“Sociedade” vai girar em torno de dramas hospitalares


tvi

“Sociedade” (título provisório) vai girar em torno de uma grande unidade hospitalar pública situada na grande Lisboa. É aqui que os protagonistas e muitos dos dramas se vão movimentar.

Com autoria de Manuel Arouca e supervisão ativa de José Eduardo Moniz, “Sociedade” é uma sequela de “Jardins Proibidos”, que acompanha as personagens mais de uma década depois.

Conceito de “Sociedade”:

Dramas de hospital fornecem uma oportunidade única para os telespectadores conhecerem um pouco do que se passa numa unidade hospital de alta intensidade.

Apresentações ficcionais dos dramas abrem as cortinas sobre as relações entre os médicos e enfermeiros, especialistas e os pacientes.

Mais do que um relatório documental ou jornalístico sobre a realidade de um hospital, os conteúdos ficcionados jogam com várias suposições e procuram levantar o debate no espectador sobre como cuidados de saúde devem ser entregues, sobre conflitos, questões morais, convidando assim este a fazer parte dos dramas e acção do dia a dia de uma unidade hospitalar.

Dessa forma, dramas de hospital representam uma parte importante na educação da audiência sobre a realidade da saúde.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • Fabien Silvano

    Gosto da ideia, já estava com saudades de ver algo deste tipo, para ser diferente e sei que este enredo vai dar resultado pelo facto de séries à volta da vida nos hospitais, como por exemplo, Maternidade ou Sinais de Vida. Mas acho que Sociedade não se adequa ao nome da história, visto que é muito vago, por exemplo, Doce Engano. A história vai ser gira, primeiro pela florista (Maria Henrique), depois pela Fábrica, de seguida a Mercearia (Luís Alberto e Lurdes Norberto), os pescadores (José Carlos Pereira e afins), drama amoroso, Hospitais… acho eu vai ser daquelas novelas típicas portuguesas e a ser desenrolada na grande Lisboa. Seria interessante algumas personagens viverem em bairros e mostrar essa vivência, seria giro.

    • Uhuh!

      Esta novela é bastante diferente daquilo a que estamos habituados, já belmonte e mulheres achei o mesmo! A TVI está a inovar bastante, só tenho receio que as pessoas não pensem da mesma forma. A maioria das pessoas critica as novelas por serem “todas iguais”, mas depois se aparece algo diferente elas recusam…

      • Fabien Silvano

        Pois, concordo plenamente. As pessoas estão muito coladas a clichés e a TVI mostra a inovação. Lá está quando li a sinopse de Mar Salgado, não me cativou, visto que há muitas novelas desse tipo. Agora, esta, cativou-me pelas saudades que tenho de ver uma novela deste tipo, típica portuguesa. Esta inovação pode trazer, mais tarde, frutos e dos bons, ou seja, pode ser mais uma a ser nomeada para os Emmys Internacionais.

  • Ana

    Isto não devia ser uma novela, mas sim como série.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close