"

“Sangue Bom” está de regresso à televisão portuguesa


sangue bom

“Sangue Bom”

“Sangue Bom”, uma história jovem e romântica sobre o mundo da fama e da aparência tem estreia marcada para o dia 11 de junho, às 21h35, na Globo, canal disponível em todos os operadores.

A trama já foi emitida na SIC, no horário das 19h, tendo terminado no início de maio de 2014 na liderança das audiências.

Holofotes. Aplausos de uma multidão. Flashes e capas de revistas. O mundo da fama e das celebridades tornou-se objeto de desejo de muitos, mas é apenas alcançado por poucos.

O que é mais importante nos dias de hoje? Ser, ter ou parecer? São muitas as perguntas, várias as respostas e muitas as possibilidades. Mas uma coisa é certa: todos vivem em busca da felicidade. Estes são alguns dos temas abordados na novela “Sangue Bom”, que tem estreia marcada para o dia 11 de junho, às 21h35, na Globo, disponível em todos os operadores.

«São muitos temas, mas basicamente a novela é sobre o ter e o ser, sobre essa valorização excessiva da aparência, da notoriedade, da fama, da celebridade, e do esforço absurdo e patético ou cómico ou as duas coisas juntas que as pessoas fazem para se constituir famosas. Eu não tenho nada contra fama, contra a notoriedade, mas acho que tem que ser o corolário de um trabalho bem sucedido, reconhecido. O que me deixa desconfortável é a fama sem mérito e o sucesso sem trabalho. A essência da novela é essa inversão de valores», adianta Maria Adelaide Amaral, que assina a trama ao lado de Vincent Villari.

A novela, que é uma comédia urbana e contemporânea, acompanha a vida e o percurso de seis jovens com personalidades completamente distintas. É na selva paulistana da moda, das tendências e das capas de revistas que começa a história de “Sangue Bom”.

Giane (Isabelle Drummond) ama Bento (Marco Pigossi), que ama Amora (Sophie Charlotte), que gosta de Maurício (Jayme Matarazzo), que é o grande amor de Malu (Fernanda Vasconcelos). Fabinho (Humberto Carrão) não ama ninguém, a não ser ele mesmo, e faz de tudo para conquistar dinheiro e poder. Mas o mundo dá voltas e tudo pode mudar.

«Eu parto de personagens. Eles constroem as suas tramas, que vão acontecendo de maneira muito orgânica. Enquanto Bento (Marco Pigossi) construiu a sua vida e o seu futuro em cima de valores sólidos, Amora (Sophie Charlotte) coloca todas as fichas na futilidade da sua imagem de it-girl.  O Fabinho é o nosso vilão. Ele é movido pela inveja e pelo ressentimento. E não percebeu que se esquecer esse ressentimento poderia ser uma pessoa admirável. Ele tem esse potencial de transformação», antecipa Maria Adelaide Amaral.

«A Malu (Fernanda Vasconcellos) é a antítese da Amora. Cresceu num lar cercado de amoralidade, vendo aquela mãe, Bárbara Ellen, capaz de tudo para se manter na mídia. Ela possui um senso moral muito forte. A Malu questiona e age. A Giane (Isabelle Drummond) é uma menina muito delicada, de estrutura emocional muito doce. E, para se defender, criou a armadura de menina zangada. Já o Maurício (Jayme Matarazzo) é um adorável playboy. Ele gosta do que é bom da vida, mas herdou da mãe o caráter. E ele segue seus princípios», acrescenta Vincent Villari.

Com direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Carlos Araújo, “Sangue Bom” chega à Globo no próximo dia 11 de junho, às 21h35, na Globo, presente em todos os operadores. No elenco da novela constam ainda atores como Giulia Gam, Herson Capri, Deborah Evelyn, Letícia Sabatella, Regiane Alves, Marisa Orth, Marco Ricca, Malu Mader, Felipe Camargo e Ingrid Guimarães, entre outros.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close