“Sangue Frio”, a série portuguesa de zombies está a ser disputada por dois canais


zombies

“Sangue Frio” é a série portuguesa de Zombies

“Sangue Frio” é o nome do projeto que se assume como o “The Walking Dead” à portuguesa. A série está na mira de dois canais, não revelados até ao momento.

Mortos-vivos, terror, ação, suspense e muito sangue. Estes são os principais ingredientes de “Sangue Frio”, a nova aposta da ficção nacional que se encontra, para já, em conversações com dois canais interessados.

Sandra Celas, Nuno Melo, Rui Santos e Frederico Barata são alguns dos atores que aceitaram participar neste projeto inédito na ficção portuguesa, adianta o Diário de Notícias.

«No cinema já se usou esta temática e até se fizeram coisas engraçadas, mas séries de terror em Portugal acho que nunca houve. Em televisão é a primeira vez e esperemos que seja com muito sangue a jorrar, com mortos, com terror e com muita ação», destacou o ator Nuno Melo, um dos integrantes, ao DN.

Também Sandra Celas considera que esta série é um passo em frente na ficção nacional. «Acho que pode estar aqui uma série que traz uma qualidade completamente diferente para a ficção que se faz em Portugal, no sentido estético e também de argumento», evidenciou.

O argumento de “Sangue Frio” gira em torno de oito personagens que conseguiram sobreviver à epidemia zombie e que se encontram refugiados no interior de um centro comercial. E mais do que se centrar nos mortos-vivos, a história retrata a luta pela sobrevivência humana, o seu desespero, o medo e a sua vulnerabilidade perante uma praga zombie.

O realizador do projeto, Vasco Rosa, assume que a ideia de criar uma história sobre mortos-vivos teve a influência da série norte-americana “The Walking Dead”. A série conta ainda com a participação dos atores João Santos Silva, Madalena Fernandes, Eunice Correia e Lia Carvalho.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • disqus_05bZJDdWaT

    Que venha para a SIC e que seja uma boa aposta

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close