonte do mal. Promove o segundo casamento do filho para salvar a família da ruína e tornar-se-á numa das principais inimigas de Teresa.

Já Diogo Mesquita será Bashir Ibrahim, um emir muito rico, com poder e influência. A sua fortuna, que é em boa parte obtida através de tráfico humano e de armas, serve para apoiar movimentos jihadistas. O seu calcanhar de Aquiles é a irmã Samira, cujo carácter é tão forte e implacável como o dele.

No elenco estão, ainda, Sérgio Praia que será Acácio Teixeira, ex-meânico na Lusowings que sofreu um acidente de trabalho que lhe roubou uma perna, o emprego e a autonomia. Vive para provar que foi tramado e no que toca ao amor, mantém uma paixão secreta por Elsa, vizinha no bairro e ex-colega.

Elsa Cornélio (será interpretada por Rita Salema) é secretária na Lusowings. É também o “serviço noticioso” da empresa no Bairro. Fá-lo porque não tem vida própria. Acácio o seu grande e secreto amor, parece nem dar por ela. Mas por Acácio, Elsa terá coragem de arriscar tudo.

Lia Gama será Helena Lopes, empregada doméstica. Perdeu um filho que se radicalizou e partiu para o Magrebe mas, por vergonhas, mantém isso em segredo. Descobre que tem um neto que nunca conheceu e parte à procura dela.

O neto de Helena chama-se Sahid Lopes (e será interpretado por Lucas Dutra). Foi criado numa comunidade jihadista e perdeu o pai num bombardeamento. É resgatado pela avó e trazido para Portugal. A mudança de país provoca o conflito da adaptação a um novo mundo.

Por fim, Vitor d’Andrade será Sílvio Cruz, irmão de Fredy. Sílvio foi uma das vítimas do atentado terrorista no aeroporto de Lisboa, onde trabalhava. O incidente atirou-o para uma cadeira de rodas. É um homem justo com fortes valores morais e irá revelar-se um justiceiro na sombra.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close