São José Correia: «A Vanda Barroso é uma mulher desprezível»

O Mundo ao Contrário

Com as gravações da sequela de “Jardins Proibídos” a decorrer, São José Correia adianta alguns pormenores acerca da sua personagem na trama. À revista Ana, a atriz garante que Vanda Barroso, assim se chama a vilã, «é uma mulher desprezível, odiosa e amável ao mesmo tempo». São José Correia acrescenta ainda que Vanda «é uma mulher que não sabe o que significa a palavra limite, passa por cima de todos para chegar onde quer, que é a presidência do hospital onde trabalha».

À mesma publicação, a atriz mostra-se satisfeita com o desafio e garante que tudo está a ser feito para que a continuação de “Jardins Proibídos” seja um projeto de qualidade: «Estou bastante satisfeita com a minha personagem, com o elenco e com o texto da novela, o Manuel tem um texto muito rico e dinâmico ele não dá ponto sem nó, temos uma novela com personagens muito fortes e ambíguas. Estamos a fazer de todo para Jardins Proibídos ser um novelão», conclui.

Jardins Proibídos é escrita por Manuel Arouca e estreará em setembro, na TVI.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close