Saiba o que vai acontecer no primeiro episódio de “Mundo ao Contrário”

TVI

Apesar de ter estreia marcada para o próximo dia 14 de abril, a TVI já divulgou o primeiro episódio de “Mundo ao Contrário”.

O dia amanhece agitado no Bairro da Pedra, um bairro pobre da zona de Lisboa. Catarina Malta vive no bairro, num antigo palacete na Quinta do Calhau e, quando chega a casa, apercebe-se de tumultos. Uma criança diz-lhe que a população está a manifestar-se contra o fecho do centro de saúde.  

Mas a rapariga está concentrada no 70º aniversário do pai, Aníbal Malta, dono de um império que começou na construção e que foi crescendo ao longo dos anos. Os dois combinaram almoçar no velho palacete do bairro. 

A irmã mais velha de Catarina, Constança, organiza uma festa para comemorar o aniversário do pai na casa da família, mas não convidou a irmã mais nova, que despreza. Muito agitada, Constança esforça-se para que tudo fique perfeito, mobilizando os empregados e tentando

ligar incessantemente ao marido, Pedro. No entanto, ninguém parece querer atender-lhe o telefone, nem o marido, nem o irmão, João, que está no autódromo a testar uma mota nova com a filha, Maria.

Maria vê as constantes chamadas da mãe e da tia Constança e faz questão de não atender, achando que elas a querem chatear. Mas a verdade, é que algo se passa em casa de João. A sua mulher, Salomé, recebe uma carta com ordem de despejo até ao final da semana. Salomé mostra-se confusa, pois aquela casa pertence a Aníbal e um pai nunca despejaria o filho.

Já Pedro, não atende, pois está na cama com outra mulher, Amélia, que também recebe chamadas do marido, Simão.

Simão está na sua loja de frangos no Bairro da Pedra, a primeira loja de uma rede que cresceu por todo o país e vê a polícia a montar um cerco à volta do centro de saúde de forma a controlar a população revoltada. Simão atende Ivone, cabeleireira no salão Mise e a sua bondade leva-o a oferecer-lhe o almoço, em troca de um corte de cabelo, num dia qualquer. 

Micael, um dos filhos de Simão, tem orgulho em trabalhar com pai, nas entregas ao domicílio. Simão pede-lhe que tenha cuidado quando regressar ao bairro, pois os ânimos da manifestação estão a aquecer.

A população está a ser liderada por Maneca, o braço direito de César, um dos traficantes do bairro. Assim, César pede-lhe que leve os manifestantes para o café de Graciete, sua tia. Para se livrar de Mena, com quem se estava a envolver, César oferece-lhe um pouco de droga, para satisfação da rapariga.

Maria diz ao pai que é melhor ligarem a Aníbal para lhe darem os parabéns, embora o plano seja estarem com ele à tarde na festa surpresa. Desta forma, Maria liga animadamente ao avô para lhe desejar um dia feliz.

Mas a vida de Aníbal está prestes a dar uma reviravolta completamente inesperada. Um advogado informa-o de que todas as empresas já não são dele, que mudaram de nome e, assim, Aníbal perdeu todos os seus direitos sobre o império que construiu. É tudo legal e não há nada que Aníbal possa fazer para recuperar o seu património. Todo o trabalho de uma vida a escapar-lhe pelos dedos num segundo que muda o curso de várias vidas para sempre.

Valentino, dono de um restaurante italiano e amigo da família Malta, é responsável pelo catering da festa organizada por Constança. Mas a sua mente está com o filho, Gilberto, que, nesse momento, está no Bairro da Pedra a resolver-lhe um enorme problema de chantagem. 

Gilberto está no Bairro da Pedra, em casa de Viana. Assim que Gilberto entra na casa do traficante, um rapaz leva a notícia a César. Gilberto dá um maço de notas a Viana, que lhe entrega umas fotografias comprometedoras de Valentino e um pequeno saco com droga. 

César incentiva os manifestantes que estão no café a recuperarem o que é de todos, o centro de saúde. Os manifestantes gritam palavras de ordem incitados por Maneca e os ânimos estão cada vez mais exaltados. Catarina aproxima-se do seu velho palacete, depois de ter ido comprar o almoço para ela e para Aníbal que entra, nesse momento, de carro no bairro. Assustado com a concentração de pessoas, Aníbal apita para que eles se afastem, mas a reação é contrária. Revoltados, os manifestantes começam a abanar o carro violentamente e a partir os vidros.

Ao ver o pai no meio da confusão, Catarina corre para o carro e tenta abrir uma das portas. Micael chega ao bairro na sua scooter e reconhece o carro de Aníbal como sendo o carro do avô da sua namorada, Lara.

Sem hesitar, Micael tenta ajudar Aníbal afastando Catarina, que não conhece. Mas a rapariga é mais forte e dá uma cotovelada a Micael. No cimo de um prédio, César faz pontaria com uma arma. Ouve-se um tiro. 

Na manifestação, as pessoas, assustadas, fogem da polícia que, alertada pelo tiro, começou a carregar sobre os manifestantes. Enquanto Catarina consegue entrar no carro do pai e fugir, Micael ajuda um idoso atingido pela polícia.

Também Viana fica preocupado com o tiro que ouviu e apressa-se a tirar Gilberto de casa. Mas é tarde demais, assim que Gilberto vai embora, surgem vários carros da PJ. A polícia entra em casa de Viana e encontra armas e drogas, prendendo o traficante e levando também a sua filha, Sarita, que estava em casa.

Sheila, cabeleireira no salão Mise, assiste a tudo e corre para o salão para contar a Ivone. As duas cabeleireiras trabalham para Patrícia, mulher de Viana e temem o que poderá acontecer quando a patroa souber o que se passou.

Finalmente Pedro chegou a casa, mas isso não acalma Constança, visto que o marido não sabe onde está Aníbal e não se mostra preocupado com o assunto, subindo para tomar banho. Os convidados começam a chegar e o nervosismo de Constança aumenta. Simão chega com a mulher, Amélia e o outro filho, Saúl. Micael veio de mota atrás, pois antes de ir para a festa, ainda foi fazer algumas entregas. A animosidade entre Amélia e Constança é visível e as duas mulheres provocam-se constantemente. Apenas Lara parece satisfeita pela presença da família do namorado, embora não entenda bem o lado trabalhador de Micael.

Patrícia chega ao salão e recebe as más notícias. A cabeleireira corre para casa onde encontra a mãe, Adelaide, e Sarita. Patrícia tenta acalmar a filha dizendo-lhe que a polícia cometeu um engano e que o pai vai ser solto, mas Adelaide não permite que a filha minta a Sarita e diz que o pai tem de ser punido pelas coisas más que fez. Somente Patrícia continua em negação perante a culpa do marido. 

Mas há quem esteja satisfeito com a prisão de Viana. Na verdade, César tomou o lugar do antigo líder do tráfico do bairro e entrou em funções imediatamente, ficando com o seu negócio.

Pedro envolve-se com a empregada, Marisa, mas a sua cabeça está longe, num plano de vingança. Os convidados continuam a chegar, alheios aos planos do marido de Constança. João chega com Salomé e Maria que trazem o semblante carregado. João já sabe do despejo e fala com Constança que o descansa, dizendo que só pode ser um engano.

O à-vontade de Maria com o primo Rodrigo, irmão de Lara, é visível a todos e causa alguns ciúmes. Os primos conversam, com alguma pena, sobre a falta de Catarina na festa, mas riem ao pensar que ela não se importará de não estar naquele evento chato.

Na verdade, Catarina continua no palacete com o pai que lhe conta que já não é dono de nada. Mas, pior, foi roubado pelo genro, Pedro. Furiosa, Catarina recusa-se a aceitar o roubo e diz que vão imediatamente confrontar Pedro. Enquanto Catarina troca as roupas rasgadas durante a manifestação, ouve-se a ária preferida de Aníbal. E, subitamente, um tiro.

Aníbal suicida-se em casa da filha. Catarina corre para o pai e fica chocada ao ver o sangue que escorre formando uma poça.

Desesperada, Catarina agarra-se ao pai e chora compulsivamente. Cheia de raiva por Pedro, Catarina corre para casa de Constança onde, erroneamente, é recebida como se fosse Aníbal, com uma surpresa.

Todos ficam chocados ao vê-la desfigurada pela dor e com o vestido cheio de sangue, mas Catarina foi com uma missão e conta que Pedro roubou o pai. Inicialmente, todos rejeitam a ideia, mas Pedro confirma que apenas garantiu o seu futuro e dos seus filhos.

Constança nem quer acreditar no que ouve. Mas o choque maior chega quando Catarina conta que a atitude de Pedro levou o pai ao suicídio. A surpresa é geral e mesmo Pedro fica abalado com a notícia. 

Catarina vai embora, demasiado perturbada, enquanto Constança se desfaz em tristeza.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close