Semana 49: Eduardo exige a Laura que mate Emídio

Anterior1 de 5Seguinte

Esta semana em “Podia Acabar o Mundo”:

                            (03 a 09 de dezembro de 2012)

165º Episódio

Vera, António e Rogério, são confrontados com o assassínio do segurança de Mercedes e do médico que este guardava, para testemunhar contra Eduardo. A polícia judiciária chegou tarde demais ao barracão e não evitou a antecipação de Eduardo.

Este fica tão feliz que se dispõe a fazer novo donativo para que Geraldo encomende a sondagem eleitoral para medir as possibilidades que tem para ser eleito presidente da câmara. Joana ajuda à euforia de Geraldo, concordando que ele é o melhor patriarca que podiam desejar, recordando com nostalgia o grande amor da sua vida e pai biológico de Geraldo e Eduardo, Afonso Álvares.

Apesar da convicção de Vera sobre a morte do segurança e do médico espanhol, o inspector Cerdeira não toma como adquirido que tenha sido Eduardo o responsável pelos crimes. Catarina, recorda-se que depois de se zangar com Vera, foi à Quinta do Paço contar a Rodrigo e Vitória as suspeitas que existiam sobre Eduardo para concluir que foi Vitória a alertar Eduardo para a existência de uma testemunha que o podia comprometer.

Catarina, num assomo de consciência, tenta repor a verdade com Rodrigo mas este rejeita qualquer conversa. Mercedes, escondida, ouve toda a conversa, aguardando o melhor momento para agir.

Raimundo mal dormiu durante a noite e partilha com Albertina as preocupações com o resultado dos tratamentos que Inês realizou na sua luta contra o cancro. Num dia tão importante e decisivo, Inês recebe o apoio de Mateus, que reza com a irmã.

Catarina vai confrontar Vitória por causa da morte da testemunha que poderia levar Eduardo à cadeia mas Vitória recusa conversar com a prima, expulsando-a de casa.

Mercedes, de arma na mão, espera que Vitória fique sozinha para avançar contra ela, mas vai sendo sucessivamente impedida pelo entra e sai na herdade. Vitória, entretanto, pede a Rodrigo que volte para casa, atormentada pela possibilidade de ter contribuído para a morte de duas pessoas.

Albertina, constatando o desânimo de Raimundo, exige ir com ele conhecer o resultado dos tratamentos de Inês.

Mercedes enfrenta Vitória e confirma todos os crimes contra os Álvares frisando que o chefe da organização é Eduardo. Vitória, movida pelo desgosto da morte do pai tenta lutar contra Mercedes mas é ameaçada por esta com uma arma e obrigada a sair de casa para ir ao banco passar para o nome de Mercedes as acções que tem na sociedade agrícola.

Alexandra leva a Inês o resultado dos tratamentos que esta fez contra o cancro.

Rogério tenta confortar Luísa que está cada vez mais desesperada com a possibilidade de atentarem contra a sua vida na prisão.

Rodrigo luta com Mercedes para tentar salvar Vitória. Mercedes tenta alvejar Rodrigo mas acaba por ser abatida a tiro por Eduardo. Este colhe os louros da sua intervenção, até porque no meio da disputa ofereceu as suas acções da quinta a Mercedes, para que esta poupasse a vida de Vitória. Perante o que presenciou, Rodrigo aceita enterrar as divergências do passado, e faz as pazes com Eduardo.

Inês está curada e partilha essa emoção com Raimundo, que chora depois de saber que pode finalmente ter uma vida normal ao lado da mulher que ama.

Vera sabe por Catarina que Mercedes morreu e fica incrédula com a mestria de Eduardo que mais uma vez passa impune.

Joana e Geraldo ficam chocados quando Mateus coloca em causa o remorso que Eduardo sente por ter morto Mercedes.

Rodrigo, por outro lado rende-se finalmente e confessa a Vitória que já acredita que Eduardo se transformou numa boa pessoa.

Vera não vai na onda de Eduardo e exige a Rodrigo que fale com ela, mesmo na presença de Vitória. Tudo para dizer que se Mercedes não era boa rês, Eduardo não é o anjo que parece.

Albertina e Raimundo começam a preparar, emocionados, o regresso de Inês a casa.

Sónia deixa Cláudia a falar sozinha quando a namorada lhe diz que conseguiu a custódia provisória de Jaime.

Laura perde a paciência e diz a Emídio que como Eduardo não lhe atende os telefonemas vai procurá-lo à Quinta do Paço.

Anterior1 de 5Seguinte
Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close