Semana 11: Margarida não perdoa Duarte

Esta semana em “Louco Amor”:

                            (11 a 12 de março de 2013)

Episódio 247

Carlos diz a Filipe que Violeta já devia ter tudo combinado: Afastava Ramirez dele e Mendonça matava-o. O seu medo é que a tenham matado também. Se for esse o caso, Carlos está disposto a eliminá-los um a um. Guiomar diz a Rafael que o teste de paternidade estará pronto nessa tarde e ele pede-lhe que desmarque todos os seus compromissos.

Lourenço quer marcar o casamento com Graça e ela tenta esquivar-se e diz-lhe que tem demasiados problemas para resolver. Lourenço não se importa e diz que trata de tudo. Pergunta a Graça se daí a duas semanas é uma boa data. Graça fica perplexa.

Carlos recebe um telefonema de Violeta. Ela diz-lhe que não pode falar e combina ir ter à Broadway. Carlos sente-se aliviado por ela estar viva, mas continua preocupado. O que se passará com Violeta?
Carlos vai encontrar-se com Violeta à Broadway mas ela ainda não chegou. Nervoso, pergunta a Margarida se não a viu e ela percebe que algo está errado. Violeta acaba por chegar e abraça Carlos. Ambos estão muito emocionados e Margarida assiste à cena, perplexa.

Graça diz que só casa com Lourenço com um acordo pré-nupcial para proteger os filhos e os bens. Lourenço fica ofendido e diz que gosta realmente dela. Mas Graça sabe que aquele casamento não passa de um negócio e pede a Lourenço que pare de fingir.

Violeta explica a Carlos que foi um homem de Mendonça que matou Ramirez. Mendonça já estava há muito tempo à espera do momento ideal para matar Ramirez e ela não fez mais que providenciá-lo. Mendonça é agora o chefe de toda a rede de droga e, desde que Carlos se afaste, já não são uma ameaça para eles. Violeta diz que agora nunca mais será a Maria da Luz. Mas há algo que está a incomodar Carlos: Sabe que Maria da Luz esteve grávida.

Rafael chega à Broadway com o envelope do teste de paternidade. Margarida quer chamar Carlos e Violeta, mas Rafael diz que aquele momento é só dos dois.

Violeta diz a Carlos que não lhe podia dizer que era ela a Maria da Luz que ele procurava, mas Carlos não compreende. Violeta diz-lhe que vai explicar tudo, mas Margarida precisa de estar presente.

Violeta e Carlos vão buscar Margarida e encontram-na desolada: O teste deu negativo e Rafael não é o seu pai. Rafael diz que tem de haver um engano, o outro teste era real e ele é o pai de Margarida. Violeta fica furiosa e exige que Rafael pare com os seus jogos. Nesse momento aparece a rapariga que tinha estado a observar Violeta na Broadway e trata-a por “mãe”: Diz que é a filha dela, a Margarida.

Carlota quer que Joana fique a tratar dos seus bens enquanto estiver na Suíça e diz que lhe vai passar uma procuração.

A rapariga continua a afirmar que se chama Margarida e que foi criada por Dora. Diz ser filha de Carlos e Violeta. Margarida não aguenta mais aquela situação e sai intempestivamente, seguida por Rafael.

Violeta e Carlos levam a rapariga para o gabinete a fim de continuarem a conversa longe dos empregados da Broadway. A rapariga diz ter vindo de Espanha para conhecer os pais. Carlos não percebe: Nesse caso quem era a Margarida que ele levou para Castelo de Vide com Dora. A rapariga explica que Dora quis criar a filha de Violeta e a bebé que trouxe para Portugal era filha de uma amiga sua que ia ser dada para adoção. Carlos fica furioso por Violeta nunca lhe ter contado que tinham tido uma filha juntos e sai transtornado. Violeta fica incapaz de continuar a conversa com a rapariga e ficam de se encontrar no dia seguinte.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
Páginas: 1 2 3 4

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close