Teresa Guilherme desdenha “Factor X”: «É um programa engraçadinho, mas…»


Big Brother VIP

A dias de estrear o “Secret Story 4” e de regressar à condução das galas, Teresa Guilherme deu uma entrevista à revista Correio TV onde não deixou de abordar a concorrência do “Factor X”, que estreia na SIC a 6 de outubro.

A apresentadora considera que a nova aposta de Carnaxide não é mais do mesmo, mas não fará mossa na TVI por não ser um reality show, mas sim um talent show. «Não é mais do mesmo. Se fosse um reality show contra outro reality show era mais maçador. Assim têm um programa de talentos. Mas o “Factor X” é o “Ídolos”. É de tal maneira que não deixam entrar o Manuel Moura dos Santos para não fazer confusão. É um programa engraçadinho enquanto são os castings… pode fazer uma boa audiência mas..».

Lacónica, Teresa Guilherme responde um uma única palavra à possibilidade de “Factor X” algum dia vir a ganhar ao “Secret Story 4”: «Não».

«Eles [SIC] é que estão muito preocupados com este programa e não nós com eles. Andam a arrastar uma novela há um ano e meio para depois a irem acabar em cima deste programa… isso diz tudo», referiu a apresentadora numa altura em que se especulava que “Dancin’ Days” acabava este domingo.

Quanto ao facto desta Casa dos Segredos ser a salvação da TVI, a apresentadora descarta a possibilidade: «Este programa não vem para salvar nada. As coisas desequilibram-se mas não caem. Se for altura da SIC liderar nada a travará. Se for altura da TVI continuar a liderar também nada a travará. É o destino. Vou dar o meu melhor? Vou. Estou muito preocupada com as audiências? Da estação, não tem a ver comigo. Do programa, vamos pagar para ver. Mas sei que vai dar mais trabalho»

Regressar como produtora e deixar um pouco de parte a vertente de apresentadora é uma meta: «Quero muito [voltar a ser produtora]. Apetece-me um desafio novo. Sempre achei que contribuí mais como produtora do que como apresentadora. Como apresentadora funciono, mas como produtora estou na fase da excelência. É uma pena o meu maior talento estar na gaveta por preguiça».

Quanto a mostrar projetos aos canais, Teresa Guilherme acha uma tarefa difícil: «Não tenho hipótese. A SIC é o que já se sabe, está cheia de amigos, a RTP, aí é que está cheia de amigos mesmo, é literal, mas a única hipótese que tenho é a TVI, porque sou uma cara da estação, mesmo não sendo uma empregada. Mais cedo ou mais tarde tenho de ir trabalhar para a TVI», avisa.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • EFSER

    NAO PRECEBIII NADA QUANDO ELA FALOU DA SIC, DA RTP E DA TVI E DOS AMIGOS :/

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close